PARTICIPE

O Maior Evento Online Contábil do País - Inscrições gratuitas

19 a 23 de junho de 2017

www.conbcon.com.br
x

Contábeis o portal da profissão contábil

25
May 2017
15:12
você está em:

Conteúdo » Artigos

Recorde de arrecadação de impostos chega a 1.8 trilhão em 2014

Foram pagos em 2014 cerca de 9 mil reais de tributos por cada brasileiro

postado 06/01/2015 16:20:59 - 3.130 acessos

Diante do aumento dos principais impostos incidentes sobre o preço final das mercadorias, tivemos em 2014 um índice de inflação maior, o que consequentemente gerou crescimento na arrecadação tributária. O painel do impostômetro instalado em 2005 no centro de São Paulo estima o total de impostos federais, estaduais e municipais pagos pelos brasileiros direcionados a União, marcou na tarde da última segunda-feira (29) do ano, mais de 1,8 trilhão arrecadados, pela primeira vez.

Em 2013 a Associação Comercial de São Paulo (ACSP) informou por meio do impostômetro que foi arrecadado cerca de R$1,7 trilhão, onde podemos ver que a soma de 2014 passa realmente a ser um recorde. De acordo com a Receita Federal, a carga tributária do Brasil em 2005 representava 33,38% do Produto Interno Bruto (PIB), em 2013 passou a ser 35,95%, e o IBPT calculou 34,13% para 2005 e 36,42% para 2013. A diferente entre o cálculo desses, é que o Instituto considera tributos, multas e outras taxas, enquanto a Receita avalia apenas os tributos.

Para ter-se mínima noção, com todo o dinheiro pago em impostos, seria possível construir mais de 19 milhões de quilômetros de redes de esgoto, 130 milhões de salas de aula equipadas, 51 milhões de casas populares de 40 metros quadrados ou comprar mais de 66 milhões de carros populares ou 900 milhões de TVs Led.

Mesmo que a população se revolte com esse aumento de impostos, tem de ser levado em consideração o atual estado da economia brasileira. Explicando melhor, o Banco Central precisou aumentar a meta da taxa de juros Selic como um remédio inflacionário, pois, uma vez em que a inflação adquire força é necessário o aumento da taxa de juros para reduzir o nível de atividade econômica e conter o avanço da inflação, da qual se caracteriza desvalorização da nossa moeda.

Artigo enviado por
Comentários

MATÉRIAS RELACIONADAS

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

TOP ENVIO DE Artigos

WebContábeis Conteúdo contábil atualizado e de qualidade em seu site.

Desconto de 10% na mensalidade dos planos básicos de conteúdo.

conheça mais

Facebook


Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso. Página carregada em 0.06 segundos.

Site desenvolvido por
Julio Guimaraes | Rogério César