PARTICIPE

O Maior Evento Online Contábil do País - Inscrições gratuitas

19 a 23 de junho de 2017

www.conbcon.com.br
x

Contábeis o portal da profissão contábil

30
Mar 2017
11:30
você está em:

Conteúdo » Artigos

A contabilidade na era da informação: o papel do profissional contábil nos dias atuais.

PROFISSIONAL CONTÁBIL JUNTO A CONTABILIDADE NA ERA DA INFORMAÇÃO.

postado 13/02/2017 13:27:52 - 2.806 acessos

RESUMO

O presente artigo demostra a importância do uso de uma informação eficaz, para a demonstração de relatórios contábeis. O métodos que o profissional contábil deve utilizar para ter resultados satisfatório. Em função do processo de mudanças aceleradas, principalmente no que diz respeito aos avanços da tecnologia atrelada a era da informação, o manuseio de informações corretas é fator preponderante na elaboração de um plano estratégico. Dados coletados corretamente, informações geradas claras, trará como benefício um desenvolvimento organizacional mais eficiente e eficaz e de forma ágil e segura. E na era em que a informação são processadas por mecanismos tecnológicos, possibilitando a gestores na hora da tomada de decisão o profissional contábil está interligado a esses itens que influenciam as organizações e a sociedade como um todo.

Palavras – chaves: Tecnologia, Informação Contábil, Planejamento estratégico

 

ABSTRACT

This article demonstrates the importance of the use of effective information for the presentation of accounting reports. The methods that the accounting professional must use to have satisfactory results. Due to the process of accelerated changes, especially with regard to advances in technology linked to the information age, the handling of correct information is a preponderant factor in the elaboration of a strategic plan. Properly collected data, clear information generated, will benefit organizational development more efficiently and effectively and in an agile and secure way. And in the era in which information is processed by technological mechanisms,

_________________________________

Bacharel em ciências contábeis (FACULDADE ESTACIO)

Especialista em MBA Gestão empresarial e finanças (FEBAC – Faculdade de Educação de Bacabal)

Pós-graduando em MBA Gestão Fiscal e Tributária (FACULDADE ESTÁCIO)

Graduando em Teologia (FATEH – Faculdade de Teologia Hoekmah)

enabling managers at the time of decision making the accounting professional is intertwined with those items that influence organizations and society as a whole.

Key-words: Technology, Contábel Information, Strategic Planning

3

1. INTRODUÇÃO

Em meio a competitividade profissional uma informação clara e precisa destaca-se na hora de tomar uma decisão, em um contexto contábil os processos de informação são necessário, de até a coleta de dados até os resultados através de uma demonstração contábil; seja um balanço patrimonial, uma demonstração do resultado do exercício ou as demais demonstrações contábeis.

Apesar de que muitos profissionais mesmo nesse cenário onde a tecnologia se faz presente a cada instante sente-se inibidos, a se enquadrar nesse ambiente onde as informações são geradas em questão de segundo seja um simples dígitos até em umas elaboração dinâmica de um balanço de uma organização, é necessário que cada organização por sua vez disponha de ferramentas qualitativas que possibilitem o entendimento de profissionais na hora de tomar decisões que alavanquem o resultado de uma organização.

Diante desse mundo globalizado que a informação gerada através de tecnologias surgem indagações das quais podem influenciar um cenário contábil e ser fator importante no desenvolvimento e resultado. Como a tecnologia da informação pode influenciar em uma organização contábil? Qual o posicionamento de um contador nesse cenário competitivo? Como manter-se estável, em meio à crise?

Fatos como esses apresentam parcela importante da qual pode, influenciar nos resultados de uma organização, cabe a cada profissional utilizar de mecanismos que possibilitem um crescimento eficaz.

Dessa forma, para que seja percebido o benefício proporcionado pela informação contábil, faz-se necessário a evidenciação dessas informações como requisito essencial para a plena realização do objetivo principal da contabilidade. Assim, a contabilidade procura traduzir, em seu trabalho final, o máximo de transparência, de compreensão e legibilidade dos dados coletados, para conseguir proporcionar, junto a seus usuários e o sistema contábil, um meio de interação eficaz (DIAS FILHO, 2000).

4

2. METODOLOGIA

            Nessa pesquisa utilizaremos de fatos que demostre a necessidade que um profissional contábil quanto a utilização da tecnologia da informação em uma organização, quais os métodos qualitativos que a mesma possibilita na tomada de decisão, qual a influência externa que coopera para o resultado de uma demonstração contábil.

Através de informações demostrar quais os resultados de uma informação mal processada, e quanto o cenário contábil exige de informações precisas que seja de forma que possibilitem a compreensão.

Será abordado o papel de um profissional quanto ao uso da tecnologia da informação, e as formas que deve agir para se manter competitivo em meio à crise sócio-política atual.

Tratando de forma sistemática o uso de uma informação para um organização.

4. OBJETIVO

            Demostrar que o uso de uma informação precisa, possibilita uma demonstração contábil eficaz favorecendo uma tomada de decisão em uma organização, que o uso de uma informação impulsiona o crescimento e que pode também afetar no resultado.

Que o má interpretação de uma informação pode influenciar na projeção de um plano de desenvolvimento de uma entidade. 

3.TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

            A tecnologia da informação não é simplesmente o uso de equipamentos tecnológicos mas uma serie de mecanismos gerados através de profissionais, esses por sua vez tonam-se a informação como uma aliada para que o desempenho seja satisfatório em uma empresa.

Para Alecrim (2011) “a Tecnologia da Informação, portanto, não é apenas sinônimo de modernidade. É, acima de tudo, uma necessidade dos novos tempos, afinal, a informação sempre existiu, mas não de maneira tão volumosa e aproveitável”. A tecnologia da informação é vista como uma área abrangente e com diversas subáreas estando essas em constante crescimento. A cada dia que a tecnologia avança, junto com elas diversas outras áreas se adaptam ao uso dessa tecnologia para melhorias de seus serviços e execução.

5

Segundo Martins et al. (2012), a globalização e as transformações tecnológicas que vem ocorrendo pelo mundo inteiro, transformações visíveis em todas as áreas, inclusive na contabilidade, obrigando aos profissionais e as empresas a modificarem seus conceitos de operação e comportamento, causando principalmente uma redução de gastos considerável, otimização de fluxos de serviços e etc.

Para Borges e Miranda (2011), a tecnologia da informação (TI) vem revolucionando e modificando a rotina da área contábil há décadas, proporcionando melhorias na operacionalização dos serviços e no atendimento aos clientes, sendo que a principal e maior destas transformações é a criação do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED) , o qual obriga ao contador e demais profissionais da área a ser capacitarem na obtenção de conhecimentos sobre o assunto, dentre eles no planejamento e gestão estratégica, pois os que não se adaptarem a era digital serão engolidos pelos demais.

A tecnologia para a área contábil passou a ser um recurso extremamente estratégico com a principal necessidade de demonstrar os resultados às organizações de forma clara e ágil e isso fez com que fossem, de certa forma, obrigadas a adquirirem softwares e todos os itens que compõem agilidade no processo de tomada de decisão das organizações.

 

Esse processo de geração de uma informação pode ser:

  • Entrada de dados
  • Processamentos destes dados
  • Saída dos dados transformados (Informação)

4. A ERA DA INFORMAÇÃO NA CONTABILIDADE

            A informação tecnológica caminha a passos largos das quais faz-se necessários cada área profissional estar nesse contexto e a contabilidade esta intrinsicamente interligada a esse ambiente de informação.

Vale citar Iudícibus (2010, p. 94) o qual destaca que “as informações quantitativas que a Contabilidade produz, quando aplicada a uma Entidade, devem possibilitar ao usuário avaliar a situação e as tendências desta, com o menor grau de dificuldade possível”, de forma que possibilite a análise dos fatos ocorridos no movimento patrimonial da entidade e auxiliando na tomada de decisões.

6

            Compreensão de informações geradas a partir de dados coletados em um âmbito contábil é primordial, onde o profissional necessita de relatórios onde demonstre a situação real de uma organização, suas departamentalizações, seja ela; financeira, administrativa, recursos humanos dentre outros que façam parte de uma empresa.

Conforme atestam Bens, Berger e Monahan(2011), a transparência e a divulgação de informações relevantes nas demonstrações contábeis são importantes. Mesmo quando Voluntária.

4.1 ASPECTOS INTERNOS DA INFORMAÇÃO CONTÁBIL

            A contabilidade estar interligadas a dois ambientes, interno e externo, mas para que suas conclusões tenham eficácia a capacidade de coleta de dados começa a partir de aspectos internos que possibilitem umas descrição da conjuntura de uma empresa.

            O profissional contábil deve estar munidos de mecanismos que sejam capazes de demostrar a veracidade de fatos coletados dentro de uma organização, e para que as informações internas reflitam em planos estratégicos o profissional deve interpretar de forma clara cada informação seja um balancete de verificação a um balanço patrimonial, ou mesmo em livros de contábeis de ordem cronológica ou sistemática.

4.2 ASPECTOS EXTERNOS DA INFORMAÇÃO CONTÁBIL

            Dentre os ambientes de uma organização está também o externo do que tem influência significativa em resultado de uma organização, no qual exige que as informações por ele geradas sejam de forma clara e precisa para que não haja ruídos e possibilitem maior definição em um planejamento estratégico organizacional, e um profissional contábil no momento de demostrar os relatórios através de demonstrações contábeis e obrigatoriamente que tenha conhecimento dos fatores externos, desde a IF(Instituição Financeira) à fornecedores com suas oxidações de valores, ou mesmo em itens como os impostos.

Dessa formas os esses aspectos causam um impacto no resultado de uma demonstração de uma empresa, da qual e essencial a informação estar correta e de forma clara.

Sendo, a informação contábil, delimitadora e/ou propulsora de mudanças significativas, a mesma assegura a continuidade e permanência da empresa no mercado, Ferreira Junior, Silva e Lima Filho (2011, p. 74) chamam atenção para “que se traga como

7

escopo o aperfeiçoamento e atualização do seu sistema de informações, por meio da utilização de novas estruturas, mais avançadas, de controle e de análise”.

5. CARACTERISTICAS DA INFORMAÇÃO NA CONTABILIDADE

            A era da informação está em um crescente, em um ambiente contábil não e diferente as mesmas geradas e processas de formas agiu, dar a capacidade do profissional ter em curto prazo, podemos destacar que as características de uma informação não basta só possuir uma tecnologia do qual auxilio na produtividade, mas também estar com um profissional da qual saiba utilizar de forma a ter maior produtividade exigindo uma qualificação profissional e saiba utilizar métodos mecanismos tecnológicos que ganhe um resultado a curto prazo.

[...] as características qualitativas da informação contábil-financeira útil [...] identificam os tipos de informação que muito provavelmente são reputadas como as mais úteis para investidores, credores por empréstimos e outros credores, existentes e em potencial, para tomada de decisões acerca da entidade que reporta com base na informação contida nos seus relatórios contábil-financeiros (informação contábil-financeira) (RESOLUÇÃO CFC n. 1.374/11, p.11)

5.1 PROFISSIONAIS QUALIFICADOS INFORMAÇÕES MAIS SÓLIDAS

            Em uma área da qual a informação e atualizada em questão de segundo, ter um profissional contábil que mostre agilidade, precisão na hora de emitir suas demonstrações contábeis e indispensável, a qualificação e exigida a cada instante pois não só as leis mas também diretrizes que são modificadas, e um fator importante é que o profissional saiba utilizar de forma eficaz cada ferramenta que dispõe.

Da mesma forma, o profissional de contabilidade é muito cobrado nos quesitos atenção e especulação em face da TI e do desenvolvimento visto na comunicação destas informações alterarem o cenário de muitas empresas, tornando o contador essencial na tomada de decisões das empresas ou de seus clientes, destacam Lucas, Lucas e Faria (2011).

As empresas estão à procura de profissionais qualificados, mas o que vem ocorrendo é que em algumas áreas esses profissionais não estão totalmente qualificados para exercer a função de maneira eficaz. Para Lacerda (2010), “o objetivo de qualquer profissional atualmente é tentar ser o melhor possível na sua área de atuação, mas também obter conhecimento em outras áreas”. Portanto o profissional deve ter total conhecimento de sua área a qual se qualificou e ao mesmo tempo deve ter conhecimento de outras áreas para que em alguns momentos ele possua atuar e opinar nelas também.

8

                Dessa forma o profissional contábil tem a responsabilidade de estar capacitado para poder esclarecer as informações geradas possibilitando a tomadas de decisões de uma organização.

5.2 MECANISMOS TECNOLÓGICOS

            O avanço da tecnologia está cada vez maior, comparando a anos atrás onde não era tão exposto os instrumentos tecnológicos capaz de trazer informação que ajude uma organização a ajuste e projeções de planos estratégicos.

            Atualmente os mecanismos tecnológicos podemos citar; computadores, celulares, redes de computadores, internet, componentes que cooperam de forma significativa para que a rapidez em sua informação a ter bons resultados.

Segundo Diógenes (2013), a informática através da TI, proporciona a contabilidade diversas facilidades já descritas, que fazem com que as empresas percebam sua necessidade, promovendo a abertura aos que ainda são reticentes a estas novas tecnologias. Diante deste contexto, os contadores trabalham com informações que, por sua natureza, devem ter como características principais, a velocidade e a segurança, haja vista o dinamismo que ocorre no mundo dos negócios, cujas decisões ocorrem a todo o momento e necessitam de informações em tempo real e atualizações constantes, fazendo com que as empresas que prestam seus serviços online estejam um passo à frente das demais. A informatização da contabilidade gera algumas vantagens, dentre elas:

 Aumento da produtividade;

 Melhoria da qualidade dos serviços;

 Mais estimulo para os profissionais da área;

 Facilidade para a leitura prévia de relatórios;

 Facilidade de acesso às informações da empresa;

 Maior segurança das informações. (DIÓGENES, 2013, p. 5).

A era da tecnologia digital na contabilidade possibilita ao contador fornecer ao fisco informações ágeis e centralizadas, mantendo um índice praticamente zero de fraudes e sonegação, utilizando-se de projetos já em uso ou ainda em fases de implantação ou testes por empresas parceiras, dentre eles os principais:

Nota Fiscal Eletrônica (NF-e);

 Escrituração Contábil Digital (ECD);

9

 Escrituração Fiscal Digital (EFD);

 EFD-PIS/COFINS (em produção e implantação);100

 Livro de Apuração de Lucro Real Eletrônico (e-Lalur) (em estudo);

 Escrituração Fiscal Digital Social (EFD-Social ou e-Fopag) (em estudo) e,

 Central de Balanças (em estudo) (TESSMANN, 2011, p. 23-4).

6. FATORES DE UMA INFORMAÇÃO EFICAZ

            A realidade econômico-financeira demostrada por um profissional contábil trata de como a empresa se encontra, e uma organização sem uma devida informação correta com o auxílio da tecnologia não poderá ter o mesmo rendimento, pois a mesma conciliada gera maior resultado, uma informação eficaz possibilita gerar novas atitudes tais como;

. Planos estratégicos organizacionais

. Tomada de decisão mais rápida

. Análise econômico-financeira

. Produtividade

6.1 FATORES DE UMA INFORMAÇÃO INCOMPLETA

            Em uma organização uma informação sendo gerada de forma errada refleti no resultado posterior da empresa, uma demonstração contábil por sua vez, não pode existir erros, pois a complexidade que uma informação gerada de forma errada pode acarretar em muitos prejuízos interno e externos, fatores esses;

. Planejamentos inconsistentes

. Tomada de decisão precipitada e incorreta

. Análise incompletos e desordenados

            Diante disso podemos destacar que uma informação incompleta pode gerar resultados insatisfatórios e que o profissional contábil tem que fazer uma conjuntura da informação, analisando de forma categórica para que as mesmas por sua vez sendo repassadas a um gestor tenha produtividade e eficiência.

10

Neste contexto é lícito chamar a necessidade de uso de termos contábeis que evite confusão na interpretação dos demonstrativos contábeis. Uma má interpretação pode causar danos irreparáveis. Nestes termos é possível, sem medo de incorrer em erros, afirma que Iudícibus (2010, p.113) elenca alguns requisitos numa escrita contábil de qualidade que contribuirá na geração de informações:

Preocupar-se em traduzir de modo objetivo o ponto principal da ideia que deseja transmitir; atingir através da palavra escolhida tudo o que for relativo, referente aos fatos patrimoniais que forem evidenciados; ser fiel às raízes do idioma utilizado para se expressar; buscar transmitir com clareza suficiente para possibilitar a completa compreensão; evitar a ambiguidade, não permitindo a possibilidade de gerar duvidas, nem entendimento de duplo sentido.

 

Morgante e Jorge (2008) analisam que existem muitos erros nos procedimentos, planejamentos e princípios que as empresas adotam como modelo de controle, a carência de informações contábeis claras e corretas, o desconhecimento de custos do produto e/ou serviços em relação ao preço e às atividades de customização envolvida nos processos operacionais, a falta de conhecimentos acerca da origem dos recebimentos e da destinação das obrigações e dos custos e variações nas despesas da empresa.

7. PAPEL DO CONTADOR NA ERA DA INFORMAÇÃO EM UM CENÁRIO DE CRISE

            Um profissional contábil nesse contexto onde a crise afeta direta e indiretamente o resultado de respectivas demonstrações contábeis DRE(Demonstração do resultado do exercício), BP (Balanço Patrimonial) , DVA(Demonstração do Valor Adicionado), DMPL(Demonstração de mutação do patrimônio líquido), DFC(Demonstração do fluxo de caixa), cabe o mesmo, estar alicerçado de informação da realidade onde se encontra, alisando os fatores externos como a macroeconomia e fatores internos como a microeconomia, elaborar métodos dos quais possibilitem uma organização a partir de sua demonstração obter maior resultado a curto prazo, que as mesmas tenha maior produtividade, e se mantenham estáveis em um cenário imprevisível e oxidante.

O profissional contábil pode assumir diversos papéis em sua área, mas todos eles devem estar acompanhados de habilidades que o curso superior o habilita e que são fundamentais para um bom desempenho, como: esforço, ética, seriedade e confiança, aliado ao interesse na educação continuada.

11

O contador possui atribuições legais que lhes são exclusivas e previstas em lei e responsabilidades à altura de sua profissão. Assim é definido:

Contador é o profissional que lida com a área financeira, econômica patrimonial. Sendo o responsável pela elaboração das demonstrações contábeis e pelo estudo dos elementos que compõem o patrimônio monetário das companhias. Para o contador, cada número tem seu significado, tudo é importante, pois cada dado que ele avalia traduz a representatividade dos negócios de uma empresa. (ROCHA, 2012)

Os computadores hoje exercem a função informativa e qualquer leigo pode manusear dados; o que não pode o leigo é explicar esses mesmos dados e nem oferecer modelos de comportamento da riqueza, pois, tais conhecimentos são científicos, de ordem superior. O futuro de nossa profissão cada vez mais acena para um papel do Contador que muito se assemelha ao de um médico, cuidando de seu paciente, receitando e prescrevendo regimes para que o organismo empresarial e institucional seja sadio. A profissão vem-se aperfeiçoando a cada dia, vem ganhando cada vez maior destaque, a ponto de um Presidente, de uma das maiores nações do mundo, talvez a de maior tradição na cultura moderna e que é a França, afirmar, em outubro passado, que a Nação devia o equilíbrio de suas finanças aos contadores. Ponto chave das grandes decisões. (SÁ, 2013).

6. CONSIDERAÇÕES FINAIS

            No cenário da era da informação onde as mesmas por sua vez são geradas rapidamente é necessário compreende-las de forma abrangente e fazer as aplicações de forma correta como corresponder com a conjuntura organizacional.

O objetivo de uma informação e que ela transmita o necessário para que uma empresa tenha habilidade de alcançar seus objetivos de forma eficiente.

As mesmas podem influenciar no futuro de uma organização, possibilitando um crescimento ou recessão organizacional.

No âmbito empresarial as decisões rápidas e corretas são fundamentais para a empresa alcançar bons resultados. Diante disso exige que as mesmas tenham as informações necessárias para que possa ter um planejamento e poder executar suas atividades de forma mais eficaz. Nesse contexto o profissional contábil tem a responsabilidade através de suas demonstrações contábeis, esclarecer qual a necessidade, qual o ponto que uma organização precisa melhorar para aumentar seu patrimônio, ter solvência sem suas finanças, tratar de forma clara cada

12

departamentalização de uma organização. E a tecnologia estar conjunta a essa era de informação. E a informação correta é indispensável para esse profissional, da qual cabe fazer bom uso da mesma.

Enfim a informação é primordial em qualquer organização e o uso da mesma influência diretamente no resultado de uma entidade.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS

ALECRIM, Emerson. (2011). O que é Tecnologia da Informação (TI)? Disponível em Acesso em 03/11/12

FERREIRA JÚNIOR, Altino Nascimento; SILVA, Thiago Bruno de Jesus; LIMA FILHO, Raimundo Nonato. A influência da contabilidade gerencial no desempenho econômico – financeiro das empresas de cerâmica vermelha de Senhor do Bonfim –

BA. In: Revista de Gestão, Finanças e Contabilidade, UNEB, Salvador, v. 1, n. 1, p. 72-85, jan./dez., 2011. [On-line] .Disponível em:http://www.revistas.uneb.br/index.php/financ/article/view/33. Acesso em 29 nov. 2014.

IUDÍCIBUS, Sergio de. Teoria da Contabilidade. 10. Ed. São Paulo, Atlas, 2010.

DIAS FILHO, J. M. NAKAGAWA, M. Análise do Processo da Comunicação Contábil: Uma Contribuição para a Solução de Problemas Semânticos, Utilizando Conceitos da Teoria da Comunicação. Revista Contabilidade & Finanças FIPECAFI – FEA – USP. São

OLIVEIRA, F. D. C. de; et al. Características Qualitativas da Informação...

REUNIR: Revista de Administração, Contabilidade e Sustentabilidade

BARRETO, Gaultier Alves. Manual do Contador. Disponível em:. Acesso em: 19 set. 2013.

MORANTE, Antônio Salvador; JORGE, Fali Controladoria: Análise financeira, planejamento e controle orçamentário. 1. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE. CFC. Aprova a NBC TG ESTRUTURA CONCEITUAL – Estrutura Conceitual para a Elaboração e Apresentação das Demonstrações Contábeis. Resolução CFC n. 1.121/08. Disponível em:. Acesso em 27 jul.2011. ISSN: 2237-3667, Vol. 4, nº 2, p. 96-113, 2014. 112 Paulo, v. 15, n. 26, p. 42 – 57, maio/agosto 2001. Disponível em:, acesso em: 13/03/2013.

DIAS FILHO, J M. A linguagem utilizada na informação contábil: uma análise de sua compreensibilidade à luz da Teoria da Comunicação. Caderno de Estudos FIPECAFI, v. 13, n. 24, p. 38-49, São Paulo: julho – dezembro 2000. Disponível em, acesso em 16/01/2013.

ROCHA, José Dias. O contador. Disponível em:. Acesso em: 01 mai. 2013.

SÁ, Lopes de, Profissional atual. Disponível em:. Acesso em: 05 Mar. 2013

_____, Receita Federal. SPEDSistema Público de Escrituração Digital. Portal SPED, Ministério da Fazenda, Receita Federal, Brasília, 2012. Disponíveel em http://www1.receita.fazenda.gov.br/sistemas/sped-contabil/. Acesso em 20/08/2014.

DIÓGENES, A. D. B. A importância da informática na contabilidade. 2013. http://www.contabeis.com.br/artigos/75/a-importancia-da-informatica-nacontabilidade/. Acesso em 20/08/2014.

LUCAS, D. R.; LUCAS, D. da S.; FARIA, R. C. A valorização do profissional contábil e os benefícios para a contabilidade, através do avanço da tecnologia da informação. XIII Inic EPG(Encontro Latino Americano de Iniciação Científica) e IX Encontro Latino Americano de Pós-Graduação – UNIVAP, São José dos Campos, out/ 2011. Disponível em http://www.inicepg.univap.br/cd/INIC_2009/anais/arquivos/RE_0079_0161_02.pdf. ace3sso em 20/08/2014.

Artigo enviado por
Comentários

MATÉRIAS RELACIONADAS

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

TOP ENVIO DE Artigos

Certificado Digital certificados digitais com preços promocionais para contadores

desconto de 15% em certificados digitais e pague no boleto ou parcele sem juros no cartão.

conheça mais

Facebook


Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso. Página carregada em 0.23 segundos.

Site desenvolvido por
Julio Guimaraes | Rogério César