Contábeis o portal da profissão contábil

22
Apr 2018
19:17

Trabalhista

Máfia sindical, tem que acabar!

Um breve resumo de um sistema sindical que não possui mais tanta utilidade em um país.

27/03/2017 08:09

1.521 acessos

O movimento sindical no Brasil, iniciado em 1931, trouxe para a classe trabalhadora inegavelmente uma proteção em suas relações de trabalho. Sim, é difícil de acreditar, mas teve-se um tempo em que essas organizações eram benéficas para a sociedade. Eram outros tempos, a precarização do trabalho era evidente, o trabalho escravo ainda muito escancarado, em outras palavras, os trabalhadores não possuíam um mínimo de instrução e eram completamente reféns de seus empregadores.

A CLT (Consolidações das leis do trabalho) 11 anos depois veio a ser promulgada, foi aí que estes mesmos movimentos sindicais ganharam ainda mais importância, foram eles os responsáveis pela diminuição da informalidade e pela tentativa do cumprimento da legislação por parte das empresas, acarretando um maior reconhecimento nos empregados pelos seus papéis desempenhados na sociedade.

Mas infelizmente, queria eu, queria mesmo, que isto estivesse permanecido ao longo dos anos, nosso movimento sindical brasileiro meus amigos, tornou-se uma incrível máfia, isto mesmo, um cartel de presidentes e participantes corruptos, onde utilizam da fragilidade de suas classes trabalhadoras para gerarem fortunas. Estamos diante de uma guerra de territórios, onde vale tudo, sindicatos brigando entre si como se fosse um ringue, o objetivo é atropelar seus adversários, crescer, e por fim garantir o imposto sindical que gira em torno de R$ 3 bilhões por ano no país. Esqueci de mencionar um detalhe muito importante, nesse ringue que tanto falamos, os lutadores não são eles, nem tampouco os trabalhadores, é a classe empresária meu caro leitor, que é altamente massacrada pela gigantesca burocratização das relações de trabalho, com suas convenções, contribuições e conceitos inválidos.

O foco principal de um sindicato, deveria ser obviamente a proteção de seus empregados ali enquadrados, mas não, para eles tampouco importa, eles simplesmente ao invés de ajudar, desestimulam a classe empresária, diante de suas convenções mal formuladas e sem nexo.

Como eu disse, o objetivo é lucrar, conforme ilustra a imagem abaixo, me deparei com uma situação interessante essa semana, o Sindicato dos Metalúrgicos, cobrando por uma cópia de convenção coletiva absurdamente um valor de R$ 65,00 reais! Ora, senhores presidentes, seus objetivos, não eram o cumprimento de suas legislações fajutas? Como querem que isto aconteça cobrando por um documento que deveria ser entregue gratuitamente a todos os interessados? Sem contar nos inúmeros sindicatos que cobram para dar assistência nas homologações de contrato.


Queria eu, acreditar que a briga sindical pelo impedimento do projeto de lei 4.302/1998, sobre a terceirização das relações de trabalho, fosse para defender realmente a classe dos proletariados, suas manifestações, suas propagandas na televisão, suas frases de efeito “ CLT rasgada “, puramente é mais uma briga de território, no qual a população sem conhecimento é mais uma vez persuadida. Perceba os sindicatos das empresas de terceirizações, perceba se eles estão se manifestando, obviamente que não, pois a maior parte das receitas de contribuições virão para eles agora. Conseguem enxergar? não é questão de defesa de direitos, e sim, defesa do dinheiro que irão para suas contas, mas o brasileiro que sempre foi “o famoso maria vai com as outras “ não procura se informar do que esse projeto aprovado pela câmara trará de benéfico para a economia e geração de empregos. Confesso que odeio política, não sigo nem tampouco sou filiado a nenhum partido, a corrupção existe sim, e existe em todos os partidos e em todos nossos representantes, mas tenho que admitir que dessa vez eles acertaram.

Meus amigos, não existe perda de direitos, procure-se informar melhor de como é feito uma contratação de terceirizados, mesmo uma empresa contratando tais serviços, a empresa responsável pela disponibilização dos empregados ainda tem que arcar pelos mesmos direitos trabalhistas, como férias, INSS, FGTS, aviso prévio, 13º( que vale ressaltar, é uma cláusula pétrea na Constituição Federal, ou seja, somente poderá ser extinta ou alterada, caso haja uma nova constituição), enfim, os direitos estão ali, serão pagos do mesmo jeito, a vantagem agora passa a ser a favor do empresário, seu custo de contratação diminuirá significativamente, podendo seu custo final de produto ou serviço diminuir, a fim de atrair maior clientela.

Você meu amigo, que passa horas nas manifestações de sindicatos e da CUT ( Central `Única dos Trabalhadores) provavelmente está desempregado, pare de reclamar e perceba que poderá voltar ao mercado de trabalho em breve.

Para minha felicidade, acredito seriamente, que agora os movimentos sindicais poderão ficar mais enfraquecidos, e o Brasil se desgrudar, nem que seja um pouco, dessas correntes, que vem enxugando tempo e dinheiro dos empresários e empregados a tantos anos.
 
Cassiano Oliveira.

Escrito por

Cassiano Oliveira

MATÉRIAS RELACIONADAS

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

x

CADASTRE-SE
GRATUITAMENTE

e faça parte da maior
comunidade contabil
da internet brasileira

x

Faça parte da maior
comunidade da internet
brasileira
, e receba nosso
conteúdo gratuitamente

CADASTRE-SE GRÁTIS

ENVIAR

Ao se cadastrar, você aceita os termos de uso do portal Contábeis.

CADASTRE-SE COM AS REDES SOCIAIS

x

OLÁ ROGÉRIO

vocÊ sabia que você pode
enviar artigos pelo site ?

x

digite seu email ao lado
para receber a senha
em sua caixa de entrada.

RECUPERAR MINHA SENHA

ENVIAR
x

Parabéns!

Veja os próximos passos
para aproveitar tudo o que
preparamos para você.

x

Cadastro efetuado com sucesso !
Enviamos para seu e-mail os procedimentos para confirmação de seu cadastro.
Ele será concluído depois que você fizer a confirmação via e-mail.

Caso não tenha recebido:

* Aguarde mais alguns minutos.
* Verifique sua pasta de spam (ou lixo eletrônico).
* Solicite o reenvio da mensagem de confirmação clicando aqui.

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso.

Site desenvolvido por
Julio Guimarães | Rogério César