Contábeis o portal da profissão contábil

23
Oct 2017
09:35
você está em:

Conteúdo » Artigos

Valores mínimos aplicados em Saúde

Apuração e cuidados nos valores mínimos a serem aplicados em Saúde

postado 25/05/2017 08:11:24 - 1.052 acessos

Os valores mínimos a serem aplicados anualmente pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios em ações e serviços públicos de saúde, são regulamentos pela Lei Complementar 141/2012, sendo obrigatório uma aplicação de no mínimo:

- para os Estados 12% (doze por cento) da arrecadação dos impostos a que se refere o art. 155 e dos recursos de que tratam o art. 157, a alínea “a” do inciso I e o inciso II do caput do art. 159, todos da Constituição Federal;

- para os Municípios 15% (quinze por cento) da arrecadação dos impostos a que se refere o art. 156 e dos recursos de que tratam o art. 158 e a alínea “b” do inciso I do caput e o § 3º do art. 159, todos da Constituição Federal;

- para o Distrito Federal 12% (doze por cento) da arrecadação dos impostos a que se refere o art. 155 e dos recursos de que tratam o art. 157, a alínea “a” do inciso I e o inciso II do caput do art. 159 e 15% (quinze por cento) da arrecadação dos impostos a que se refere o art. 156 e dos recursos de que tratam o art. 158 e a alínea “b” do inciso I do caput e o § 3º do art. 159, todos da Constituição Federal;

- para a União apesar da Lei Complementar 141/2012 prever uma metodologia de aplicação mínima, prevalece o disposto da Constituição Federal que é a 15% (quinze por cento) da receita corrente líquida do respectivo, conforme a redação dada pela Emenda 86/2015.

Um detalhe a ser observado na Lei Complementar 141/2012 é que para apuração do valor aplicado, no final do exercício são consideradas as despesas liquidadas, despesas pagas e TAMBÉM as despesas EMPENHADAS.

Contudo o empenho de despesa é uma reserva, ou seja, uma garantia que se faz ao fornecedor ou prestador de serviços de que a dotação necessária para honrar o pagamento da despesa no futuro tem previsão no orçamento, ou seja, o empenho não é garantia que o serviço foi prestado ou o material foi entregue, já que esse instituto compete a liquidação.

Historicamente nos Entes, há um percentual relevante de despesas empenhadas, inscritas em restos a pagar e posteriormente canceladas, dessa forma poderia ocorrer a situação em que um Ente empenhe diversas despesas, compute como aplicação em ações e serviços públicos de saúde e posteriormente cancele esse empenho (restos a pagar), e efetivamente não cumprindo o percentual de aplicação mínima em Saúde.

De modo a evitar isso a própria Lei Complementar 141/2012 previu que nos casos em que haja o cancelamento de empenhos (restos a pagar) que compunham o mínimo em Saúde, este deveria ser reposto mediante dotação específica para essa finalidade, sem prejuízo do percentual mínimo a ser aplicado no exercício corrente.

A fim de permitir a evidenciação dessa situação o Manual de Contabilidade Aplicado ao Setor Público prevê três modalidades de aplicação:
73 – para Transferências a Consórcios Públicos;
75 – para Transferências a Instituições Multigovernamentais;
95 – para Aplicação Direta.

Fonte: Lei Complementar 141/2012
Constituição Federal 1988
Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público

Artigo enviado por
Comentários

MATÉRIAS RELACIONADAS

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

TOP ENVIO DE Artigos

Consulta de NFes direto da Sefaz Com download automático de XMLs de NFes e NFSes, DANFes e mais

20% de desconto nos primeiros 6 meses! Descontos especiais para escritórios contábeis.

conheça mais

Facebook


x

CADASTRE-SE
GRATUITAMENTE

e faça parte da maior
comunidade contabil
da internet brasileira

x

Faça parte da maior
comunidade da internet
brasileira
, e receba nosso
conteúdo gratuitamente

CADASTRE-SE GRÁTIS

ENVIAR

Ao se cadastrar, você aceita os termos de uso do portal Contábeis.

CADASTRE-SE COM AS REDES SOCIAIS

x

OLÁ ROGÉRIO

vocÊ sabia que você pode
enviar artigos pelo site ?

x

digite seu email ao lado
para receber a senha
em sua caixa de entrada.

RECUPERAR MINHA SENHA

ENVIAR
x

Parabéns!

Veja os próximos passos
para aproveitar tudo o que
preparamos para você.

x

Cadastro efetuado com sucesso !
Enviamos para seu e-mail os procedimentos para confirmação de seu cadastro.
Ele será concluído depois que você fizer a confirmação via e-mail.

Caso não tenha recebido:

* Aguarde mais alguns minutos.
* Verifique sua pasta de spam (ou lixo eletrônico).
* Solicite o reenvio da mensagem de confirmação clicando aqui.

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso. Página carregada em 0.06 segundos.

Site desenvolvido por
Julio Guimaraes | Rogério César