Contábeis o portal da profissão contábil

24
Aug 2017
01:50
você está em:

Conteúdo » Artigos

A Reforma Trabalhista É Boa Pra Quem?

Por que os empresários brasileiros pagam tanto à justiça trabalhista e por que têm tanta urgência na Reforma.

postado 02/06/2017 14:40:51 - 2.832 acessos

Ouvi a entrevista do Flávio Rocha, diretor da Riachuelo, na Jovem Pan. Ele, e toda a classe empresarial (principalmente as mega empresas) reclamam que a reforma previdenciária e trabalhista são urgentes.
Citou o caso do CitiBank, que o mercado brasileiro corresponde a 1% da receita mundial do banco. E 93% do total daos processos trabalhistas que o grupo enfrenta no mundo.

Eu não sei... mas só uma sugestão: Será que o empresariado brasileiro já pensou em seguir as leis trabalhistas a fim de não sofrerem processos?

A realidade de contratações que assisto não tem nada dessa utopia de "empresa vai contratar e pagar mais se a reforma trabalhista for aprovada". Eu vejo: empresa querendo pagar o mínimo possível exigindo o máximo possível eachar que isso é um favor ao trabalhador. Eu vejo empresario querendo pagar apenas um transporte pro funcionário quando na verdade ele precisa de dois (além disso, vale frisar que VT não é benefício, é um direito e é descontado parcialmente ou totalmente na FP). Eu vejo empresario pagando vale ao funcionário com cheque de terceiros.

Eu vejo empresário querendo fazer um "jogo de enquadramento de sindicatos" porque ele não queria pagar uma cesta básica exigida por um dos sindicatos. Já vi empresas exigirem que seus funcionários se demitissem e começassem a trabalhar como prestadores de serviços para evitar obrigações trabalhistas (manobra essa que já foi desmascarada na Justiça).
Sem contar quando o funcionário tem que resolver os problemas pessoais do empregador.

E quando você vai analisar a vida financeira dessas empresas: Muita entrada de dinheiro não declarado, compra de imóveis, automóveis, iate de 60 pés, férias 3 vezes ao ano. Não é errado você ter tudo isso, mas se pra você ter tudo isso você enriqueceu pagando um salário mínimo para seus funcionários, você é um imoral.

Eu sei que sindicato é uma palhaçada. Mas as decisões das convenções são boas para cada classe. Cada profissão tem suas facilidades e suas necessidades. A CLT é demais abrangente e vaga. Tem que ser revista, sim. Mas não tem que "facilitar" as falcatruas do empresario brasileiro. Isso ele já faz sem facilitações.

Artigo enviado por
Comentários

MATÉRIAS RELACIONADAS

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

TOP ENVIO DE Artigos

Consulta de NFes direto da Sefaz Com download automático de XMLs de NFes e NFSes, DANFes e mais

20% de desconto nos primeiros 6 meses! Descontos especiais para escritórios contábeis.

conheça mais

Facebook


x

CADASTRE-SE
GRATUITAMENTE

e faça parte da maior
comunidade contabil
da internet brasileira

x

Faça parte da maior
comunidade da internet
brasileira
, e receba nosso
conteúdo gratuitamente

CADASTRE-SE GRÁTIS

ENVIAR

Ao se cadastrar, você aceita os termos de uso do portal Contábeis.

CADASTRE-SE COM AS REDES SOCIAIS

x

OLÁ ROGÉRIO

vocÊ sabia que você pode
enviar artigos pelo site ?

x

digite seu email ao lado
para receber a senha
em sua caixa de entrada.

RECUPERAR MINHA SENHA

ENVIAR
x

Parabéns!

Veja os próximos passos
para aproveitar tudo o que
preparamos para você.

x

Cadastro efetuado com sucesso !
Enviamos para seu e-mail os procedimentos para confirmação de seu cadastro.
Ele será concluído depois que você fizer a confirmação via e-mail.

Caso não tenha recebido:

* Aguarde mais alguns minutos.
* Verifique sua pasta de spam (ou lixo eletrônico).
* Solicite o reenvio da mensagem de confirmação clicando aqui.

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso. Página carregada em 0.06 segundos.

Site desenvolvido por
Julio Guimaraes | Rogério César