Contábeis o portal da profissão contábil

18
Nov 2017
02:47
você está em:

Conteúdo » Artigos

Receita Federal se manifesta mais uma vez sobre a impossibilidade de exclusão do ICMS sobre a Base de Cálculo de PIS e COFINS

A Receita Federal publicou na data de ontem (05/07/2017), Solução Consulta de n.º 6032/2017 na qual reitera a impossibilidade de exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS e COFINS.

postado 06/07/2017 09:08:29 - 1.785 acessos

A Receita Federal publicou na data de ontem (05/07/2017), Solução Consulta de n.º 6032/2017 na qual reitera a impossibilidade de exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS e COFINS.

Como é sabido, o STF julgou em 15/03/2017, ação em que acolheu como procedente o pedido de contribuinte para exclusão do ICMS sobre a Base de Cálculo do PIS e COFINS. Os ministros entenderam que o valor arrecadado a título de ICMS não se incorpora ao patrimônio do contribuinte e, dessa forma, não pode integrar a base de cálculo dessas contribuições.

O tema julgado sob o rito de repercussão geral (aplicável às demais instâncias); não teve ainda seu acórdão publicado e nem a decisão sobre a modulação dos seus efeitos (a partir de que momento valerá).

A argumentação da Receita Federal é a de que por conta disso, a decisão não seria vinculante para a administração pública, inexistindo qualquer instrumento hábil que a submetesse a tal entendimento.

Se estamos diante de um direito líquido e certo do contribuinte, não cabendo inclusive qualquer recurso por parte do Governo; as reiteradas posições no sentido de proibir as empresas de desde já exercerem seu direito de recolher os seus tributos sem as anomalias e aberrações impostas pelo Fisco são no mínimo desmedidas.

É triste abrirmos o jornal e nos depararmos com a notícia de que nosso Poder Executivo insiste em proceder de forma inconstitucional. E mais agravante: quer validar algo que correto não o é. Propõe praticar o que é impróprio em prol de uma suposta perda de arrecadação.

Não vale a verdade absoluta. Vale o fato de não ter havido uma “decisão definitiva de mérito”. É necessário a formalidade para que a Receita Federal se “obrigue” a cumprir o que de imediato deveria reconhecer.

Diante deste cenário cabe aos contribuintes impetrarem ações no Judiciário para garantirem seus direitos.

Haja insegurança jurídica! Quão digno de apreço se não tivéssemos que conviver com este tipo de conduta do Fisco.

 

Artigo enviado por
Comentários

MATÉRIAS RELACIONADAS

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

TOP ENVIO DE Artigos

WebContábeis Conteúdo contábil atualizado e de qualidade em seu site.

Desconto de 10% na mensalidade dos planos básicos de conteúdo.

conheça mais

Facebook


x

CADASTRE-SE
GRATUITAMENTE

e faça parte da maior
comunidade contabil
da internet brasileira

x

Faça parte da maior
comunidade da internet
brasileira
, e receba nosso
conteúdo gratuitamente

CADASTRE-SE GRÁTIS

ENVIAR

Ao se cadastrar, você aceita os termos de uso do portal Contábeis.

CADASTRE-SE COM AS REDES SOCIAIS

x

OLÁ ROGÉRIO

vocÊ sabia que você pode
enviar artigos pelo site ?

x

digite seu email ao lado
para receber a senha
em sua caixa de entrada.

RECUPERAR MINHA SENHA

ENVIAR
x

Parabéns!

Veja os próximos passos
para aproveitar tudo o que
preparamos para você.

x

Cadastro efetuado com sucesso !
Enviamos para seu e-mail os procedimentos para confirmação de seu cadastro.
Ele será concluído depois que você fizer a confirmação via e-mail.

Caso não tenha recebido:

* Aguarde mais alguns minutos.
* Verifique sua pasta de spam (ou lixo eletrônico).
* Solicite o reenvio da mensagem de confirmação clicando aqui.

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso. Página carregada em 0.05 segundos.

Site desenvolvido por
Julio Guimaraes | Rogério César