Contábeis o portal da profissão contábil

19
Nov 2017
15:32
você está em:

Conteúdo » Artigos

O que pode acontecer se eu não tiver o XML da NFe

Se em algum momento você se perguntou sobre “o que pode acontecer se eu não tiver o XML da NFe” – saiba que isso pode acabar lhe rendendo algumas penalidades!

postado 17/07/2017 09:24:13 - 2.851 acessos

O que pode acontecer se eu não tiver o XML da NFe

 

Se em algum momento você se perguntou sobre “o que pode acontecer se eu não tiver o XML da NFe” – saiba que isso pode acabar lhe rendendo algumas penalidades!

Empresas que não consideram a cautela de seguir esse tipo de procedimento interno ficam mais expostas diante de uma fiscalização do setor contábil – e aí, o que não faltará serão dores e mais dores de cabeça!

Provavelmente nenhum empresário que vislumbre um bom resultado para sua empresa bem como tenha metas positivas quer que isso aconteça, não é mesmo?

Justamente por isso é fundamental certificar quais são as penalidades possíveis para quem não apresenta uma linguagem de marcação realmente assertiva da sua documentação.

Se você quer saber mais acerca desse ponto, continue lendo o conteúdo desse artigo a seguir!



O que pode acontecer se eu não tiver o XML da NFe – Saiba o que deve ser armazenado!

Antes de tudo, vale lembrar que o XML nada mais é do que um acrônimo referente a Xtensible Makup Language  - é uma linguagem elaborada pela W3C (consórcio global que elabora soluções focadas para o ambiente online).

Quando ocorre algum tipo de negociação comercial de compra ou venda, muito dificilmente as partes que estejam envolvidas no processo aguardam que o encerramento da relação resulte em possíveis problemas desagradáveis para ambos.

Justamente por isso,  é muito difícil identificar empresas ou clientes que armazenem todas as notas fiscais.

Quando uma empresa é responsável pela venda, o fato dela não se resguardar guardando as notas ficais de maneira assertiva pode acarretar consequências muitos graves.

Isso porque de acordo a leis vigentes no Brasil a NF deve ser mantida em poder da empresa pelo prazo máximo de até cinco anos – esse prazo consiste na analise de que a divida foi prescrita e as empresas e até mesmo o Governo já não podem contar com a cobrança de eventuais pagamentos não efetuados.

Outro ponto que merece destaque consiste em que o fato de não se armazenar essas notas fiscais pode resultar na possibilidade de multas muito substanciais, chegando até mesmo a passar do valor de mil reais por documento que tenha sido perdido ou XML de nota eletrônica não apresentada de fato em uma eventual fiscalização.

Como afastar as chances de ser afetado por eventuais multas?

Em uma determinada transação de cunho comercial, que pode ser de compra ou venda, nunca se imagina que ocorrerá algum tipo de dano para nenhuma das partes!

Pode até parecer uma visão otimista, mas é que o ideal é sempre que não existam mesmo problemas no processo de aquisição, nem para o cliente e nem para a empresa em questão – mas embora parece o correto, sabemos que nem sempre as coisas seguem dessa maneira!

Mas culturamente, e até mesmo por conta da confiança que persiste, é raro encontrar empresas ou clientes que se dediquem a guardar todas as notas fiscais.

Se o cenário fosse diferente, muito provavelmente os problemas seriam muito mais facilmente sanados.

Quando se trata das notas ficais eletrônicas, é muito mais simples se fazer uma gestão de informações mais eficiente, principalmente quando isso corre por meio de um software de gestão. 

Já quando se trata das companhias que realizam as vendas, o comportamento de não se dedicar ao armazenamento das notas fiscais, pode acarretar inúmeros problemas – como todos sabemos, o cliente sempre tem a razão e até provar  que a empresa não cometeu qualquer erro é preciso percorrer um caminho bastante tortuoso!

Não guardas notas fiscais pode acabar resultando  em multas pesadas, chegando a passar do valor de mil reais por cada documento que tenha sido de fato perdido.

Vale destacar que dependendo do tipo de penalidade, o resultado final pode acabar até mesmo em uma prisão. Segundo a lei 8137 crimes que sejam considerados contra a Ordem Tributária podem ser um forte agravante.

Logicamente a organização desse tipo de demanda para uma empresa pode ser um trabalho bastante árduo, que exige não somente uma grande organização como também um processo interno bastante eficiente!

Por isso, as ferramentas de gestão para XML são um grande diferencial para manter os procedimentos internos sempre de acordo com a legislação.

 “O que pode acontecer se eu não tiver o XML da NFe?”: agora que você já sabe, é importante manter essa politica interna na sua empresa!

Artigo enviado por
Comentários

MATÉRIAS RELACIONADAS

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

TOP ENVIO DE Artigos

WebContábeis Conteúdo contábil atualizado e de qualidade em seu site.

Desconto de 10% na mensalidade dos planos básicos de conteúdo.

conheça mais

Facebook


x

CADASTRE-SE
GRATUITAMENTE

e faça parte da maior
comunidade contabil
da internet brasileira

x

Faça parte da maior
comunidade da internet
brasileira
, e receba nosso
conteúdo gratuitamente

CADASTRE-SE GRÁTIS

ENVIAR

Ao se cadastrar, você aceita os termos de uso do portal Contábeis.

CADASTRE-SE COM AS REDES SOCIAIS

x

OLÁ ROGÉRIO

vocÊ sabia que você pode
enviar artigos pelo site ?

x

digite seu email ao lado
para receber a senha
em sua caixa de entrada.

RECUPERAR MINHA SENHA

ENVIAR
x

Parabéns!

Veja os próximos passos
para aproveitar tudo o que
preparamos para você.

x

Cadastro efetuado com sucesso !
Enviamos para seu e-mail os procedimentos para confirmação de seu cadastro.
Ele será concluído depois que você fizer a confirmação via e-mail.

Caso não tenha recebido:

* Aguarde mais alguns minutos.
* Verifique sua pasta de spam (ou lixo eletrônico).
* Solicite o reenvio da mensagem de confirmação clicando aqui.

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso. Página carregada em 0.07 segundos.

Site desenvolvido por
Julio Guimaraes | Rogério César