Contábeis o portal da profissão contábil

15
Aug 2018
09:39
DIA 13 SEGUNDA

O Maior Evento Online Brasileiro de Contabilidade

Gratuito 100% online

VEJA AS PALESTRAS DE HOJE

DIA 13 SEGUNDA

13 a 17 de agosto de 2018

www.conbcon.com.br

O Maior Evento Online Brasileiro de Contabilidade

100% online Gratuito
Vanildo Veras

Vanildo Veras

Empreendedorismo

Excelência ou sorte, eis a questão

Cláudio Miranda

Cláudio Miranda

Formação Profissional

Turnover de pessoal e qualidade de vida no trabalho nas Empresas de Auditoria Externa

Adriano Vermolhem

Adriano Vermolhem

Gestão Empresas Contábeis

Marketing Digital na prática para Escritório Contábeis

Fátima Roden

Fátima Roden

Tributário e Trabalhista

Alterações a partir de 2018 em relação ao ISS e ISS fixo no Simples Nacional

Marcelo Voight Bianchi

Marcelo Voight Bianchi

Gestão Empresas Contábeis

Empresa Contábil: Um Grande Negócio do Século XXI

Gilberto Cunha

Gilberto Cunha

Empreendedorismo

Quero comprar de você

Divane Alves

Divane Alves

Normas Contábeis

Normas Contábeis - Surgimento e Aplicação

Gabriel Manes

Gabriel Manes

Tecnologia

Como conquistar produtividade, satisfação do cliente e crescimento

Fernanda Rocha

Fernanda Rocha

Empreendedorismo

Contabilidade Consultiva: o Caminho da Riqueza e da Prosperidade

Domingos Vasco

Domingos Vasco

Tributário e Trabalhista

Aspectos Legais e Gerais do eSocial

Paulo Vaz

Paulo Vaz

Gestão Empresas Contábeis

Contabilidade Digital e on-line: Aspectos de Estratégicos

Vinicius Roveda

Vinicius Roveda

Tecnologia

Transformação do mercado contábil: de 2015 a 2020

Mauro Negruni

Mauro Negruni

Tributário

Resultados do novo modelo da DCTFWeb

Fernando Almeida

Fernando Almeida

Formação Profissional

Como elaborar um projeto de pesquisa?

Rogério Fameli

Rogério Fameli

Gestão Empresas Contábeis

Marketing Digital de Performance e Captação de Clientes de Contabilidade

Alizete Alves

Alizete Alves

Tributário e Trabalhista

16:00 - eSocial - Impactos e ações para uma entrega de sucesso

Hélio Donin

Hélio Donin

Tecnologia

Contabilidade e as ferramentas tecnológicas da atualidade

José Luiz Fondacaro

José Luiz Fondacaro

Tributário e Trabalhista

Fim do Emissor do Cupom Fiscal - E Agora?

Gilmar Duarte

Gilmar Duarte

Gestão Empresas Contábeis

Honorários Contábeis: Segredos da precificação

Isis Abbud

Isis Abbud

Empreendedorismo

Contadores conseguem inovar?

Simoní Pechebela

Simoní Pechebela

Tributário

Código GTIN validação e obrigatoriedade aplicada a NF-e e NFC-e

Christiano Santos

Christiano Santos

Normas Contábeis

CPC/IFRS 17 Contratos de Seguros

PERDEU AS PALESTRAS DE ONTEM? CLIQUE AQUI

MAIS PALESTRAS DE HOJE

« »

Trabalhista

Cuidados com a nova legislação trabalhista

Os ajustes na legislação trabalhista trouxeram alguns benefícios nas relações, mas cuidado: pode ser uma "faca de dois gumes".

23/10/2017 08:27

4.105 acessos

Recentemente foi aprovada no Congresso Nacional as Leis n° 13.429/2017(terceirização) e a nº 13.467, 13/07/2017 (a tão falada reforma trabalhista) .

Diversos empregadores me procuram e perguntam simplesmente: “poderei mandar(sic) todo mundo embora e contrata-los como MEI depois?”

Teoricamente sim, mas há um fato que ninguém percebeu ainda (e nem a Receita Federal ou o CGSN se manifestaram) é que empresas que cedem mão de obra não podem se enquadrar no Simples Nacional.

Sendo assim o empregado que saiu da empresa pensando em ganhar um $$$ a mais pode acabar por de iludir, pois uma empresa no Lucro Presumido paga uma carga bem alta.

Vamos supor um caso hipotético onde um trabalhador A ganha R$ 1200,00 em uma empresa.

Se o empregador não for do Simples ele pagará:

R$ 1200,00 —-> Salarios

R$ 100,00 —-> provisao 13º (apesar de não ser pago é bom levar em consideração que isso será pago no futuro)

R$ 133,00 —> provisao de férias (mesmo raciocinio do 13)

R$ 324,00 —-> INSS patronal

R$ 96,00 —-> FGTS

Total —-> R$ 1853,00

Não vou contar os valores de Sindicato, VT e VL.

Ai o patrão chega pro trabalhador e fala: “olha, vou mandar você embora ai te pago 1400,00 por mes e você sera MEI beleza?”

Até ai tudo bem, mas foi esquecido que MEI não pode ceder mão de obra e vem a fiscalização da receita e da uma multa no empregador e no empregado e o retira do MEI.

Ai começa o pesadelo…..

Esqueci de mencionar o item XI do paragrafo 4º da LC LEI COMPLEMENTAR No 123, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2006:

“4º Não poderá se beneficiar do tratamento jurídico diferenciado previsto nesta Lei Complementar, incluído o regime de que trata o art. 12 desta Lei Complementar, para nenhum efeito legal, a pessoa jurídica: (Redação dada pela Lei Complementar nº 128, de 19 de dezembro de 2008) (efeitos: a partir de 22/12/2008):

XI – cujos titulares ou sócios guardem, cumulativamente, com o contratante do serviço, relação de pessoalidade, subordinação e habitualidade. (Incluído pela Lei Complementar nº 147, de 7 de agosto de 2014(efeitos: a partir de 08/08/2014)

Ou seja mesmo você não sendo mais empregado, mas se uma destas características for detectada, sua empresa sai do simples e ainda as duas vão ter que dar satisfação a justiça do trabalho também.

Agora a empresa do Trabalhador A fatura mensalmente R$ 1400,00, beleza né?! Nem tanto.

Ele vai pagar (valores aproximados):

Receita: 1400,00

(-) IR : 21,00

(-) CS: 14,00

(-) PIS: 42,00

(-) Cofins: 9,10

(-) ISS: 70,00

Vamos supor que ele declare um pro-labore de 01(um) Salário Minimo:

INSS Empresa: 262,36

INSS do socio: 103,07

Valor Liquido: 878,47

Isso eu não estou contado o Alvara de funcionamento, TFLS e honorários.

Ou seja muito cuidado ao sair de seu emprego.

Escrito por

Paulo Henrique de Castro Ferreira

Em busca de novas parcerias nas áreas contábil, fiscal, perícias ou de auditorias e interessado em poder auxiliar as empresas brasileiras a ter uma visão menos focada em que impostos deve pagar e sim focada na sustentabilidade, lucratividade e senso de responsabilidade perante a sociedade brasileira. Não vamos sonegar (isto é contra meus princípios de honestidade) mas vamos focar no desenvolvimento da empresa. Uma empresa desenvolvida fatura mais, gera mais tributos e colabora com um Brasil menos desigual. Quero também desenvolver, aplicar e aumentar seus conhecimentos com os nobres amigos contadores. Estou disposto a ajudar e colaborar também com uma contabilidade mais humana, mais voltada à pessoa e ao seu desenvolvimento profissional e intelectual. Estou desenvolvendo um projeto que visa facilitar a vida dos nossos amigos contadores onde eles vão se dedicar principalmente a dar mais atenção a seus cliente. Facilite sua vida! Melhore sua relação com seu cliente. Entre em contato comigo. Entre minhas características básicas encontram-se: adaptabilidade, bom humor, dinamismo, responsabilidades, perfeccionismo, auto-exigência, dedicação ao trabalho e bom relacionamento em geral. Coloco-me à disposição para prestar-lhes mais esclarecimentos. Atensiosamente Paulo Henrique de Castro Ferreira - Contador CRC MG 106412/O

MATÉRIAS RELACIONADAS

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

x

CADASTRE-SE
GRATUITAMENTE

e faça parte da maior
comunidade contabil
da internet brasileira

x

Faça parte da maior
comunidade da internet
brasileira
, e receba nosso
conteúdo gratuitamente

CADASTRE-SE GRÁTIS

ENVIAR

Ao se cadastrar, você aceita os termos de uso do portal Contábeis.

CADASTRE-SE COM AS REDES SOCIAIS

x

OLÁ ROGÉRIO

vocÊ sabia que você pode
enviar artigos pelo site ?

x

digite seu email ao lado
para receber a senha
em sua caixa de entrada.

RECUPERAR MINHA SENHA

ENVIAR
x

Parabéns!

Veja os próximos passos
para aproveitar tudo o que
preparamos para você.

x

Cadastro efetuado com sucesso !
Enviamos para seu e-mail os procedimentos para confirmação de seu cadastro.
Ele será concluído depois que você fizer a confirmação via e-mail.

Caso não tenha recebido:

* Aguarde mais alguns minutos.
* Verifique sua pasta de spam (ou lixo eletrônico).
* Solicite o reenvio da mensagem de confirmação clicando aqui.

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso.

Site desenvolvido por
Julio Guimarães | Rogério César