Contábeis o portal da profissão contábil

27
Jun 2017
21:21
você está em:

Conteúdo » Artigos

Planejamento Financeiro e as Fontes de Financiamentos para ME/EPP

postado 19/07/2005 00:00:00 - 5.156 acessos

O acesso aos financiamentos ainda é a principal barreira para o desenvolvimento às Microempresas e Empresas de Pequenos Porte, devido basicamente pela dificuldade de cumprimento de todos os quesitos cadastrais exigidos pelas instituições financeiras e principalmente pela alta taxa de juros e exigências de garantias e reciprocidades que este mercado exige.
Por outro lado, muitas vezes a falta de financiamento de um PROJETO EMPRESARIAL, e que este na verdade não existe, ou existe apenas na cabeça do empresário/empreendedor.

Tal observação deriva do fato de que muitas vezes somos procurados por pequenos empreendedores que se queixam da não parceria dos bancos pela negativa do seu pedido de empréstimo e/ou financiamento ou que fora atendido por um banco comercial, porem a taxa de juros aplicada e muita alta tornando inviável seu negocio.

Diante deste quadro temos o cuidado de orientar nossos clientes que a primeira coisa a se fazer e diferenciar a busca de financiamentos para um projeto empresarial real e a busca por empréstimos para pagamento de suas dividas de diversas ordens. Para o primeiro caso sugerimos como uma das alternativas os contratos de financiamentos junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES. Pois o a instituição tem linhas de credito especifica para pequenas empresas com taxas pela TJLP (atualmente em 9,75% ao ano) + 5% ao ano com carência de ate 02 anos com pagamentos trimestrais durante a carência. Esta taxa aplicada pelo Método de Fluxo de Caixa Descontado resulta numa taxa anual de 15,32% ao ano contraposto com algumas modalidades de operações bancarias tais como, os empréstimos direcionados para as empresas, como vender e comprar, indicaram taxa anual de 42,38% a 70,79% ao ano. Já no capital de giro, a taxa ficou entre 43,35% e 71,68% ao ano. Como podemos verificar a taxa nesta modalidade e menor que a própria SELIC (Atualmente em 19,75% ao ano).

Finalizando verificamos que e inegável que esta modalidade de financiamento e uma alternativa viável para as pequenas empresas, porem conforme já explicitado e necessário ter um projeto de investimentos bem definido. Abordaremos num próximo artigo especificamente sobre projetos empresariais.

ROBERTTO ONOFRIO
CRC 49.568
e-mail: robertto.voy@terra.com.br

Artigo enviado por
Comentários

MATÉRIAS RELACIONADAS

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

TOP ENVIO DE Artigos

Consulta de NFes direto da Sefaz Com download automático de XMLs de NFes e NFSes, DANFes e mais

20% de desconto nos primeiros 6 meses! Descontos especiais para escritórios contábeis.

conheça mais

Facebook


Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso. Página carregada em 0.05 segundos.

Site desenvolvido por
Julio Guimaraes | Rogério César