Fechar
Momento Contábeis

O Amor é Tributado e o E-Social Pegou Pesado

Contábeis o portal da profissão contábil

19
Jun 2018
09:36

Trabalhista

Empresas vêm pleiteando judicialmente a restituição da contribuição adicional de 10% pagos com baseno FGTS das demissões sem justa causa

Empresas vêm pleiteando judicialmente a restituição da contribuição adicional de 10% pagos com baseno FGTS das demissões sem justa causa

17/01/2018 09:11

3.776 acessos

FGTS Restituição

Você sabia que as empresas vêm pleiteando judicialmente a restituição da contribuição adicional de 10% pagos com base no FGTS das demissões sem justa causa?

Trata-se de medida judicial para afastar a cobrança da Contribuição Social instituída pelo art. 1º da Lei Complementar n° 110/2001, calculada à alíquota de 10% sobre a totalidade dos depósitos do FGTS do empregado, ante ao exaurimento de sua finalidade e, também, para declarar o direito à restituição dos valores recolhidos indevidamente nos últimos 5 (cinco) anos.

O art. 1º da Lei Complementar n° 110/2001, instituiu a cobrança de contribuição social, que é cobrada do empregador quando da demissão do empregado, sem justa causa, e calculada à alíquota de 10% sobre a totalidade dos depósitos do FGTS do empregado.

Esta contribuição foi inicialmente criada para recompor as contas do FGTS, face os expurgos inflacionários por ocasião do Plano Verão (Jan 98) e Plano Collor (Abr 90), ou seja, a contribuição em questão tinha uma finalidade claramente definida.

Assim, o que justificou a criação da contribuição combatida foi a manutenção do equilíbrio financeiro do FGTS em razão dos acordos instituídos pela Lei Complementar n° 110/2001. Tal justificativa permaneceu válida até o ano de 2007, uma vez que a última parcela dos complementos de correção monetária foi paga em janeiro daquele ano, conforme cronograma estabelecido na alínea “a” do inciso II do art. 4° do Decreto n° 3.913/2001.

Desta forma exsurge o direito dos contribuintes de pleitear a devolução dos valores indevidamente pagos nos últimos 5 (cinco) anos, assim como, o direito de não se submeter a esta cobrança.

Escrito por

Erivania Fernandes de Souza

MATÉRIAS RELACIONADAS

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

x

CADASTRE-SE
GRATUITAMENTE

e faça parte da maior
comunidade contabil
da internet brasileira

x

Faça parte da maior
comunidade da internet
brasileira
, e receba nosso
conteúdo gratuitamente

CADASTRE-SE GRÁTIS

ENVIAR

Ao se cadastrar, você aceita os termos de uso do portal Contábeis.

CADASTRE-SE COM AS REDES SOCIAIS

x

OLÁ ROGÉRIO

vocÊ sabia que você pode
enviar artigos pelo site ?

x

digite seu email ao lado
para receber a senha
em sua caixa de entrada.

RECUPERAR MINHA SENHA

ENVIAR
x

Parabéns!

Veja os próximos passos
para aproveitar tudo o que
preparamos para você.

x

Cadastro efetuado com sucesso !
Enviamos para seu e-mail os procedimentos para confirmação de seu cadastro.
Ele será concluído depois que você fizer a confirmação via e-mail.

Caso não tenha recebido:

* Aguarde mais alguns minutos.
* Verifique sua pasta de spam (ou lixo eletrônico).
* Solicite o reenvio da mensagem de confirmação clicando aqui.

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso.

Site desenvolvido por
Julio Guimarães | Rogério César