Contábeis o portal da profissão contábil

24
Apr 2018
11:35

Tributário

IRPF 2018: as deduções "desconhecidas"

Fique por dentro de algumas deduções que são "desconhecidas" por parte da maioria dos declarantes do Imposto de Renda da Pessoa Física

14/03/2018 10:33

5.413 acessos

Nesta época do ano muito se fala sobre as deduções que costumam ser mais utilizadas por parte dos contribuintes no momento da elaboração da Declaração do Imposto de Renda: despesas educacionais e com saúde, gastos com dependentes, entre outras, estão dentre as mais comentadas.

Mas você sabia que existem algumas deduções que são “desconhecidas” por grande parte dos declarantes do Imposto de Renda?

Nas despesas com saúde, além das tradicionais consultas médicas, há diversos outros gastos que podem ser deduzidos pelo contribuinte. Gastos dispendidos com cirurgias plásticas (desde que com finalidades preventivas, de manutenção ou de recuperação do paciente) e próteses dentárias, por exemplo, também podem ser deduzidos no IR. As despesas com a colocação e manutenção ortodôntica (aparelhos dentários) também são passíveis de abatimento mediante recibo ou nota fiscal emitida pelo dentista ou clínica odontológica.

Os valores gastos com a compra do aparelho marca-passo para o coração, bem como seu procedimento para colocação no paciente, podem ser deduzidos quando inclusos na fatura do médico ou hospital. Despesas com compra de cadeiras de rodas e determinados aparelhos ortopédicos, também podem ser abatidas. A Receita Federal do Brasil permite, inclusive, que gastos com cirurgias e tratamentos médicos realizados no exterior, sejam deduzidos do Imposto de Renda da Pessoa Física. Custos de tratamentos com psicólogos, fisioterapeutas e fonoaudiólogos podem ser deduzidos desde que também comprovados mediante documento fiscal hábil e idôneo.

Os contribuintes que possuem empregado(s) doméstico(s) com carteira assinada também podem descontar o valor das contribuições referentes ao INSS até o limite estabelecido pelo Fisco.

Vale lembrar que mudanças com relação a permissão quanto as deduções das despesas, podem ocorrer no período entre uma Declaração e outra. Despesas com academias e nutricionistas, por exemplo, estão relativamente próximas de se tornarem dedutíveis. Em 2015, a Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado aprovou o projeto, que aguarda desde então a análise da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) - a qual terá caráter terminativo.

Fique atento(a)!

Escrito por

Rodrigo Ferreira

Gerente de Atendimento e Marketing da Artdata Contábil, assessoria contábil, fiscal, societária, trabalhista e previdenciária completa para startups, micros, pequenas e médias empresas. Unidades em Mogi Mirim/SP e São Paulo/SP. Atendimento online e offline para clientes em mais de 50 cidades do Brasil e do exterior. Conte com a gente e fique tranquilo. Acesse: www.efiquetranquilo.com.br

MATÉRIAS RELACIONADAS

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

x

CADASTRE-SE
GRATUITAMENTE

e faça parte da maior
comunidade contabil
da internet brasileira

x

Faça parte da maior
comunidade da internet
brasileira
, e receba nosso
conteúdo gratuitamente

CADASTRE-SE GRÁTIS

ENVIAR

Ao se cadastrar, você aceita os termos de uso do portal Contábeis.

CADASTRE-SE COM AS REDES SOCIAIS

x

OLÁ ROGÉRIO

vocÊ sabia que você pode
enviar artigos pelo site ?

x

digite seu email ao lado
para receber a senha
em sua caixa de entrada.

RECUPERAR MINHA SENHA

ENVIAR
x

Parabéns!

Veja os próximos passos
para aproveitar tudo o que
preparamos para você.

x

Cadastro efetuado com sucesso !
Enviamos para seu e-mail os procedimentos para confirmação de seu cadastro.
Ele será concluído depois que você fizer a confirmação via e-mail.

Caso não tenha recebido:

* Aguarde mais alguns minutos.
* Verifique sua pasta de spam (ou lixo eletrônico).
* Solicite o reenvio da mensagem de confirmação clicando aqui.

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso.

Site desenvolvido por
Julio Guimarães | Rogério César