Momento Contábeis

Prazo para a entrega do SPED/ECF | Fiscalização do eSocial | Resultado do primeiro exame do CFC 2018

Contábeis o portal da profissão contábil

22
Jul 2018
07:40

Economia

Cuidados com as Dividas e Fianças e suas consequências, em seus negócios e em sua vida.

O perigo das dividas de quaisquer natureza e as fianças prestadas, pelas sociedades, são causas de inúmeras falecias e morte de empresas promissoras, ou seja por falta de controle da gestão.

04/05/2018 08:16

2.844 acessos

Gestao Empresarial Dividas e outros comprometimentos- Tributaçao em geral. Finanças

Prezados Leitore, hoje venho abordar, um assunto de suprema importancia, para todos os gestores de empresa e empreendedores em geral, os que  ja desenvolvendo seus negocios , e os que estao iniciando, ou entao planejando iniciar.

Fundamental em tudo, ja citado inumeras vezes em minhas aulas, bem como nos relatorios que emitimos, em nossas consultorias, para nossos clientes, e que toda empresa antes de nascer ja deve ser planejada, igualmente um bom parto humano, sem um preparatorio  adequado, dos pais, durante a gravidez, pode ocorrer problemas no parto e ate postriores, com um empreendimento ocorre o mesmo, E preciso ter um pre-estudo, no qual sao levantadas todas as hipote-ses o mais proximo possivel de uma realidade, bem como se elaborar, simulaçoes e cenarios do que podera a vir acontecer, no ambito daquela atividade, e os fatores que poderao influenciar numa tomada de decisao.

Nao adianta iniciar um negocio, e logo no inicio começar a se atrapalhar por falta de visao do planejamento, das inumeras hipoteses, que poderao ocorrer no cenario dos negocios.

Recentemente e um estudo feito junto a alguns clientes em pessima situaçao financeira (em geral somente quando estao afogando pedem por socorro), estudamos com base nos atos e fatos ocorridos nos ultimos 3 anos, analisando o que poderia ter ocorrido para chegarem a tal situaçao,  e fomos constatanto os erros cometidos, pelos gestores, os quais se tivessem procurado profissionais especialistas  em administraçao e finanças, nao chegariam a situaçao a que chegaram, sao situaçoes tao graves, que inviabilizam por vezes a continuidade dos negocios, e que por vezes sobram para os socios em seus CPFS, estragando assim nao so seus sonhos, como suas finanças particulares, inclusive extinguindo seu patrimonio, por vezes conquistado a duras penas e esforços titanicos.

Mas porque chegaram a tal ponto e o que nos interessa nesse trablhao , e ao mesmo tempo transmitir nossa experiencia e infelismente a deles( as quais servem de liçao a muitos dos meus seguidores, nos meus modestos trabalhos de orientaçao  a meus cliente  e passo a meus alunos constantemente.

O que ocorreu com eles foi que, seguindo uma intuiçao de algum lunatico, entenderal que nao pagando os impostos federais , e os previdenciarios, com esses recursos , aplicados em determinadas atividades lucrariam o suficiente para, pagar os juros  de tais dividas e ficariam ainda com os investimentos, ou seja  queriam ser mais espertos que todos, baseados em constantes REFIS e perdoes do governo, ou seja uma catastrofe anunciada, investir com capital inadequado.  Conclusao estao sendo executados por todos os lados e com ameaças de seu bens particulares entrarem na dança.

Quanto ao assunto Fiança, e outra terrivel ameaça a gestao empressarial, bem como as pessoas fisicas tambem. Pois as fianças, quando nao cumprido os compromissos pelo devedor, o Fiador e que vai arcar com todas as cobranças e impedimentos de um devedor, inclusive com a execuçao de seus proprios bens particulares, que ficam sujeitos a leilao, pouquisimas sao as exeçoes a esta providencia, e com isso seus bens vao a Leilao judicial, para sanar sua responsabilidade.

E importante abordar que, recentes alteraçoes nas legislaçoes, facilitam esses procedimentos judiciais, ou sejam, Bloqueio de Contas On-Line, sequestro de bens de todas as naturesas, supressao da liberdade, bloquei de bens, indisponibilidade, Leiloes de todas as naturezas, prisoes, anulaçao de atos juridicos, cuja intençao seja burlar as garantias , oferecidas, e por ai vai, nao perdoam nada a nao ser rarrisimas exceçoes, muito bem comprovadas. O confisco ,  para quitaçao das dividas nao fica restrito aos bens e creditos existentes somente da empresa, quando exauridos os mesmos, os credores sejam governo ou particulares, partem para o patrimonio particular e com isso bate o desespero no empreendedor,  A desconsideraçâo da Personalidade Juridica do devedor e efetuada e passa a responder as pessoas fisicas componentes da sociedade, portanto, controlem administrem, e quando sentem que nao conseguem esse controle, partam a procura de auxilio, antes de chegar a patamares , sem soluçao, a nao ser a falencia.

Sds. Manoel Luiz Ribeiro Silva.

Contador e Administrador.

Contabilidade Ribeiro Ltda.

 

 

 

 

Escrito por

Manoel Luiz Ribeiro Silva

CASADO , COM FILHOS E NETOS, GOSTO DE VIVER E AJUDAR O PROXIMO

MATÉRIAS RELACIONADAS

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

x

CADASTRE-SE
GRATUITAMENTE

e faça parte da maior
comunidade contabil
da internet brasileira

x

Faça parte da maior
comunidade da internet
brasileira
, e receba nosso
conteúdo gratuitamente

CADASTRE-SE GRÁTIS

ENVIAR

Ao se cadastrar, você aceita os termos de uso do portal Contábeis.

CADASTRE-SE COM AS REDES SOCIAIS

x

OLÁ ROGÉRIO

vocÊ sabia que você pode
enviar artigos pelo site ?

x

digite seu email ao lado
para receber a senha
em sua caixa de entrada.

RECUPERAR MINHA SENHA

ENVIAR
x

Parabéns!

Veja os próximos passos
para aproveitar tudo o que
preparamos para você.

x

Cadastro efetuado com sucesso !
Enviamos para seu e-mail os procedimentos para confirmação de seu cadastro.
Ele será concluído depois que você fizer a confirmação via e-mail.

Caso não tenha recebido:

* Aguarde mais alguns minutos.
* Verifique sua pasta de spam (ou lixo eletrônico).
* Solicite o reenvio da mensagem de confirmação clicando aqui.

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso.

Site desenvolvido por
Julio Guimarães | Rogério César