Contábeis o portal da profissão contábil

22
Nov 2017
05:28

BUSCAR NO FÓRUM

buscar


Serviços Prestados p/ exterior

45respostas
55.929acessos
  

mostrando página 1 de 2
1 2
Vânia Oliveira

Usuário Iniciante

profissão
mensagens56
pontos629
membro desde08/02/2008
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Quinta-Feira, 27 de março de 2008 às 09:40:43
Bom dia colegas!

Quais impostos incidentes sobre Prestação de Serviços para o Exterior?

Obrigada,
Vânia.
Everton Rocha da Silva

Usuário Ativo

profissãoContador(a)
mensagens106
pontos835
membro desde20/02/2008
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Sábado, 29 de março de 2008 às 12:12:44
(Regra 14) Mensagem digitada em CAIXA ALTA (CAPS LOCK) ou totalmente formatada (negrito, itálico, etc). por Mário Gilberto Barros de Melo em 01/06/2015 08:40:30
vania,

bom dia!

as receitas dos serviços prestados a pessoas físicas ou jurídicas residentes ou domiciliadas no exterior, cujo pagamento represente ingresso de divisas, tem o benefício de não serem tributas pelo pis/pasep e cofins.

porem para irpj e csll os tributos são devidos.

1 pessoa aprovou esta mensagem.

Vânia Oliveira

Usuário Iniciante

profissão
mensagens56
pontos629
membro desde08/02/2008
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Segunda-Feira, 31 de março de 2008 às 17:41:00
Olá Everton!!!

Muito obrigada pelo retorno.

Um abraço!
Gilberto

Usuário Novo

profissãoContador(a)
mensagens28
pontos476
membro desde09/08/2008
cidadeLondrina - PR
Postada:Sábado, 6 de setembro de 2008 às 13:50:41
Boa noite!

Caros colegas, gostaria de saber em que momento eu reconheço os lucros auferidos no exterior de empresa controlada, para efeito de tributação do ir e csll, no momento do desembolso efetivo ou em 31/12?

Obrigado.
Elisangela

Usuário Frequente

profissãoTécnico
mensagens95
pontos539
membro desde11/01/2008
cidadeCacoal - RO
Postada:Sábado, 6 de setembro de 2008 às 17:16:05
Boa tarde,

E sobre a tributação pra uma empresa importadora de produtos do exterior?

Como funciona a carga tributária?
profissãoAssistente Contabilidade
mensagens116
pontos825
membro desde12/08/2008
cidadeSalvador - BA
Postada:Segunda-Feira, 8 de setembro de 2008 às 14:38:07
Elisâgela, boa tarde,

Dê uma Lida nisso:


O despacho aduaneiro de mercadorias na importação é o procedimento mediante o qual é verificada a exatidão dos dados declarados pelo importador em relação às mercadorias importadas, aos documentos apresentados e à legislação específica, com vistas ao seu desembaraço aduaneiro.
Toda mercadoria procedente do exterior, importada a título definitivo ou não, sujeita ou não ao pagamento do imposto de importação, deve ser submetida a despacho de importação, que é realizado com base em declaração apresentada à unidade aduaneira sob cujo controle estiver a mercadoria.
Em geral, o despacho de importação é processado por meio de Declaração de Importação (DI), registrada no Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex), nos termos da Instrução Normativa SRF nº 680/06, conforme descrito abaixo. Entretanto, em algumas situações, o importador pode optar pelo despacho aduaneiro simplificado, que pode se dar por meio do Siscomex ou por formulários, conforme o caso.
Assim, antes de iniciar a sua operação de importação, o interessado deve verificar se a sua habilitação para utilizar o Siscomex será necessária e se ela se encontra em vigor.
O despacho aduaneiro de importação é dividido, basicamente, em duas categorias: o despacho para consumo; e o despacho para admissão em regime aduaneiro especial ou aplicado em áreas especiais.
O despacho para consumo ocorre quando as mercadorias ingressadas no país forem destinadas ao uso, pelo aparelho produtivo nacional, como insumos, matérias-primas, bens de produção e produtos intermediários, bem como quando forem destinadas ao consumo próprio e à revenda. O despacho para consumo visa, portanto, a nacionalização da mercadoria importada e a ele se aplica o regime comum de importação.
O despacho para admissão em regimes aduaneiros especiais ou aplicados em áreas especiais tem por objetivo o ingresso no País de mercadorias, produtos ou bens provenientes do exterior, que deverão permanecer no regime por prazo certo e conforme a finalidade destinada, sem sofrerem a incidência imediata de tributos, os quais permanecem suspensos até a extinção do regime. Entre outros, se aplica às mercadorias em trânsito aduaneiro (para um outro ponto do território nacional ou com destino a um outro país) e em admissão temporária, caso em que as mercadorias devem retornar ao exterior, após cumprirem a sua finalidade.
Antes de iniciar uma operação de importação, o interessado deve sempre verificar se a mercadoria a ser importada está sujeita a controle administrativo, pois, em regra, este deve ser efetuado anteriormente ao embarque da mercadoria no exterior, sob pena de pagamento de multa.

Declaração de Importação - DI
O despacho aduaneiro de importação é processado com base em declaração a ser apresentada à unidade aduaneira sob cujo controle estiver a sua mercadoria.
A DI deve conter, entre outras informações, a identificação do importador e do adquirente ou encomendante, caso não sejam a mesma pessoa, assim como a identificação, a classificação, o valor aduaneiro e a origem da mercadoria.
A DI é formulada pelo importador ou seu representante legal no Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex) e consiste na prestação das informações constantes do Anexo Único da IN SRF nº 680/06, de acordo com o tipo de declaração e a modalidade de despacho aduaneiro. Essas informações estão separadas em dois grupos:
- Gerais - correspondentes à operação de importação;
- Específicas (adição) - contendo dados de natureza comercial, fiscal e cambial sobre cada tipo de mercadoria.
O tratamento aduaneiro a ser aplicado à mercadoria importada é determinante para a escolha do tipo de declaração a ser preenchida pelo importador.

Tributos incidentes na importação
Os tributos incidentes sobre uma determinada importação e os seus montantes dependem do tipo de mercadoria, seu valor, origem, natureza da operação, qualidade do importador, entre outros.
O próprio Siscomex contém as alíquotas dos tributos aplicáveis e, com base nas informações fornecidas pelo importador, ele executa os cálculos necessários e debita os valores devidos diretamente na conta corrente informada, no momento do registro da DI.

Início do Despacho Aduaneiro de Importação
O ato que determina o início do despacho aduaneiro de importação é o registro da DI no Siscomex, salvo nos casos de Despacho Antecipado. É no momento desse registro que ocorre o pagamento de todos os tributos federais devidos na importação.
Se o despacho de importação, em uma de suas modalidades, não for iniciado nos prazos estabelecidos na legislação, que variam entre 45 a 90 dias da chegada da mercadoria ao País, ela é considerada abandonada, o que acarretará a aplicação da pena de perdimento e a destinação da mercadoria para um dos fins previstos na legislação. O mesmo acontece com a mercadoria cujo despacho de importação tenha seu curso interrompido durante sessenta dias, por ação ou por omissão do importador.

Documentos de Instrução da DI
Regra geral, os documentos que servem de base para as informações contidas na DI são:
 via original do conhecimento de carga ou documento equivalente;
 via original da fatura comercial, assinada pelo exportador;
 romaneio de carga (packing list), quando aplicável; e
 outros, exigidos em decorrência de Acordos Internacionais ou de legislação específica.
Os documentos de instrução da DI devem ser entregues à fiscalização da SRF sempre que solicitados e, por essa razão, o importador deve mantê-los pelo prazo previsto na legislação, que pode variar conforme o caso, mas nunca é inferior a 05 anos.

Parametrização (canais verde, amarelo, vermelho e cinza)
Uma vez registrada a declaração de importação e iniciado o procedimento de despacho aduaneiro, a DI é submetida a análise fiscal e selecionada para um dos canais de conferência. Tal procedimento de seleção recebe o nome de parametrização.
Os canais de conferência são quatro: verde, amarelo, vermelho e cinza.
A importação selecionada para o canal verde é desembaraçada automaticamente sem qualquer verificação. O canal amarelo significa conferência dos documentos de instrução da DI e das informações constantes na declaração. No caso de seleção para o canal vermelho, há, além da conferência documental, a conferência física da mercadoria. Finalmente, quando a DI é selecionada para o canal cinza, é realizado o exame documental, a verificação física da mercadoria e a aplicação de procedimento especial de controle aduaneiro, para verificação de elementos indiciários de fraude, inclusive no que se refere ao preço declarado da mercadoria.

Desembaraço Aduaneiro
O desembaraço aduaneiro é o ato pelo qual é registrada a conclusão da conferência aduaneira. É com o desembaraço aduaneiro que é autorizada a efetiva entrega da mercadoria ao importador e é ele o último ato do procedimento de despacho aduaneiro.

Mais detalhes no site da Receita Federal.

Abraços.
Felipe Dasi

Usuário Ativo

profissãoProprietário(a)
mensagens141
pontos0
membro desde13/06/2008
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Segunda-Feira, 8 de setembro de 2008 às 14:51:03
Elizangela, Só um resumo:
Voce precisa ver qual o produto, pois varia caso a caso, mas a regra-geral é:

TRIBUTOS NA IMPORTAÇÃO:

II (Varia de acordo com o NCM do produto)
IPI (Varia de acordo com o NCM do produto)
OBS: Voce encontra a TIPI no site da Receita em Aduaneiras.

ICMS (Depende do Produto e Estado Importador, regra-geral é a aliquota Interna pratica no Estado)
Pis: 1,65%
Cofins: 7,6%

Fora as demais despesas aduaneiras
Armazenagem
Capatazias
etc

Há sites que fazem simulação de importação, basta proicurar no Google...

1 pessoa aprovou esta mensagem.

Felipe Dasi

Usuário Ativo

profissãoProprietário(a)
mensagens141
pontos0
membro desde13/06/2008
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Segunda-Feira, 8 de setembro de 2008 às 14:53:42
Elisangela e colegas, no site da receita tem um simulador para importação, eis o link:

http://www4.receita.fazenda.gov.br/simulador/
Sueli Gomes

Usuário Iniciante

profissãoContador(a)
mensagens47
pontos320
membro desde09/04/2008
cidadeBelo Horizonte - MG
Postada:Terça-Feira, 21 de julho de 2009 às 12:05:15
Colegas,

Quais são as obrigações de uma empresa (no caso de construção de softwares) que contrata serviços do exterior? Paga algum imposto?

Desde já agradeço.
Nancy Cardoso Andrade

Usuário Novo

profissãoContador(a)
mensagens7
pontos59
membro desde19/05/2011
cidadeRio de Janeiro - RJ
Postada:Quinta-Feira, 19 de maio de 2011 às 17:13:15
Eu preciso saber se a prestação de serviços de representação comercial, terá isenção de ISS. O serviço será prestado aqui no Brasil para empresa sediada na Itália.

Nancy C Andrade
Renata

Usuário Iniciante

profissãoContador(a)
mensagens37
pontos431
membro desde06/01/2011
cidadeRio de Janeiro - RJ
Postada:Quinta-Feira, 15 de março de 2012 às 10:33:18
Prezados,

Tenho um cliente (PJ) residente no Brasil, que recebe uma receita de serviços prestados no exterior... Ele é tributado pelo Simples Nacional, e minha pergunta é: Sobre esse serviço não há emissão de nota fiscal, então como devo pagar os impostos referentes a este recebimento? Informo no Site do Simples que houve essa receita e gero o DAS mesmo não tendo havido emissão de nota?

Obrigada a todos que puderem ajudar!

Renata.
Nancy Cardoso Andrade

Usuário Novo

profissãoContador(a)
mensagens7
pontos59
membro desde19/05/2011
cidadeRio de Janeiro - RJ
Postada:Quinta-Feira, 15 de março de 2012 às 13:02:30
Renata, boa tarde, a tributação é sobre a receita, mesmo não existindo a emissão de nota fiscal deve ser reconhecido essa receita, mas você deve verificar a obrigatoriedade de emissão de nota fiscal para esse serviço junto ao município do estabelecimento de seu cliente.

Nancy C Andrade

1 pessoa aprovou esta mensagem.

Renata

Usuário Iniciante

profissãoContador(a)
mensagens37
pontos431
membro desde06/01/2011
cidadeRio de Janeiro - RJ
Postada:Quinta-Feira, 15 de março de 2012 às 15:59:48
Obrigada, Nancy! Vou continuar informando no site do Simples e vou verificar a necessidade de emissão de NF na Prefeitura do Rio como você orientou...

Abçs
Soraya Abud

Usuário Novo

profissão
mensagens4
pontos24
membro desde20/06/2012
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Quinta-Feira, 21 de junho de 2012 às 01:23:39
Olá,
Prestei serviços para uma empresa do exterior (EUA), em dezembro de 2011, e os pagamentos foram realizados na conta corrente PJ da minha EPP - Lucro Presumido.

São valores baixos.

No Fechamento e para o Contrato de Câmbio, o banco solicita invoices (que são os recibos formais com os dados da minha empresa).


- Na Declaração de IRPJ deve constar esta transação?
- É necessário recolher PIS ,Cofins, ISS, CSLL, IRPJ ou algum outro tributo?
- Qual é o valor da multa, em caso de atraso do pagamento?

Por favor, peço a ajuda a quem pode esclarecer estas dúvidas.

Muito obrigada!

1 pessoa aprovou esta mensagem.

profissão
mensagens0
pontos536
membro desde15/03/2012
cidade
Postada:Sexta-Feira, 22 de junho de 2012 às 12:41:46
Bom dia gente!

Tenho uma dúvida, tenho uma empresa que prestará serviços de Assessoria Idiomática para uma PESSOA FISICA residente nos EUA.
Gostaria de saber como são calculados os impostos sobre esta nota que vamos emitir. A empresa é optante pelo SN.

E quando fomos receber, o aluno mandará uma remessa de pagamento para nós, gostaria de saber também se há algum imposto incidente sobre esta remessa.

Obrigado.

Anderson Mendes

Usuário Novo

profissãoAssistente
mensagens7
pontos128
membro desde18/02/2011
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Quarta-Feira, 29 de agosto de 2012 às 10:08:02
Bom dia pessoal, tenho uma dúvida. Tenho uma empresa que presta serviços de pesquisa financeira no mercado interno e o tomador deste serviço fica no exterior. Gostaria de saber se por o serviço ser prestado no Brasil existe a incidencia do PIS e da COFINS ou ele é isento?
Ricardo

Usuário Novo

profissãoConsultor(a)
mensagens1
pontos-4
membro desde02/10/2012
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Terça-Feira, 2 de outubro de 2012 às 23:17:46
Preciso emitir uma Nota de Serviço referente a um serviço realizado por estrangeiro no Brasil.

Contratei um palestrante internacional e tenho que emitir uma NF Prestação de Serviços e efetuar uma Ordem de pagamento de 40 mil euros. Entretanto não sei quais as alíquotas do IRRF, PIS, COFINS e ISS reter. Cada contador com quem converso me dá uma posição diferente. Os 2 últimos me disseram que seria (15% IRRF e 2% PIS/Confins) e (33% IRRF e 9% PIS/Cofins). A ordem de pagamento para o exterior seria pelo Santander.
Agradeço a colaboração dos colegas.

Monique Santos Oliveira

Usuário Iniciante

profissãoAssistente Financeiro
mensagens31
pontos215
membro desde22/03/2012
cidadeSanto Andre - SP
Postada:Terça-Feira, 6 de novembro de 2012 às 16:56:16
Alguem a me ajudar??

Temos uma cliente que possui uma empresa no ramo de atividades de consultoria em gestão empresarial, exceto consultoria técnica especifica.
A mesma presta consultoria em uma empresa no exterior, pergunta-se a mesma fica isenta de Pis, Cofins, Csll e IR ??

Gisele Arruda

Usuário Novo

profissãoAuxiliar Escritório
mensagens7
pontos121
membro desde08/09/2009
cidadePiracicaba - SP
Postada:Quinta-Feira, 24 de janeiro de 2013 às 14:41:26
Boa tarde!

Temos uma empresa prestadora de serviços a empresa X, esta empresa X irá importar peças da China. O fornecedor chinês quer contratar nossa empresa para prestar serviços de análise e remanufatura dessas peças.
Qual seria o procedimento e quais os impostos que teria que recolher, já que a nota seria emitida para a empresa chinesa?

Se alguém puder me ajudar, desde já agradeço.
Monica Reis

Usuário Iniciante

profissãoAnalista Fiscal
mensagens40
pontos334
membro desde20/07/2012
cidadeSao Jose dos Campos - SP
Postada:Segunda-Feira, 29 de julho de 2013 às 11:35:56
Bom dia Pessoal!!!!

Prestamos serviço para uma empresa localizada no exterior. O Serviço foi realizado aqui no Brasil.

Referente ao Pagamento deste serviço, ao desembaraçar este pagamento vamos ter que pagar algum imposto???
Andre Amaral

Usuário 2 Estrelas Novas

profissãoTécnico Contabilidade
mensagens250
pontos8.284
membro desde08/08/2010
cidadeSuzano - SP
Postada:Quinta-Feira, 8 de agosto de 2013 às 11:22:04
Bom dia!!!

Uma empresa adquiriu um projeto de um equipamento no exterior.
Pagou o cambio antecipadamente e recebeu esse projeto por e-mail.
Como faço para dar entrada nesse projeto, para assim, comprovar a legitimidade da saída do dinheiro para o exterior?
Reinaldo Fonseca

Usuário 2 Estrelas Douradas

profissão
mensagens1.888
pontos11.239
membro desde09/11/2012
cidade
Postada:Sexta-Feira, 9 de agosto de 2013 às 11:18:22
Cara Carla Silva fale mais sobre o serviço executado, por favor!


Att, Reinaldo Fonseca


____________________________________________
Cuidado com o "COSTUME", a Legislação muda.
Maria de Fatima Ferreira

Usuário Novo

profissãoAssistente Tributário
mensagens24
pontos496
membro desde18/04/2012
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Quinta-Feira, 14 de novembro de 2013 às 08:38:56
Ola, Bom dia!

Quais impostos incidentes sobre Prestação de Serviços para o Exterior?
Preciso também da base legal.

Att

Fatima

Inaiá Cristina da Silva Paulo

Usuário Frequente

profissãoAssistente Financeiro
mensagens99
pontos1.002
membro desde15/03/2011
cidadeSao Jose dos Campos - SP
Postada:Quarta-Feira, 21 de maio de 2014 às 11:54:17
Bom dia!

Caros colegas, preciso da ajuda de vocês...

A empresa aonde trabalho recebe mensalmente um valor do exterior que é referente a comissão ( pago de acordo com o numero de clientes que indicamos para eles) e recebemos também um valor referente a reembolso de despesas.

Minha grande dúvida: Eu preciso emitir nota fiscal de serviço referente a estes dois recebimentos ( Comissão e Reembolso)?

Inaiá Paulo


"A dúvida é o principio da sabedoria."
Aristóteles
Sandra Maria F Chaves

Usuário Frequente

profissãoContador(a)
mensagens65
pontos433
membro desde20/03/2014
cidadeContagem - MG
Postada:Sexta-Feira, 6 de junho de 2014 às 09:16:24
Quais impostos incidem sobre serviços prestados para uma empresa fora do Brasil?

desde já agradeço .

Sandra Chaves
Reinaldo Fonseca

Usuário 2 Estrelas Douradas

profissão
mensagens1.888
pontos11.239
membro desde09/11/2012
cidade
Postada:Sexta-Feira, 13 de junho de 2014 às 17:13:45
Caras Colegas

Sou Auditor tributário municipal e tenho bom conhecimento sobre ISS, para responder exatamente se sobre um serviço incide ou não o ISS precisaria saber a que serviço se refere.
Mas a princípio, onde é devido o ISS é com relação a onde o prestador está estabelecido ou onde o serviço é executado. O local onde o tomador está estabelecido nunca é fator determinante para onde o ISS será recolhido.


Att, Reinaldo Fonseca


____________________________________________
Cuidado com o "COSTUME", a Legislação muda.
José Carlos dos Santos

Usuário Iniciante

profissãoAuxiliar Contabilidade
mensagens55
pontos383
membro desde27/04/2011
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Terça-Feira, 19 de agosto de 2014 às 14:46:47
Amigos do Forum,
Tenho um cliente Lucro Presumido que presta serviços advocatícios para uma PJ fora do nosso país, e recebe através de Invoices no Banco do Brasil.Minhas dúvidas são:

1-Sobre essas receitas, eu tenho que emitir notas fiscais, ou somente esses invoices comprovam os serviços prestados?

2-Sobre essas receitas tem incidência do IRPJ e CSLL sendo normalmente igual ao calculo do faturamento do trimestre;ou seja; 4,8% para o IRPJ e 2,88% para a CSLL pagando juntamente com o mesmo codigo do darf das outras receitas?

3-Me informaram que essas receitas devo informar no programa do SISCOSERV, isso procede?

Muito obrigado a quem puder me ajudar.
Abçs

"Nem todos podem ter um curso superior...mas todos podem ter respeito, alta escala de valores e as qualidades de espirito que são a verdadeira riqueza de qualquer pessoa"
Sandra Iuri Ayabe

Usuário Novo

profissão
mensagens20
pontos205
membro desde07/02/2008
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Segunda-Feira, 1 de junho de 2015 às 08:25:30
Bom dia Sr José Carlos dos Santos , tudo bem ?

O senhor conseguiu respostas para as suas questões ?

Tenho as mesmas dúvidas que as suas, porém a atividade do meu cliente é de REPRESENTAÇÃO.

"Tenho um cliente Lucro Presumido que presta serviços advocatícios para uma PJ fora do nosso país, e recebe através de Invoices no Banco do Brasil.Minhas dúvidas são:

1-Sobre essas receitas, eu tenho que emitir notas fiscais, ou somente esses invoices comprovam os serviços prestados?

2-Sobre essas receitas tem incidência do IRPJ e CSLL sendo normalmente igual ao calculo do faturamento do trimestre;ou seja; 4,8% para o IRPJ e 2,88% para a CSLL pagando juntamente com o mesmo codigo do darf das outras receitas?

3-Me informaram que essas receitas devo informar no programa do SISCOSERV, isso procede?"


Muito obrigada!

Att
Sandra
José Carlos dos Santos

Usuário Iniciante

profissãoAuxiliar Contabilidade
mensagens55
pontos383
membro desde27/04/2011
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Segunda-Feira, 1 de junho de 2015 às 12:55:53
Boa tarde Sandra,
Consultei vários topicos aqui do forum, dentre eles encontrei esse com maiores orientações de nossos colegas.
http://www.contabeis.com.br/forum/topicos/152672/nota-fiscal-de-servico-para-fora-do-pais/

Mas meu cliente acabou não efetuando os serviços para o exterior, então não prossegui com minha pesquisa. Acredito que se for serviços prestados no Brasil para o Exterior , Incide ISS, IRPJ e CSLL e exige emissão de Nota Fiscal, agora caso seja Serviços Prestados no Exterior é Isento de NF e ISS, somente tem incidência de IRPJ e CSLL. e a Invoice.
Aconselho pesquisar melhor, para saber quanto ao Siscoserv também ok?
Abçs

"Nem todos podem ter um curso superior...mas todos podem ter respeito, alta escala de valores e as qualidades de espirito que são a verdadeira riqueza de qualquer pessoa"
Maciel Breno Schiffler

Usuário Novo

profissãoEconomista
mensagens3
pontos40
membro desde11/06/2015
cidadePetropolis - RJ
Postada:Sexta-Feira, 26 de junho de 2015 às 18:04:59
Boa Noite!

Sabemos que uma empresa que presta serviços para o exterior tem isenção de PIS e Cofins. Minha dúvida é em relação às alíquotas de IRPJ e CSLL, são as mesmas aplicadas para o Lucro Presumido? É preciso emitir NF ou somente Invoice?
A empresa em questão prestou serviços de locação de mão de obra temporária aqui no Brasil para uma empresa no exterior.

Desde já agradeço a todos
Maciel

mostrando página 1 de 2
1 2

Você precisa ser cadastrado para responder mensagens

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

POSTS RELACIONADOS

Consulta de NFes direto da Sefaz Com download automático de XMLs de NFes e NFSes, DANFes e mais

20% de desconto nos primeiros 6 meses! Descontos especiais para escritórios contábeis.

conheça mais

Facebook


x

CADASTRE-SE
GRATUITAMENTE

e faça parte da maior
comunidade contabil
da internet brasileira

x

Faça parte da maior
comunidade da internet
brasileira
, e receba nosso
conteúdo gratuitamente

CADASTRE-SE GRÁTIS

ENVIAR

Ao se cadastrar, você aceita os termos de uso do portal Contábeis.

CADASTRE-SE COM AS REDES SOCIAIS

x

OLÁ ROGÉRIO

vocÊ sabia que você pode
enviar artigos pelo site ?

x

digite seu email ao lado
para receber a senha
em sua caixa de entrada.

RECUPERAR MINHA SENHA

ENVIAR
x

Parabéns!

Veja os próximos passos
para aproveitar tudo o que
preparamos para você.

x

Cadastro efetuado com sucesso !
Enviamos para seu e-mail os procedimentos para confirmação de seu cadastro.
Ele será concluído depois que você fizer a confirmação via e-mail.

Caso não tenha recebido:

* Aguarde mais alguns minutos.
* Verifique sua pasta de spam (ou lixo eletrônico).
* Solicite o reenvio da mensagem de confirmação clicando aqui.

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso. Página carregada em 0.48 segundos.

Site desenvolvido por
Julio Guimaraes | Rogério César