Contábeis o portal da profissão contábil

31
Out 2014
10:04

BUSCAR NO FÓRUM

buscar


AQUISIÇÃO DE VASILHAME E SACARIA

7   respostas
17.596   acessos
  

POSTS RELACIONADOS

Gilberto C. Olgado

Consultor Especial

postada em: Segunda-Feira, 31 de março de 2008 às 17:14:16
Na aquisição de Vasilhame ou Sacaria, qual o CFOP que deverá ser utilizado?? Aquisição de Material de Consumo? Imobilizado?
O CFOP 1.920 - Entrada de Vasilhame ou Sacaria, me parece uma entrada de remessa, como o 1921 que é devolução, mas e quando a empresa compra qual utilizar?

A vida não é medida pela quantidade de vezes que respiramos, mas pelos momentos que nos tiram a respiração...
" VIVA INTENSAMENTE CADA MINUTO "
Joao Silvestre

Usuário Ativo

postada em: Terça-Feira, 1 de abril de 2008 às 08:31:23
Bom dia

Gilberto

Realmente o CFOP mais adequado ao que você expõe será o 1556-COMPRA DE MATERIAL PARA USO E CONSUMO.

No imobilizado? Talvez não seria o caso. Pois esses materiais sofrem desgastes muito rapido. perdendo todo seu valor para um repasse de venda imobilizada.

Tenha bom dia.
Gilberto C. Olgado

Consultor Especial

postada em: Terça-Feira, 1 de abril de 2008 às 08:43:45
Obrigado João,

Creio que você tem razão, é apenas um material de consumo mesmo, não vai agregar aos bens de imobilizado e vai sofrer desgaste diariamente com a utilização dos mesmos, será consumido totalmente.

Um bom dia pra você também...

A vida não é medida pela quantidade de vezes que respiramos, mas pelos momentos que nos tiram a respiração...
" VIVA INTENSAMENTE CADA MINUTO "
Elisangela

Usuário Frequente

postada em: Quinta-Feira, 7 de agosto de 2008 às 13:06:26
Bom dia....

COMPRA DE VASILHAME (botijas de gás):
CFOP
1556-Compra de material para uso e consumo
ou
2.407-Compra de mercadoria para uso ou consumo cuja mercadoria está sujeita ao regime de substituição tributária
??

VENDA DE VASILHAME:
CFOP
??

TRIBUTAÇÃO:
ICMS =
IRPJ =
CSLL =
COFINS =
PIS =
??
Oswaldo Luiz Valejo

Usuário Estrela Nova

postada em: Quarta-Feira, 7 de outubro de 2009 às 09:38:47
Faço contabilidade de um comercio que revende agua mineral em galões. Entrega nas residencias
Essa empresa comprou agora galões novos.
Vou lançar CFOP 1920 - entrada de vasilhame ou sacaria.
Quando ela mandar esses galões vazios para de volta para sua fornecedora de agua, lanço o CFOP 5920 - Remessa de vasilhame ou sacaria. Quando receber novamente os galoes, já com agua dentro deles, acho que deve vir uma nota de remessa desses galões, e ai vou lançar 1921 - retorno de vasilhame ou sacaria. Estou esperando o primeiro retorno desses galhões para ver como a fornecedora vai proceder, se viará uma nota fiscal da agua (venda prod. com sub. tributaria) e outra só de remessa dos galoes.
Obs. antes não era feito nenhum procedimento, mas estou achando qque o fisco pegou no pé da fornecedora de agua para meu cliente
Wanessa

Usuário Novo

postada em: Quinta-Feira, 12 de novembro de 2009 às 14:40:36
Olá! Eu concordo quanto a compra ser material de consumo, mas e quando a atividade da empresa é a venda de gás de cozinha e ela compra estes botijões com a intensão de utiliza-los ou até revende-los?
Marcelo Parente

Usuário Iniciante

postada em: Sexta-Feira, 17 de agosto de 2012 às 11:30:01
Alguém sabe qual tratamento fiscal de Remessa de vasilhame ou sacaria e Devolução de vasilhame ou sacaria no DF? ..Isenção???não incidência???
Gilberto C. Olgado

Consultor Especial

postada em: Sexta-Feira, 17 de agosto de 2012 às 14:02:13
RICMS 2000 - Atualizado até o Decreto 58.308, de 16-08-2012

ANEXO I - ISENÇÕES

(isenções a que se refere o artigo 8º deste regulamento)

Artigo 82 (VASILHAME/RECIPIENTE/EMBALAGEM) - Saída de vasilhame, recipiente ou embalagem, inclusive sacaria (Convênio ICMS-88/91, cláusula primeira, com alteração do Convênio ICMS-103/96):

I - que deva retornar ao estabelecimento remetente ou a outro do mesmo titular em condições de reutilização, nas seguintes hipóteses:

a) quando, acondicionando mercadoria, não for cobrado do destinatário, ou não for computado no valor da respectiva operação;

b) quando, remetido vazio, objetivar o acondicionamento de mercadoria que tiver por destinatário o próprio remetente dele;

II - em retorno ao estabelecimento do remetente ou a outro do mesmo titular, ou a depósito em seu nome;

III - decorrente da destroca de botijões vazios destinados ao acondicionamento de gás liqüefeito de petróleo (GLP), promovida por distribuidor de gás, como tal definido pela legislação federal específica, seus revendedores credenciados e pelos estabelecimentos responsáveis pela destroca dos botijões.

A vida não é medida pela quantidade de vezes que respiramos, mas pelos momentos que nos tiram a respiração...
" VIVA INTENSAMENTE CADA MINUTO "

Você precisa ser cadastrado para responder mensagens

Quem participa

ACOMPANHE NOSSO PORTAL FACEBOOK

facebook.com/portalcontabeis

Receba Novidades


Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

POSTS RELACIONADOS

ACOMPANHE NOSSO PORTAL FACEBOOK

facebook.com/portalcontabeis

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários e visitantes deste site, tudo nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Página carregada em 0.4 segundos.

Site desenvolvido por
Julio Guimaraes | Rogério César