Contábeis o portal da profissão contábil

20
Set 2014
17:00
você está em:

FÓRUM CONTÁBEIS » Contabilidade

BUSCAR NO FÓRUM

buscar


Contabilização de Micro empresa

14   respostas
7.556   acessos
  

POSTS RELACIONADOS

Marino Sampaio

Usuário Ativo

postada em: Quarta-Feira, 2 de julho de 2008 às 15:03:19
> Boa tarde.

> Gostaria de saber como faço a contabilidade de uma ME - Loja de roupas, uma cabeleireira, um cantina self-service e uma entidade sem fins lucrativos (normal)?

> Quais os livros que devo utilizar para fazer uma correta contabilidade delas e apuração dos impostos/encargos e tributos mensais e anual?

> Obrigado.
Claudio Rufino

Moderador

postada em: Quarta-Feira, 2 de julho de 2008 às 15:33:56
Caro Marino.

A contabilização de uma micro empresa segue as normas contábeis, os principios fundamentais de contabilidade bem como aquelas leis que nós já conhecemos ok?

Os livros utilizados na contabilidade são os de praxe ou seja: diário, razão etc.

Já os livros utilizados na escrituração fiscal são os seguintes:

Para empresas comerciais - livro de entrada e saida, livro de apuração do icms, livro termo de ocorrencia.

Para aquelas que prestam serviços os livros são: registro de serviços prestados, registro de serviços tomados, livro termo de ocorrencia.

Nota: em são paulo bem como alguns muncipios adotaram a escrituração eletronica, onde apos o termino do mes é possivel imprimir o livro de serviços atraves de aplicativo distribuido via internet, sujiro que verifique a legislação da PMSJC.

Sobre a entidade sem fins lucrativos, nesse tópico está anexo um trabalho que lhe ajudará a entender os mecanismos ok?

Bons estudos.

Não as franquias de serviços contábeis
Professor de Contabilidade
http://www.contabilidadesemsegredos.com.br
http://professorclaudiorufino.blogspot.com/
twitter @claudio_rufino
skype : c_rufino
@FCSContabeis
http://www.facebook.com/fcscontabeis
Rossemir Duarte

Usuário Novo

postada em: Terça-Feira, 8 de julho de 2008 às 17:58:43
preciso fazer um termo de ocorrencia, nao sei como iniciar. Neste termo preciso informar que alguns numeros foram gerados no meu sistema e nao foram impressas.
Henrique Paes Leme

Usuário Iniciante

postada em: Quinta-Feira, 10 de julho de 2008 às 23:39:00
Boa noite,

Gostaria de saber como faço a contabilidade de uma micro empresa, sediada no estado do Rio, que presta serviços de consultoria e que emitirá cerca de no máximo 2 notas fiscais ao mês ao valor total de R$ 9.500,00. Não há empregados, sendo a atividade exercida exclusivamente pelos sócios.
É necessário algum registro no INSS? Com se dará a tributação? Quais seriam os livros necessários para escrituração, e como escriturá-los? E a distribuição de lucros, como será feita?? è necessário o pro-labore mensal para um dos sócios? Devo recolher qanto desse pró-labore?

muito obrigado a quem possa ajudar

e-mail de contato: zejrsf@yahoo.com.br
postada em: Sexta-Feira, 11 de julho de 2008 às 07:02:39
Henrique,

Sobre a contabilização desta empresa, você deverá fazer a contabilidade completa, ou seja, livro diário, razão, DRE, etc. Dê uma lida neste tópico sobre a Contabilização de uma ME.

Não será necessário nenhum registro no INSS e, no caso da tributação, de início, a melhor opção aparenta ser a tributação pelo Lucro Presumido, visto que me parece que esta empresa não poderá ser optante pelo Simples Nacional. Mas se você tiver o CNAE desta empresa, poderá consultar aqui para confirmar se ela pode ou não optar pelo Simples Nacional.

Em relação à distribuição de lucros, muito foi debatido no fórum e aconselho a dar uma pesquisada sobre o assunto, e sobre a retirada de pró-labore, acredito que este tópico irá ajudá-lo bastante.

Sempre pesquise antes de postar
Visite o meu Facebook.
***CCB
Henrique Paes Leme

Usuário Iniciante

postada em: Sábado, 12 de julho de 2008 às 12:25:46
Wilson,

Muito obigado por responder.
Bom, parece-me claro que a empresa não poderá estar inserida no Simples, pois a atividade de consultoria é vedada. Concordo que a melhor forma de tributação seja pelo lucro presumido. Mas, ainda tenho dúvidas práticas quanto a feitura da contabilização da ME e quanto ao pagamento dos tributos (datas e guias).
Irei ler os tópicos recomendados. Agradeço demais a sua colaboração.
Sinceramente, muito obrigado.
postada em: Segunda-Feira, 14 de julho de 2008 às 06:34:53
De nada Henrique,

É sempre um prazer ajudar.

Se mesmo depois de pesquisar no fórum as dúvidas persistirem, volte a postar.

Uma ótima semana para você.

Sempre pesquise antes de postar
Visite o meu Facebook.
***CCB
Henrique Paes Leme

Usuário Iniciante

postada em: Quinta-Feira, 17 de julho de 2008 às 17:10:41
Wilson,

Muito obrigado pela resposta acima, mas continuo com a seguinte dúvida:

* Para que eu faça o recolhimento de 20% sobre o pró-labore não é necessário a inscrição da empresa no INSS? ?




 Instrução Normativa SRP n° 03 de 14 de julho de 2005

Todas as pessoas, físicas ou jurídicas, consideradas e equiparadas a empresas pela legislação previdenciária, estão obrigadas à matrícula, que se caracteriza como ato de cadastramento para identificação do contribuinte na SRP (Secretaria de Receita Previdenciária).

Aguardo resposta,

um abraço
postada em: Quinta-Feira, 17 de julho de 2008 às 18:01:18
Henrique,

No pagamento do Pró-labore ao sócio, a empresa deverá ter o nº do inscrição do sócio na SRP, ou seja, o nº do PIS do sócio, para informar na GFIP.

O recolhimento do INSS será feito através da guia GPS em nome da empresa, junto com as demais contribuições (INSS dos empregados, etc). Para isto, é necessário o nº do CNPJ da empresa.

Hoje, o cadastro da empresa na Previdência é automático. Quando a empresa faz o CNPJ, já tem o seu cadastro da Previdência. Antigamente realmente era necessário o cadastro da empresa no sistema do INSS.
Hoje, somente pessoas físicas tem a necessidade de fazer o cadastro no INSS para o recolhimento do INSS, que é o CEI.

Sempre pesquise antes de postar
Visite o meu Facebook.
***CCB
Henrique Paes Leme

Usuário Iniciante

postada em: Quinta-Feira, 17 de julho de 2008 às 19:06:52
Obrigado Wilson,

Conversei com outros contadores e li em sites informação diferente, ainda antiga, falando sobre a necessidade do cadastro no INSS. Obrigado pela atualização.
Bom, mais uma dúvida, dentre as milhões que tenho, é com relação ao 11% sobre o pró-labore a ser pago pelo sócio. No caso de ele já ser aposentado, será necessário mesmo assim essa contribuição???
Por fim, há algum lugar dentro do fórum que descreva didaticamente a rotina do contador com relação a uma ME, tributada pelo lucro presumido, prestadora de serviços técnicos de consultoria, sem empregados, citando a feitura, com periodicidade adequada da DIRF, DIPJ, DACON, DCTF, pagamento de tributos, escrituração básica, etc. Caso não haja, você poderia indicar algum livro bastante objetivo.





Agradeço o zelo e a prontidão nas respostas.
postada em: Sexta-Feira, 18 de julho de 2008 às 10:18:22
É sempre um prazer ajudar Henrique.

Em relação à sua dúivida:
com relação ao 11% sobre o pró-labore a ser pago pelo sócio. No caso de ele já ser aposentado, será necessário mesmo assim essa contribuição???

Mesmo o sócio sendo aposentado, ele é obrigado a contribuir ao INSS com 11% referente a retirada do pró-labore. Isto ocorre porque, quando há a retirada do pró-labore, o sócio passa a ser um contribuinte obrigatório do INSS.

Dê uma lida nesta postagem e neste link da Previdência Social (mais especificamente na pergunta 17), que tratam sobre o assunto.

Sempre pesquise antes de postar
Visite o meu Facebook.
***CCB
João Maria Vianei Amorim

Usuário Frequente

postada em: Quarta-Feira, 30 de julho de 2008 às 13:29:22
Caro Marino.

A contabilização de uma micro empresa segue as normas contábeis, os principios fundamentais de contabilidade bem como aquelas leis que nós já conhecemos ok?

Os livros utilizados na contabilidade são os de praxe ou seja: diário, razão etc.

Já os livros utilizados na escrituração fiscal são os seguintes:

Para empresas comerciais - livro de entrada e saida, livro de apuração do icms, livro termo de ocorrencia.

Para aquelas que prestam serviços os livros são: registro de serviços prestados, registro de serviços tomados, livro termo de ocorrencia.

Abraços.
Eduardo Luiz

Usuário Iniciante

postada em: Sexta-Feira, 27 de agosto de 2010 às 12:36:56
mesmo a empresa ME-simples nacional se exige a contabilização ou somente a entrega das declarações anuais?

Eduardo Luiz de Almeida Junior
Analista Fiscal
Claudio Rufino

Moderador

postada em: Sexta-Feira, 27 de agosto de 2010 às 13:15:20
Eduardo Luiz.

mesmo a empresa ME-simples nacional se exige a contabilização ou somente a entrega das declarações anuais?

Opa!!! não tenha dúvidas meu caro, toda empresa deve sim ter escrituração contábil regular.

Esse assunto já foi debatido há muito aqui no Fórum. Faça uma pesquisa no banco de dados e ficarás surpreso com a quantidade de informações postadas.

Bons estudos.

Não as franquias de serviços contábeis
Professor de Contabilidade
http://www.contabilidadesemsegredos.com.br
http://professorclaudiorufino.blogspot.com/
twitter @claudio_rufino
skype : c_rufino
@FCSContabeis
http://www.facebook.com/fcscontabeis
Eduardo Luiz

Usuário Iniciante

postada em: Quinta-Feira, 2 de setembro de 2010 às 12:04:48
Obrigado, Claudio

Eduardo Luiz de Almeida Junior
Analista Fiscal

Você precisa ser cadastrado para responder mensagens

Quem participa

ACOMPANHE NOSSO PORTAL FACEBOOK

facebook.com/portalcontabeis

Receba Novidades


Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

POSTS RELACIONADOS

ACOMPANHE NOSSO PORTAL FACEBOOK

facebook.com/portalcontabeis

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários e visitantes deste site, tudo nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Página carregada em 0.27 segundos.

Site desenvolvido por
Julio Guimaraes | Rogério César