Contábeis o portal da profissão contábil

30
Jul 2014
18:15
você está em:

FÓRUM CONTÁBEIS » Contabilidade

BUSCAR NO FÓRUM

buscar


Contabilização dos CFOP

20respostas
26.133acessos
  

POSTS RELACIONADOS

Daniela Ferreira Marques

Usuário 5 Estrelas

profissãoAnalista
mensagens165
pontos1.057
membro desde24/04/2007
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Quinta-Feira, 7 de agosto de 2008 às 15:19:52
Boa tarde pessoal!

Sei que devem ser contabilizados os CFOP''s de faturamento, devolução, compra para uso ou ativo etc. Gostaria de saber se também é obrigatório contabilizar os CFOP''s 1/5.915; 2/6.915 (Remessa p/ conserto) e 1/5.916; 2/6.916 (retorno de conserto)? Caso seja necessário, como lanço?

Grata,
Daniela.

"Mentes criativas sempre sabem sobreviver a qualquer tipo de mau treinamento!"
Claudio Rufino

Moderador

profissãoContador(a)
mensagens3.159
pontos26.979
membro desde02/06/2005
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Quinta-Feira, 7 de agosto de 2008 às 16:01:41
Boa tarde, Daniela Ferreira Marques.

Poderá utilizar as contas de compensação conforme exposto abaixo:

O sistema de compensação é um controle à parte do sistema patrimonial, ou seja, enquanto este último engloba as contas que compõem o patrimônio da empresa como um todo (ativo, passivo e patrimônio líquido), aquele abrange contas que servem exclusivamente para controle, sem fazer parte do patrimônio, ou então contas que poderão, ainda, no futuro, integrar o patrimônio.

Desta forma, as contas de compensação nada têm a ver com o sistema de contas patrimoniais, tratando-se de um conjunto de contas de uso optativo e destinado a finalidades internas da empresa, podendo servir como fonte de dados para transmitir determinadas informações a terceiros.

O uso das contas de compensação é recomendável, para as finalidades de controle interno, para registro de possíveis alterações patrimoniais futuras e como fonte de dados para a elaboração de notas explicativas.

Existe previsão na legislação

A legislação societária anterior, ou seja, o Decreto-lei nº 2.627/40, que definia as regras de contabilidade até o advento da atual Lei das Sociedades por ações, previa em seu artigo 135 a obrigatoriedade do uso e da publicação das contas de compensação.

A atual Lei das S/A (Lei nº 6.404/76) não proíbe o uso das contas de compensação, no entanto, ao tratar das demonstrações e demais informações publicáveis para as S/A, não fala nessas contas.

O Conselho Federal de Contabilidade, por intermédio da Resolução CFC nº 612/85, aprovou a NBC T 2.5, que dispõe sobre as contas de compensação, nos seguintes termos:

"2.5.1 - As contas de compensação constituem sistema próprio.

2.5.2 - Nas contas de compensação, registrar-se-ão os atos relevantes cujos efeitos possam se traduzir em modificações no patrimônio da entidade.

2.5.3 - A escrituração das contas de compensação será obrigatória nos casos que se obrigue especificamente."
Isso significa que toda empresa que quiser fazer uso das contas de compensação pode fazê-lo, mas nunca misturando as contas patrimoniais com as contas desse grupo. Para esse efeito a empresa pode compor uma razão extrapatrimonial, ou seja, à parte das demais contas patrimoniais.

Quanto ao aspecto controle, esse sistema pode ser de fato útil a empresa, mas a sua ausência não significa que essa empresa não tenha controle, uma vez que o controle pode ser feito de várias formas e muitas vezes não é possível ser exercido dentro de critérios contábeis.

Utilizando as contas de copensação.

Conforme comentado, o sistema de compensação tem como objetivo propiciar maior controle à empresa, permitir o registro de possíveis futuras alterações do patrimônio e, além disso, servir como fonte de dados para a elaboração das notas explicativas.

Assim sendo, as contas de compensação podem ser utilizadas para registro, entre outras, das seguintes operações:

I - Contratos de arrendamento mercantil;

II - Contratos de aluguel;

III - Contratos de avais, hipotecas, alienações fiduciárias;

IV - Bens dados como garantia;

V - Contratos de subcontratações;

VI - Contratos de seguros;

VII - Contratos de financiamentos/empréstimos não liberados;

VIII - Consignação de mercadorias;

IX - Remessa de títulos para caução.

As contas de compensação devem ser apresentadas com títulos bem elucidativos e com base em valores fixados em contratos ou documentação específica. Quando do término do contrato ou da operação que originou o registro contábil nas contas de compensação, as mesmas serão encerradas mediante lançamento inverso entre as contas que registram a operação.

Aqui um exemplo prático.

Relacionamos abaixo alguns registros relativos a fatos que possam produzir futuras alterações no patrimônio da empresa.

Observe-se, no entanto, que os registros contábeis aqui focalizados, referem-se apenas ao registro do fato em contas de compensação, sem prejuízo dos demais lançamentos específicos de cada operação:

a) Arrendamento mercantil:
Ao receber o equipamento, a empresa arrendatária nada registra em seu balanço patrimonial, podendo, para controle, apenas efetuar o registro nas contas de compensação:

D - BENS RECEBIDOS EM ARRENDAMENTO(Conta de Compensação Ativa)
C - CONTRATOS DE ARRENDAMENTO(Conta de Compensação Passiva)

b) Hipotecas:

A responsabilidade por hipoteca de imóveis pode ser registrada em conta de compensação da seguinte forma:
D - IMÓVEIS HIPOTECADOS(Conta de Compensação Ativa)
C - HIPOTECAS(Conta de Compensação Passiva)

c) Contratos de alienação fiduciária:
D - CONTRATOS DE ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA(Conta de Compensação Ativa)
C - RESPONSABILIDADE POR FINANCIAMENTOS(Conta de Compensação Passiva)

d) Contratos de consignação mercantil:

d.1) No consignador - aquele que remete as mercadorias:
D - CONSIGNATÁRIOS(Conta de Compensação Ativa)
C - MERCADORIAS CONSIGNADAS(Conta de Compensação Passiva)

d.2) No consignatário - aquele que recebe as mercadorias:
D - MERCADORIAS EM CONSIGNAÇÃO(Conta de Compensação Ativa)
C - CONSIGNADORES(Conta de Compensação Passiva)

e) Responsabilidade da empresa pelo endosso de títulos:
D - TÍTULOS ENDOSSADOS(Conta de Compensação Ativa)
C - ENDOSSOS PARA DESCONTO(Conta de Compensação Passiva)

f) Responsabilidade pignoratícia da empresa:
D - BENS PENHORADOS(Conta de Compensação Ativa)
C - PENHORES(Conta de Compensação Passiva)

g) Empréstimos com caução de títulos:
D - TÍTULOS CAUCIONADOS(Conta de Compensação Ativa)
C - ENDOSSOS PARA CAUÇÃO(Conta de Compensação Passiva)

h) Contratos de seguros:
D - SEGUROS CONTRATADOS(Conta de Compensação Ativa)
C - CONTRATOS DE SEGUROS(Conta de Compensação Passiva)

i) Financiamentos/empréstimos não liberados:
D - EMPRÉSTIMOS/FINANCIAMENTOS A UTILIZAR(Conta de Compensação Ativa)
C - CONTRATOS DE EMPRÉSTIMOS/FINANCIAMENTOS(Conta de Compensação Passiva)

Não as franquias de serviços contábeis
Professor de Contabilidade
http://www.contabilidadesemsegredos.com.br
http://professorclaudiorufino.blogspot.com/
twitter @claudio_rufino
skype : c_rufino
@FCSContabeis
http://www.facebook.com/fcscontabeis
Daniela Ferreira Marques

Usuário 5 Estrelas

profissãoAnalista
mensagens165
pontos1.057
membro desde24/04/2007
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Quinta-Feira, 7 de agosto de 2008 às 16:14:36
Boa tarde Claudio Rufino!

Muito obrigada pela explicação. Me ajudou bastante!

Abraços.

"Mentes criativas sempre sabem sobreviver a qualquer tipo de mau treinamento!"
Hdsf

Usuário Novo

profissãoContador(a)
mensagens7
pontos53
membro desde18/07/2010
cidadeRio de Janeiro - RJ
Postada:Segunda-Feira, 20 de setembro de 2010 às 13:31:16
Como consigo obter contabilização de todos os cfop? Pois não sei onde se enquadra cada um deles na contabilização de custos, despesas e receitas.
Hdsf

Usuário Novo

profissãoContador(a)
mensagens7
pontos53
membro desde18/07/2010
cidadeRio de Janeiro - RJ
Postada:Segunda-Feira, 20 de setembro de 2010 às 17:41:42
Os CFOP'S que tenho dúvidas: na ENTRADA: 1101, 1124, 1252, 1302, 1303, 1352, 1551, 1556, 1901, 1902, 2101, 2102, 2122, 2124, 2351, 2352, 2353, 2901, 2902, 2910, 2911, 2949.
Na saída: 5101, 5102, 5901, 6201, 6901.

Aguardo o retorno.

Helene.
Robelyo

Usuário Estrela Nova

profissãoAnalista Contabilidade
mensagens248
pontos1.418
membro desde27/02/2008
cidadeGoiania - GO
Postada:Terça-Feira, 21 de setembro de 2010 às 08:59:38
1.101 - Compra para industrialização ou produção rural
D - ESTOQUE (AC)
C - Fornecedores (PC)

1124 - Industrialização efetuada por outra empresa


1.252 Compra de energia elétrica por estabelecimento industrial
D - ENERGIA ELETRICA (CR) - geralmente integra o custo.
C - Contas a pagar (PC) ou Fornecedor (PC)


1.302 - Aquisição de serviço de comunicação por estabelecimento industrial
1.303 - Aquisição de serviço de comunicação por estabelecimento comercial
D - Despesa com telecomunicações
C - Contas a pagar (PC) ou Fornecedor (PC)


1.352 - Aquisição de serviço de transporte por estabelecimento industrial
D- Fretes (CR) >>> geralmente integra o custo.
C - Fornecedores (PC)

1.551 - Compra de bem para o ativo imobilizado
D - Imobilizado (AP) >>> Tem uma conta pra cada grupo de imobilizado ok?
C - Fornecedores (PC)


1.556 - Compra de material para uso ou consumo
D - Material de uso e consumo (CR)
C - Fornecedor (PC)

1.901 - Entrada para industrialização por encomenda
Geralmente, essas entradas vem apenas para industrialização, a maioria das empresas nem contabiliza esse CFOP,
outras, utilizam as contas de compensação.
O retorno da mercadoria, tem o CFOP 5.902/6.902

1.902 - Retorno de mercadoria remetida para industrialização por encomenda
Procede como no exemplo anterior.
Se entra na tua empresa mercadorias com CFOP 1.901
Debita-se Compensação ativa e Credita Comp. Passiva,
No retorno, Debita compensação passiva e credita compensação ativa.


2.101 - Compra para industrialização ou produção rural
2.102 - Compra para comercialização
Mesmo exemplo do CFOP 1.101.


2.122 - Compra para industrialização em que a mercadoria foi remetida pelo fornecedor ao industrializador sem transitar pelo estabelecimento adquirente.
Se é uma compra, deve-se efetuar a entrada no estoque e creditar o fornecedor.
Esse caso eu nunca fiz, em que a mercadoria é remetida pelo fornecedor sem transitar pelo estabelecimento.
Dá a entender nesse caso que não fica no estoque a mercadoria, tenho de me aprofundar mais nesse caso e te passar algo concreto.

2.124 - Industrialização efetuada por outra empresa
É pra se usar a conta de compensação pois o CFOP é apenas de industrialização.

2.351 - Aquisição de serviço de transporte para execução de serviço da mesma natureza
2.352 - Aquisição de serviço de transporte por estabelecimento industrial
2.353 - Aquisição de serviço de transporte por estabelecimento comercial
São fretes tá?
Procede como no CFOP 1.352

2.901 - Entrada para industrialização por encomenda
2.902 - Retorno de mercadoria remetida para industrialização por encomenda
Procede como o CFOP 1.902


2.910 - Entrada de bonificação, doação ou brinde
clique aqui
Aqui no meu serviço, eu faço de acordo com a entrada.
D - Bonificações a comprador (CR)
C - Outras receitas (CR)

2.911 - Entrada de amostra grátis



2.949 - Outra entrada de mercadoria ou prestação de serviço não especificado
Nesse caso, eu analiso cada caso de acordo com a realidade da empresa.




5.101 - Venda de produção do estabelecimento
5.102 - Venda de mercadoria adquirida ou recebida de terceiros



5.901 - Remessa para industrialização por encomenda
6.901 - Remessa para industrialização por encomenda
Seé uma remessa para industrialização, essa mercadoria irá retornar.
Procede-se o débito numa conta de Estoque para industrialização e
Credita o estoque pois está saindo a mercadoria.
Por ocasião do retorno, procede-se o inverso pois a mercadoria volta pro estoque.
clique aqui

6.201 - Devolução de compra para industrialização
D - Fornecedores (Passivo Circulante)
C - Estoque de Mercadorias (Ativo Circulante)
Já que na compra foi feito o seguinte lançamento:
D -Estoque de Mercadorias (Ativo Circulante)
C - Fornecedores (Passivo Circulante)
Hdsf

Usuário Novo

profissãoContador(a)
mensagens7
pontos53
membro desde18/07/2010
cidadeRio de Janeiro - RJ
Postada:Terça-Feira, 21 de setembro de 2010 às 09:11:03
Bom dia, Robelyo!

Muito obrigada pelas as informações, deve ter dada maior trabalho.
Onde tem CLIQUE AQUI é para site de pesquisa ou obter livros para consulta ou compra. E qual você recomenda no momento para essas dúvidas, que com certeza serão constantes.



Hdsf

Usuário Novo

profissãoContador(a)
mensagens7
pontos53
membro desde18/07/2010
cidadeRio de Janeiro - RJ
Postada:Terça-Feira, 21 de setembro de 2010 às 09:27:35
Porém tem um CFOP que ficou sem resposta o 2.911.

Helene.
Ricardo C. Gimenez

Moderador

profissãoAssessor(a) Contabilidade
mensagens3.383
pontos35.236
membro desde27/02/2008
cidadeLins - SP
Postada:Terça-Feira, 21 de setembro de 2010 às 15:55:30
Boa tarde


Permitam-me algumas observações:


1 - Para Helene:

Nem sempre é possível contabilizar os fatos somente com base nos CFOP porque estes códigos são generalizados e nem sempre se relacionam com a essência do fato contábil.

Por exemplo, em certa empresa (de qualquer ramo) o departamento fiscal lança uma compra no código 1.556 (Compra de material para uso ou consumo - Classificam-se neste código as compras de mercadorias destinadas ao uso ou consumo do estabelecimento), porém, após a transferência, o setor contábil se deparará com dilemas elementares:

Tal entrada faz parte de custos ou despesas? se for dos custos, qual tipo? Direto ou indireto? E no caso de despesas? De qual grupo? Gerencial, recursos humanos, comercial, etc.?

Portanto, reitero que neste momento é mais importante assimilar conceitos de análise de lançamentos contábeis em si do que apenas criar uma tabela de relação entre classificação contábil e códigos fiscais. É inegável que os CFOP fazem parte dos lançamentos, e muito ajudam, porém, de nada valerá conhecer CFOP de cor e salteado se não dominar as técnicas de lançamentos contábeis, e nestes termos é preciso conhecer em profundidade o objeto da empresa.

A conclusão do parágrafo anterior confirma a necessidade de reuniões e debates regulares entre os setores para que os trabalhos sejam dinamizados. Certos sistemas têm a opção de "desdobramento do código CFOP", isto é, além do código fiscal estabalecido pelo Fisco, é possível o específicar com mais três dígitos de controle interno; os consultores do suporte técnico de seu sistema poderão orientá-la melhor sobre isto.

Uma dica: Clique aqui e acesse uma tabela prática para consulta de CFOP; conhecendo o significado de cada código será mais fácil fazer os lançamentos.


2 - Para Robelyo:

Ah, antes que alguem critique, os lançamentos que te passei são superficiais tá?

Se você se refere às minhas colocações neste tópico, onde em uma postagem de 10/09 p.p. dirigi-me às postagens suas e de Gisele, é importante aceitarmos que há dois tipos de respostas: a superficial, que é oferecida de modo básico a uma pergunta específica, e a genérica, que é dedicada a uma pergunta generalizada, o que é o cerne deste tópico, com Helene solicitando um manual básico de contabilização a partir de cada CFOP. Ora; se a pergunta e genérica e superficial, sua resposta foi procedente, embora todos estes assuntos já constem nos arquivos do Fórum.

Deste modo espero estar contribuindo para com seus critérios de auto-crítica.


3 - Observação em geral, para todos os participantes:

De acordo com a Regra nº 20 do Fórum Contábeis:

20 - É proibido enviar mensagens sem o fim de ajudar ou acrescentar informação útil no tópico; FLOOD, que signigica "inundação", ou seja, mensagens enviadas em demasia sem informação; bem como conversas (utilizar o Fórum como chat).

Precisei deixar este tópico mais objetivo removendo as postagens que nada técnico acrescentavam a este debate; caso seja necessário continuar com o debate que destarte julgo de competência do suporte técnico dos desenvolvedores do sistema, sugiro que tentem por skype, e-mail ou msn.


Obrigado pela atenção

e-mail de moderador: rcgimenez.moderador@gmail.com
skype : rc.gimenez - twitter: rcgimenez
http://www.blogdoprofessorricardo.blogspot.com.br
http://www.contabilidadesemsegredos.com.br
profissãoAuxiliar Contabilidade
mensagens7
pontos186
membro desde27/07/2009
cidadeFranca - SP
Postada:Terça-Feira, 21 de setembro de 2010 às 16:33:33
Claudio Rufino boa tarde

Estou com uma dúvida, para o seguinte caso: Suponhamos que um determinado cliente de nosso escritório trabalhe no comércio varejista de CDs, DVDs, etc... Este cliente no caso, pega parte das mercadorias em consignação e o que ele não consegue vender, ele emite a NF de devolução das mercadorias. Pergunta: Como controlar isto através das contas de compensação que você sitou anteriormente e como fica as mercadoria que ele conseguir vender?
Claudio Rufino

Moderador

profissãoContador(a)
mensagens3.159
pontos26.979
membro desde02/06/2005
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Terça-Feira, 21 de setembro de 2010 às 17:53:36
Ricardo Alexandre da Silva.

Vamos lá.

Claudio Rufino boa tarde

Estou com uma dúvida, para o seguinte caso: Suponhamos que um determinado cliente de nosso escritório trabalhe no comércio varejista de CDs, DVDs, etc... Este cliente no caso, pega parte das mercadorias em consignação e o que ele não consegue vender, ele emite a NF de devolução das mercadorias. Pergunta: Como controlar isto através das contas de compensação que você sitou anteriormente e como fica as mercadoria que ele conseguir vender?

As mercadorias recebidas em consignação serão controladas nas contas extra-patrimoniais como "citado" em postagem de acima, ora transcrito para cá para sua comodidade.

No consignador - aquele que remete as mercadorias:
D - CONSIGNATÁRIOS(Conta de Compensação Ativa)
C - MERCADORIAS CONSIGNADAS(Conta de Compensação Passiva)

No consignatário - aquele que recebe as mercadorias:
D - MERCADORIAS EM CONSIGNAÇÃO(Conta de Compensação Ativa)
C - CONSIGNADORES(Conta de Compensação Passiva).

Se o cliente vendeu as ditas mercadorias ou parte delas, deverás ser emitida a nota fiscal correspondente concorda? na prática a coisa ficaria no seguinte formato:

5114 Venda de mercadoria adquirida ou recebida de terceiros remetida anteriormente em consignação mercantil - Classificam-se neste código as vendas efetivas de mercadorias adquiridas ou recebidas de terceiros, que não tenham sido objeto de qualquer processo industrial no estabelecimento, remetidas anteriormente a título de consignação mercantil.

Então o amigo fará aquele lançamento contábil pela venda da mercadoria ou parte dela, onde deverás:

1 - debitar a conta passiva de compensação e creditar a conta de recita;
2 - creditar a conta ativa de compensação e debitar a conta de clientes.

Se persistir dúvidas retorne.

Não as franquias de serviços contábeis
Professor de Contabilidade
http://www.contabilidadesemsegredos.com.br
http://professorclaudiorufino.blogspot.com/
twitter @claudio_rufino
skype : c_rufino
@FCSContabeis
http://www.facebook.com/fcscontabeis
profissãoAuxiliar Contabilidade
mensagens7
pontos186
membro desde27/07/2009
cidadeFranca - SP
Postada:Sexta-Feira, 1 de outubro de 2010 às 17:05:12
Muito Obrigado Claudio Rufino
profissãoAuxiliar Contabilidade
mensagens7
pontos186
membro desde27/07/2009
cidadeFranca - SP
Postada:Segunda-Feira, 4 de outubro de 2010 às 12:49:17
Mensagem Editada por Ricardo Alexandre da Silva em 05/10/2010 13:00:23
Claudio Rufino,

Tenho uma outra questão a ser resolvida espero que possa me ajudar novamente. A situção é a Seguinte: Temos dois clientes A e B (PJ), ambas tributadas pelo Lucro Presumido e nas mesma atividade que é Representação Comercial LTDA. Bom a empresa A presta serviços a empresa B e também A tem uma participação na empresa B em 25% sobre o Capital Social (Rolding). Dai surgem as duvidas, Tenho que constar no Ativo da empresa A, que ela participa na empresa B e o valor dessa participação? E na empresa B como fica o grupo do PL sendo que um dos sócios vendeu os 25% p/ a empresa A? E ao final de cada exercício como devo contabilizar tando na empresa A e B Lucro/Prejuizo apurado no exercício resultante da empresa B? Espero ter cido claro nas questões porque preciso saber as respostas para estas questões.
Desde já muito obrigado.

Att.
Ricardo.
João Heiermann

Usuário Novo

profissãoAuxiliar Administrativo
mensagens9
pontos56
membro desde23/04/2008
cidadeSao Mateus do Sul - PR
Postada:Segunda-Feira, 5 de setembro de 2011 às 10:41:54
(Regra 14) Mensagem digitada em CAIXA ALTA (CAPS LOCK) ou totalmente formatada (negrito, itálico, etc). por Rogério César em 26/06/2012 14:09:47
bom dia a todos, como contabilizo o cfop 5.926?

obrigado.
Nildo Sales

Usuário Freqüente

profissãoContador(a)
mensagens98
pontos546
membro desde06/03/2012
cidadeAmargosa - BA
Postada:Terça-Feira, 4 de setembro de 2012 às 08:40:41
olá pessoal, aproveitando o tópico gostaria de tirar uma dúvida tbm. queria saber como contabilizar os CFOPs 5926 e 1926 saída e entrada - Lançamento efetuado a título de reclassificação de mercadoria decorrente de formação de kit ou de sua desagregação?
e se são tributadas ou não?

Norca Suleir Aurélio Freitas

Usuário Iniciante

profissãoContador(a)
mensagens33
pontos487
membro desde28/08/2012
cidadeVila Velha - ES
Postada:Sábado, 10 de novembro de 2012 às 10:59:26
Pessoal por favor me ajudem. Tenho 02 notas de entrada para lançar na contabilidade ( debito e crédito), uma com cfop 5923 remessa conta e ordem 643,00 e outra CFOP 6120 venda mercadoria 643,00 . Como contabilizo isso. a de venda vai gerar um contas a pagar, e de remessa vai gerar estoque ...quem eu debito e quem eu credito ?
Aline Cruz

Usuário Novo

profissãoEstagiário(a)
mensagens1
pontos15
membro desde26/12/2012
cidadeNova Iguacu - RJ
Postada:Quarta-Feira, 26 de dezembro de 2012 às 09:58:03
Bom dia!
Li este fórum e ele me ajudou no meu novo trabalho.
Será que vocês poderiam me ajudar com os exemplos que foram dados, mas em relação aos CFOPs:

6102,5405,6101,6102,6915?

Obrigada desde já!
Aline
Joseane Cerqueira Silva

Usuário Novo

profissãoEstagiário(a)
mensagens27
pontos53
membro desde25/03/2013
cidadeCaieiras - SP
Postada:Segunda-Feira, 25 de março de 2013 às 15:42:36
Boa tarde, o CFOP 5.202 como devo contabilizar?

profissãoAssistente Contabilidade
mensagens2
pontos188
membro desde17/11/2011
cidadeSalvador - BA
Postada:Sexta-Feira, 13 de setembro de 2013 às 11:00:15
Claudio Rufino, bom dia!!!

Por favor voce poderia me ajudar me mostrando como se contabiliza o CFOP 1-602 Recebimento, por transferência, de saldo credor do ICMS, de outro estabelecimento da mesma empresa, para compensação de saldo devedor do imposto.
Por favor, tenho essa dúvida!

No aguardo,

Suelen Garrido.

Suelen Garrido
Rosa Maria

Usuário Novo

profissãoEncarregado(a) Fiscal
mensagens7
pontos157
membro desde01/03/2013
cidadeAlto Paraiso de Goias - GO
Postada:Terça-Feira, 1 de abril de 2014 às 09:54:05
Ola Amigos...

Tenho um cliente produtor rural que enviou soja para deposito(fez nota de remessa para deposito), porem,
a empresa que recebeu a soja fez nota de entrada la com CFOP 1905. Gostaria de saber qual CFOP uso
para lançar essa nota na escrituração do meu cliente?


Se alguem puder me esclarecer, agradeço desde ja!
Sirley Queiroz Nunes

Usuário Novo

profissãoAssistente Contabilidade
mensagens4
pontos46
membro desde03/09/2012
cidadeLondrina - PR
Postada:Quarta-Feira, 18 de junho de 2014 às 11:11:08
Bom dia....

o ROBELYO diz que o codigo 2.124 é pra jogar em conta de compensaçao pois é industrializaçao. Mas este codigo nao se refere a COBRANÇA pela industrializaçao...alguem pode me confirmar esta informaçao . Quais os codigos de remessa e retorno e quais os codigos de COBRANÇA pelos serviços e insumos aplicados no processo ? bem breve pq ja tenho vaaaaarias materias longas sobre o assunto e acabam confundindo ainda mais.


Você precisa ser cadastrado para responder mensagens

Quem participa

Facebook

Receba Novidades


POSTS RELACIONADOS

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

Quem participa

Facebook


Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários e visitantes deste site, tudo nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Página carregada em 1.23 segundos.

Site desenvolvido por
Julio Guimaraes | Rogério César