Contábeis o portal da profissão contábil

18
Jul 2018
22:55

BUSCAR NO FÓRUM

buscar


Sócio de empresa no lucro presumido e simples nacional

16respostas
12.356acessos
  

Vanessa Cristine da Silva de Almeida

Usuário Estrela Nova

profissãoTécnico Contabilidade
mensagens223
pontos1.822
membro desde19/04/2012
cidadeJoinville - SC
Postada:Quinta-Feira, 31 de março de 2016 às 16:44:23
Boa tarde!

Tenho uma cliente que quer ser sócio de uma empresa no Simples Nacional, esta empresa está sendo aberta agora com a seguinte atividade:

4512-9/02 - Comércio sob consignação de veículos automotores
Esta atividade compreende:
- o comércio de veículos automotores sob consignação, a varejo e por atacado


Porém, ela é sócia de uma outra empresa que era do Simples Nacional, mas foi Excluída por Ato Administrativo praticado pela Receita Federal do Brasil por débitos fiscais e as atividades que desenvolvia eram:

CÓDIGO E DESCRIÇÃO DA ATIVIDADE ECONÔMICA PRINCIPAL
62.09-1-00 - Suporte técnico, manutenção e outros serviços em tecnologia da informação

CÓDIGO E DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES ECONÔMICAS SECUNDÁRIAS
63.11-9-00 - Tratamento de dados, provedores de serviços de aplicação e serviços de hospedagem na internet


Ela pode ser sócia desta nova empresa que está sendo aberta como optante do Simples Nacional?


Obrigada!

Vanessa C. S. de Almeida
HYANNIS Soluções Empresariais
E-mail: vanessa@hyannis.com.br
Site: http://www.hyannis.com.br
Tedy Luis de Souza

Usuário Estrela Dourada

profissãoAnalista Fiscal
mensagens1.015
pontos5.844
membro desde30/10/2011
cidadeSao Jose do Rio Preto - SP
Postada:Quinta-Feira, 31 de março de 2016 às 16:50:23
Vanessa Cristine da Silva de Almeida, boa tarde.

Pode sim.

de uma olhada no link abaixo:
http://www.alwacontabil.com.br/arquivos/capa.asp?infoid=4728

ATT
Tedy

Vanessa Cristine da Silva de Almeida

Usuário Estrela Nova

profissãoTécnico Contabilidade
mensagens223
pontos1.822
membro desde19/04/2012
cidadeJoinville - SC
Postada:Quinta-Feira, 31 de março de 2016 às 17:02:46
Muito obrigada!

Vanessa C. S. de Almeida
HYANNIS Soluções Empresariais
E-mail: vanessa@hyannis.com.br
Site: http://www.hyannis.com.br
Daniel Albuquerque

Usuário 2 Estrelas Douradas

profissãoContador(a)
mensagens1.839
pontos13.138
membro desde16/09/2011
cidadeParnaiba - PI
Postada:Sexta-Feira, 29 de abril de 2016 às 08:31:05
Prezados, Bom Dia!

Pegando o gancho do assunto, gostaria de tirar uma duvida lendo alguns tópicos aqui no portal me deixou um pouco confuso, estou com um cliente onde o mesmo e sócio-administrador de uma empresa regida pelo simples nacional, porem o mesmo esta abrindo outra empresa e regida pelo lucro presumido uma prestadora de serviço, minha duvida é ele pode ser socio dessa empresa com 50% de participação ou somente os 10%? ou não pode de maneira alguma?!


Desde ja agradeço!

Tú se tornas ETERNAMENTE responsavél, por aquilo que cativas!

Andre Moura da Silva

Usuário Frequente

profissãoAuxiliar Escrita Fiscal
mensagens86
pontos552
membro desde03/11/2014
cidadeBalneario Camboriu - SC
Postada:Sexta-Feira, 29 de abril de 2016 às 13:50:28
Boa tarde,

Pode ser sócio com a porcentagem que quiser. Porém para fins de exclusão da empresa que é optante pelo Simples Nacional, se o sócio tiver mais de 10% de participação será considerado o faturamento das duas empresas, e se ultrapassar o limite...
Daniel Albuquerque

Usuário 2 Estrelas Douradas

profissãoContador(a)
mensagens1.839
pontos13.138
membro desde16/09/2011
cidadeParnaiba - PI
Postada:Sexta-Feira, 29 de abril de 2016 às 14:41:44
Andre Moura da Silva,

Mais no caso que limite do simples?! juntando a soma da empresa não optante pela empresa optante pelo lucro presumido?

Tú se tornas ETERNAMENTE responsavél, por aquilo que cativas!

Vanessa Cristine da Silva de Almeida

Usuário Estrela Nova

profissãoTécnico Contabilidade
mensagens223
pontos1.822
membro desde19/04/2012
cidadeJoinville - SC
Postada:Terça-Feira, 10 de maio de 2016 às 18:04:39
Oi!

Uma outra dúvida a respeito do mesmo assunto.

Uma pessoa pode ser sócio de 3 empresas, sendo uma empresa enquadrada no Lucro Presumido, outra no Lucro Real e a outra optante pelo Simples Nacional?


Obrigada!

Vanessa C. S. de Almeida
HYANNIS Soluções Empresariais
E-mail: vanessa@hyannis.com.br
Site: http://www.hyannis.com.br
Marcos V. Lubave

Usuário Estrela Nova

profissãoContador(a)
mensagens206
pontos2.179
membro desde29/10/2014
cidadeBraco do Norte - SC
Postada:Terça-Feira, 10 de maio de 2016 às 18:49:28
Boa noite Vanessa,

Vide trecho do Art. 3° da Lei Comp. 123/2006:

§ 4º Não poderá se beneficiar do tratamento jurídico diferenciado previsto nesta Lei Complementar, incluído o regime de que trata o art. 12 desta Lei Complementar, para nenhum efeito legal, a pessoa jurídica:

I - de cujo capital participe outra pessoa jurídica;

II - que seja filial, sucursal, agência ou representação, no País, de pessoa jurídica com sede no exterior;

III - de cujo capital participe pessoa física que seja inscrita como empresário ou seja sócia de outra empresa que receba tratamento jurídico diferenciado nos termos desta Lei Complementar, desde que a receita bruta global ultrapasse o limite de que trata o inciso II do caput deste artigo;

IV - cujo titular ou sócio participe com mais de 10% (dez por cento) do capital de outra empresa não beneficiada por esta Lei Complementar, desde que a receita bruta global ultrapasse o limite de que trata o inciso II do caput deste artigo;

V - cujo sócio ou titular seja administrador ou equiparado de outra pessoa jurídica com fins lucrativos, desde que a receita bruta global ultrapasse o limite de que trata o inciso II do caput deste artigo;

Att.
____________________
Marcos Volpato Lubave
Contador
profissãoConsultor(a)
mensagens245
pontos38.584
membro desde16/04/2012
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Terça-Feira, 10 de maio de 2016 às 19:48:57
Vanessa,
Em relação a adesão ao Simples Nacional, para adesão ao regime, a soma de faturamento das empresas em que o sócio participa não poderá superar o limite anual de R$ 3.600.000,00.

Se o sócio participar de duas empresas no Simples Nacional será somado o faturamento das duas para efeito de enquadramento ou desenquadramento do Simples.

Se o sócio participar de outra empresa que não é do Simples Nacional será somado o faturamento quando a participação societária for superior a 10%.

Assim, no caso citado, as três empresas poderão ser enquadradas no Simples, desde que a soma de faturamento anual das três não supere a importância de R$ 3.600.000,00.

Confira matéria no blog Siga o Fisco
http://sigaofisco.blogspot.com.br/2014/01/simples-nacional-efeitos-da.html




Vanessa Cristine da Silva de Almeida

Usuário Estrela Nova

profissãoTécnico Contabilidade
mensagens223
pontos1.822
membro desde19/04/2012
cidadeJoinville - SC
Postada:Quinta-Feira, 12 de maio de 2016 às 11:41:20
Muito obrigada!

Podem um casal serem sócios (regime permite|) destas três empresas enquadradas no Lucro Presumido, Lucro Real e Simples Nacional e a soma das três não ultrapassar os 3,6 milhões de reais?

Vanessa C. S. de Almeida
HYANNIS Soluções Empresariais
E-mail: vanessa@hyannis.com.br
Site: http://www.hyannis.com.br
profissão
mensagens25
pontos436
membro desde10/01/2012
cidade
Postada:Sábado, 20 de agosto de 2016 às 11:52:21
Caros colegas

Tenho um cliente na seguinte situação:
Uma empresa individual no lucro presumido (empresa A), e dois filhos com uma empresa no simples nacional (empresa B), ambas no mesmo segmento. Pretendem transferir alguns funcionários da empresa de lucro presumido (A) para a do simples nacional (B), as empresas deverão permanecer no mesmo sistema de tributação.
Sabemos que para isso as empresas devem pertencer à um mesmo grupo econômico.
Qual a melhor forma de resolver a situação? E qual o procedimento correto?

att

Alexandre

up
Antonio Carlos Dudu da Silva

Usuário Estrela Nova

profissãoContador(a)
mensagens232
pontos5.026
membro desde22/10/2009
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Segunda-Feira, 12 de junho de 2017 às 22:21:47
Boa noite,

Gostaria de saber se a Vanessa C. S. de Almeida, conseguiu concluiu o processo de abertura da empresa postada em 31/03/2016.
Comércio sob consignação de veículos automotores.

Tenho uma situação semelhante.

Grato,

Antonio Carlos.

Tributu's Contábeis - Direcionada Serviços

"Não caminhe atrás de mim; eu posso não liderar.
Não caminhe na minha frente; eu posso não seguir.
Simplesmente caminhe a meu lado e seja meu amigo."
Vanessa Cristine da Silva de Almeida

Usuário Estrela Nova

profissãoTécnico Contabilidade
mensagens223
pontos1.822
membro desde19/04/2012
cidadeJoinville - SC
Postada:Terça-Feira, 13 de junho de 2017 às 14:53:56
Boa tarde!

Sim! Deu tudo certo.

Vanessa C. S. de Almeida
HYANNIS Soluções Empresariais
E-mail: vanessa@hyannis.com.br
Site: http://www.hyannis.com.br
Luisa

Usuário 2 Estrelas Douradas

profissão
mensagens1.943
pontos12.199
membro desde05/11/2015
cidade
Postada:Terça-Feira, 11 de julho de 2017 às 11:28:06
Pessoal, bom dia.

Tenho a seguinte situação:

Marido e Mulher, com 50% de participação cada um, de uma empresa enquadrada no Simples Nacional.
Agora querem constituir uma empresa nova no mesmo segmento, mesma participação, tudo igual só que no lucro presumido.
Isso é possível?



Sandra Maria da Silva

Usuário 5 Estrelas

profissãoAssistente Contabilidade
mensagens165
pontos1.146
membro desde05/12/2007
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Quinta-Feira, 27 de julho de 2017 às 18:39:54
Amigos
Um casal tem 50% de participação cada um em empresa do simples nacional em MG.
Querem adquirir uma empresa já constituída, também do simples nacional mas com outra atividade, em SP. Também com 50% na sociedade cada um.
Vale a regra da soma do faturamento bruto anual de ambas não ultrapassar os 3.600.000,00?
Há algum impedimento para o simples nacional neste caso?
Janaina

Usuário Novo

profissãoContador(a)
mensagens1
pontos6
membro desde20/09/2017
cidadeUba - MG
Postada:Quarta-Feira, 20 de setembro de 2017 às 10:55:11
Uma pessoa fisica participa como sócio administrador de 04 empresas optantes pelo Simples Nacional e abriu mais uma empresa chamada E em 30/06/2017 tambem Simples Nacional. Para fins de limite para saber se a empresa Alpha poderá permanecer no Simples, tenho que pegar o limite de R$3.600.000,00 dividir por 12 e multiplicar por 7 meses? Ou seja poderá faturar até 12/2017 o valor de R$2.100.000,00? E em 09/2017, abriu mais uma empresa tambem no simples nacional, chamada F.
Conclusão, ele terá participação em 06 empresas Simples Nacional, sendo que 02 delas terão limite proprocional. Gostaria de saber qual limite tenho que considerar para saber se todas elas poderão continuar enquadradas no Simples Nacional. Ou seja, independente de ter empresas que abriram esse ano, com limite proporcional, eu irei somar a receita acumulada de 01 a 12/2017 de todas as empresas e não poderá ultrapassar R$3.600.000,00???????
Exemplo:
Empresa A R$2.000.000,00
B R$ 280.000,00
C R$ 360.000,00
D R$ 300.000,00
E R$ 200.000,00
F R$ 300.000,00
Total R$3.440.000,00 as empresas poderão continuar no SN porque não ultrapassaram o limite de R$3.600.000,00??????

Gostaria de saber se meu raciocinio está correto. Para as empresas que abriram esse ano faço calculo do limite proporcional? E para todo esse grupo de empresas considero R$3.600.000,00 para fins de limite?
Alvaro Correia Junior

Usuário Novo

profissãoDiretor(a) Negócios
mensagens1
pontos9
membro desde25/01/2018
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Segunda-Feira, 16 de abril de 2018 às 21:35:16
Boa noite,
Tenho a seguinte situação, 3 empresas:

1) Sócio A e sócio B são sócios (50% cada) de empresa E1 lucro presumido, faturamento anual 5.000.000,00
2) Empresa E2 nova Sócio A (35%), Sócio B (35%) e Sócio C (30%), faturamento projetado nos primeiros 12 meses, 1.200.000,00, sócio C é o administrador com pro-labore.
3) Empresa E3 nova EIRELI do sócio C (portanto 100%) faturamento projetado nos primeiros 12 meses = 360.000.000,00.

Entendo que a empresa E2 não poderá optar pelo simples pela presença dos sócios A e B com mais de 10%, pois deve-se considerar a soma de E1 e E2 (6.200.000,00).

A dúvida é: A Empresa E3 pode optar pelo simples enquanto a soma de E2 e E3 não ultrapassar o limite do simples?

Outra dúvida: aplica-se alguma restrição aos CNAE da empresa E3 para que esta permaneça no simples, sabendo-se que E1 e E2 não estão no simples?

Muito obrigado.
Álvaro

Você precisa ser cadastrado para responder mensagens

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

POSTS RELACIONADOS

conheça mais

Facebook


x

CADASTRE-SE
GRATUITAMENTE

e faça parte da maior
comunidade contabil
da internet brasileira

x

Faça parte da maior
comunidade da internet
brasileira
, e receba nosso
conteúdo gratuitamente

CADASTRE-SE GRÁTIS

ENVIAR

Ao se cadastrar, você aceita os termos de uso do portal Contábeis.

CADASTRE-SE COM AS REDES SOCIAIS

x

OLÁ ROGÉRIO

vocÊ sabia que você pode
enviar artigos pelo site ?

x

digite seu email ao lado
para receber a senha
em sua caixa de entrada.

RECUPERAR MINHA SENHA

ENVIAR
x

Parabéns!

Veja os próximos passos
para aproveitar tudo o que
preparamos para você.

x

Cadastro efetuado com sucesso !
Enviamos para seu e-mail os procedimentos para confirmação de seu cadastro.
Ele será concluído depois que você fizer a confirmação via e-mail.

Caso não tenha recebido:

* Aguarde mais alguns minutos.
* Verifique sua pasta de spam (ou lixo eletrônico).
* Solicite o reenvio da mensagem de confirmação clicando aqui.

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso.

Site desenvolvido por
Julio Guimarães | Rogério César