Contábeis o portal da profissão contábil

14
Aug 2018
12:28
DIA 13 SEGUNDA

O Maior Evento Online Brasileiro de Contabilidade

Gratuito 100% online

VEJA AS PALESTRAS DE HOJE

DIA 13 SEGUNDA

13 a 17 de agosto de 2018

www.conbcon.com.br

O Maior Evento Online Brasileiro de Contabilidade

100% online Gratuito
Marcelo Voight Bianchi

Marcelo Voight Bianchi

Gestão Empresas Contábeis

Empresa Contábil: Um Grande Negócio do Século XXI

Fernanda Rocha

Fernanda Rocha

Empreendedorismo

Contabilidade Consultiva: o Caminho da Riqueza e da Prosperidade

Domingos Vasco

Domingos Vasco

Tributário e Trabalhista

Aspectos Legais e Gerais do eSocial

Cláudio Miranda

Cláudio Miranda

Formação Profissional

Turnover de pessoal e qualidade de vida no trabalho nas Empresas de Auditoria Externa

Jesse Gerva

Jesse Gerva

Empreendedorismo

16:00 - ao vivo - A arte da Influência

Divane Alves

Divane Alves

Normas Contábeis

Normas Contábeis - Surgimento e Aplicação

Vanildo Veras

Vanildo Veras

Empreendedorismo

Excelência ou sorte, eis a questão

Luiz Fernando Nóbrega

Luiz Fernando Nóbrega

Normas Contábeis

O que é Compliance e como usá-lo na mitigação de riscos profissionais

Gilberto Cunha

Gilberto Cunha

Empreendedorismo

Quero comprar de você

Gabriel Manes

Gabriel Manes

Tecnologia

Metodologia de Contabilidade Digital: como conquistar produtividade, satisfação do cliente e crescimento

Adriano Vermolhem

Adriano Vermolhem

Gestão Empresas Contábeis

Marketing Digital na prática para Escritório Contábeis

Fátima Roden

Fátima Roden

Tributário e Trabalhista

Alterações a partir de 2018 em relação ao ISS e ISS fixo no Simples Nacional

José Augusto Picão

José Augusto Picão

Tributário e Trabalhista

EFD-Reinf Escrituração Fiscal Digital de Retenções e Outras Informações Fiscais

Paulo Vaz

Paulo Vaz

Gestão Empresas Contábeis

Contabilidade Digital e on-line: Aspectos de Estratégicos

Rogério Fameli

Rogério Fameli

Gestão Empresas Contábeis

Marketing Digital de Performance e Captação de Clientes de Contabilidade

Mauro Negruni

Mauro Negruni

Tributário

Resultados do novo modelo da DCTFWeb

Fernando Almeida

Fernando Almeida

Formação Profissional

Como elaborar um projeto de pesquisa?

José Luiz Fondacaro

José Luiz Fondacaro

Tributário e Trabalhista

Fim do Emissor do Cupom Fiscal - E Agora?

Simoní Pechebela

Simoní Pechebela

Tributário

Código GTIN validação e obrigatoriedade aplicada a NF-e e NFC-e

Isis Abbud

Isis Abbud

Empreendedorismo

Contadores conseguem inovar?

Alizete Alves

Alizete Alves

Tributário e Trabalhista

16:00 - eSocial - Impactos e ações para uma entrega de sucesso

Vinicius Roveda

Vinicius Roveda

Tecnologia

Transformação do mercado contábil: de 2015 a 2020

Hélio Donin

Hélio Donin

Tecnologia

Contabilidade e as ferramentas tecnológicas da atualidade

Christiano Santos

Christiano Santos

Normas Contábeis

CPC/IFRS 17 Contratos de Seguros

Gilmar Duarte

Gilmar Duarte

Gestão Empresas Contábeis

Honorários Contábeis: Segredos da precificação

Ricardo Rios

Ricardo Rios

Normas Contábeis

IFRS 16 - Contratos de Arrendamento Mercantil - Leasing

PERDEU AS PALESTRAS DE ONTEM? CLIQUE AQUI

MAIS PALESTRAS DE HOJE

« »

BUSCAR NO FÓRUM

buscar


Sefip com CNPJ e CEI

20respostas
8.409acessos
  

profissãoAssistente Depto. Pessoal
mensagens6
pontos217
membro desde28/02/2011
cidadeFazenda Rio Grande - PR
Postada:Quarta-Feira, 19 de outubro de 2016 às 10:44:42
Bom dia a todos.

Gente estou confuso em relação ao envio de Sefip com matrícula CEI.

Vou explicar o caso: a empresa(Indústria) teve necessidade de construir um barracão para novas instalações.
Foi gerada a CEI da obra e no primeiro mês foi enviada a Sefip sem movimentação, por não terem de fato iniciada as obras. Porém agora a obra está em andamento e estamos utilizando apenas nossos funcionários para a realização da mesma, e aí está minha dúvida de como gerar a Sefip?

De momento o que fiz (mas não sei se está correto) foi dentro da empresa responsável cadastrar duas alocações de empresa, 01 com o CNPJ e 01 com a CEI. Cadastrei esses funcionários na alocação CEI, e informei o movimento igual ao do importado da folha do CNPJ. Então apenas desmarquei a participação deles na alocação CNPJ e simulei o movimento. O resultado foram duas declarações apenas com o código da GPS (2100 e 2208) diferentes, os demais dados (Código de Recolhimento, FPAS, etc...) estão idênticos.

O caminho é esse ou não está de acordo. Pesquisei muito mas mesmo assim não fiquei com uma clareza sobre o assunto.

Obrigado!

Adaiuton.
profissãoContador(a)
mensagens7.224
pontos47.000
membro desde07/11/2009
cidadeRio Grande - RS
Postada:Quarta-Feira, 19 de outubro de 2016 às 16:24:39
Adaiuton, boa tarde. Segundo o Manual do SEFIP:

f) Código 155 - Para recolhimento/declaração referente aos serviços prestados em obra de construção civil, seja obra própria ou executada por empreitada total, situação em que a empresa é responsável pela matrícula da obra junto ao INSS.

As empresas referidas acima devem gerar um único arquivo NRA.SFP, para o código 155, contendo as informações distintas por obra e para a administração, desde que o FPAS seja o mesmo, 507. Para tanto, deve ser informada a própria empresa como tomador, inserindo seu próprio CNPJ no campo Tomador/Obra.
Caso a empresa transmita mais de um arquivo NRA.SFP para o mesmo CNPJ/CEI do empregador/contribuinte, código de recolhimento, FPAS, e sendo diferentes os números de controle, apenas o último transmitido será considerado válido para a Previdência Social, pois será considerado como GFIP/SEFIP retificadora.
O mesmo pode ser dito em relação à entrega de GFIP/SEFIP com códigos 155 e 115, na mesma competência. Para um mesmo FPAS, o código de recolhimento 115 é considerado incompatível com o código 155. Assim, caso a empresa transmita GFIP/SEFIP com códigos 115 e 155, na mesma competência e no mesmo FPAS, será considerada válida para a Previdência apenas a última GFIP/SEFIP transmitida (considerando números de controle diferentes. Caso sejam iguais, a GFIP/SEFIP transmitida posteriormente é considerada duplicidade). As informações relativas ao pessoal administrativo e operacional devem constar do código 155, juntamente com as informações relativas aos tomadores/obras.
Caso a empresa não seja construtora e possua um FPAS diferente do 507, a GFIP/SEFIP da administração deve ser informada em um outro arquivo, podendo ser utilizados os códigos 115, 150 ou 155, conforme o caso.
Caso o FPAS da empresa seja o 507, mas haja diferença de alíquotas para o pessoal da administração e das obras, observar o disposto na letra "g", abaixo.
Anderson Aredes

Usuário Ativo

profissãoTécnico Contabilidade
mensagens100
pontos891
membro desde17/09/2009
cidadeIpatinga - MG
Postada:Sexta-Feira, 13 de outubro de 2017 às 10:56:47
Bom Dia!
Preciso de solução para uma questão que já pesquisei e não acho esclarecimentos.
Uma empresa de obra civil, não optante do simples, que precisa entregar a GFIP 13/2016.
Código = 155
FPAS = 507
Apenas 2 funcionários, estes alocados na obra "A" inscrita no CEI.
Não possui funcionários no administrativo apenas o sócio que faz retirada, que normalmente nas demais competências aloca num tomador com os dados da própria empresa.
Entretanto por se tratar de GFIP competência 13/2016 o sócio não possui 13º salário.
Entreguei uma GFIP 13/2016 no código 155 informando os 2 funcionários alocados na obra "A".
Mas na RFB esta apresentando pendencia de falta de entrega GFIP no CNPJ da empresa da competência 13/2016.
Este é um desafio.

No aguardo
Obrigado
Estefania Drechsler

Usuário Estrela Vermelha

profissãoTécnico Contabilidade
mensagens4.555
pontos25.621
membro desde09/09/2015
cidadeErechim - RS
Postada:Sexta-Feira, 13 de outubro de 2017 às 10:59:43
Anderson Aredes


Mas na RFB esta apresentando pendencia de falta de entrega GFIP no CNPJ da empresa da competência 13/2016.


Você precisa enviar a Sefip com o CNPJ sem movimento...
Jeisiane Farias

Usuário Iniciante

profissãoAssistente Contabilidade
mensagens47
pontos456
membro desde13/02/2014
cidadeCaetite - BA
Postada:Sexta-Feira, 3 de novembro de 2017 às 12:57:22
Anderson, bom dia

Você já conseguiu resolver essa questão? porque estou com o mesmo problema. E fiz o que a Estefania falou, porém essa pendência não some de jeito nenhum

att; Jeisiane
profissãoContador(a)
mensagens7.224
pontos47.000
membro desde07/11/2009
cidadeRio Grande - RS
Postada:Sexta-Feira, 3 de novembro de 2017 às 14:16:33
Jeisiane Farias

Boa tarde. O procedimento indicado pela Estefania é o correto, e consta no Manual do SEFIP/GFIP (abaixo). Se a pendência continua dias após o envio, então o jeito talvez seja verificar junto a uma agência da RFB.

11. Caso não haja fatos geradores ou outras informações a serem prestadas para a administração e/ou obras executadas por empreitada parcial ou subempreitada (código 150), a empresa que enviar, na mesma competência, GFIP/SEFIP com código 155, relativamente às obras, deve enviar uma GFIP/SEFIP com ausência de fato gerador (sem movimento) para a administração, no código 115.
Jeisiane Farias

Usuário Iniciante

profissãoAssistente Contabilidade
mensagens47
pontos456
membro desde13/02/2014
cidadeCaetite - BA
Postada:Sexta-Feira, 3 de novembro de 2017 às 15:34:20
Márcio

Já fomos la diversas vezes, por fim ontem passaram a informação que a gfip se encontra bloqueada. Que tenho fazer um requerimento solicitando o desbloqueio e mandaram eu transmitir novamente.
profissãoContador(a)
mensagens7.224
pontos47.000
membro desde07/11/2009
cidadeRio Grande - RS
Postada:Sexta-Feira, 3 de novembro de 2017 às 17:45:07
Jeisiane , aqui tem umas orientações da RFB sobre "GFIP Retida em Malha": clique aqui
Jeisiane Farias

Usuário Iniciante

profissãoAssistente Contabilidade
mensagens47
pontos456
membro desde13/02/2014
cidadeCaetite - BA
Postada:Segunda-Feira, 6 de novembro de 2017 às 11:11:50
Obrigado Márcio

att.
Laura Rodrigues da Silva

Usuário Ativo

profissãoAssistente Recursos Humanos
mensagens135
pontos1.682
membro desde13/07/2012
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Sábado, 20 de janeiro de 2018 às 20:30:13
Bom Dia.

Comecei numa Contabilidade e não tenho muita pratica em SEFIP de Construtora com obra parcial. A construtora cadastrou a CEI e pelo que vi que foi feito anteriormente:
1- tem SEFIP com o CNPJ da construtora e alocação da CEI e o valor da retenção da nota fiscal é informada na CEI, com os funcionario codigo 150 como compensação e o CNPJ da nota fiscal não é informado.

2- E também foi entregue SEFIP com CNPJ da construtora e alocado os dados do CNPJ da nota fiscal e da CEI, informando os funcionários alocados na cei e também ao CNPJ e a retenção no CNPJ da retenção.

Não sei qual deles esta correto. Alguém pode me ajudar?
profissãoContador(a)
mensagens7.224
pontos47.000
membro desde07/11/2009
cidadeRio Grande - RS
Postada:Segunda-Feira, 22 de janeiro de 2018 às 08:57:59
Laura,

Bom dia. Se a construtora NÃO é a responsável pela matrícula CEI, então é uma empreitada parcial.
Procedimento: GFIP código "150", alocando os empregados que trabalham na obra no tomador/CEI, e lançando nele a retenção.
Os empregados do setor administrativo são alocados num tomador com o CNPJ da empresa.
Laura Rodrigues da Silva

Usuário Ativo

profissãoAssistente Recursos Humanos
mensagens135
pontos1.682
membro desde13/07/2012
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Terça-Feira, 23 de janeiro de 2018 às 20:57:09
Marcio.


Obrigada. deixa ver se entendi direito.
Quando eu tiver obra parcial na Construtora codigo 150, e tomador de obra CEI. O mês que tiver trabalho nessa Tomadora CEI, coloco as informações CEI na SEFIP alocando os funcionários que prestaram serviços no mês, e a retenção da nota fiscal emitida no mesmo mês referente a esta obra informo neste cadastro CEI.

E quando não tiver cadastro CEI na obra, somente prestação de serviço, cadastro o CNPJ da nota fiscal alocando os funcionários e informo a retenção no mesmo cadastro do CNPJ da nota fiscal.

Quer dizer quando tiver informação do cadastro CEI no mês, informo na SEFIP seus dados cadastrais e no mesmo cadastro a retenção. Pois é a mesma informação, o CEI como o CNPJ que o cadastrou (informado na nota fiscal) , é aceito e correto a sua transmissão pela Receita Federal?
profissãoContador(a)
mensagens7.224
pontos47.000
membro desde07/11/2009
cidadeRio Grande - RS
Postada:Quarta-Feira, 24 de janeiro de 2018 às 08:50:10
Laura Rodrigues da Silva,

Sim, se a tomadora registrou uma matrícula CEI, então a GFIP da prestadora deve ser feita alocando os trabalhadores que desempenham as suas funções nessa obra/CEI, e informando nela o valor da retenção.

Se for um serviço sem matrícula, então a prestadora informa o CNPJ da tomadora e também lance nele o valor da retenção.

Basicamente, a retenção deve ser informada no cadastro do tomador que a efetuou, que pode ser um CNPJ (serviço sem matrícula) ou um CEI (obra).

Todas essas informações você pode conferir no Manual da GFIP/SEFIP, disponível no site da RFB/CEF.
Laura Rodrigues da Silva

Usuário Ativo

profissãoAssistente Recursos Humanos
mensagens135
pontos1.682
membro desde13/07/2012
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Quarta-Feira, 24 de janeiro de 2018 às 13:15:57
Marcio.


Agradeço muito pela ajuda.
Parece meio bobo, mas como informei encontrei SEFIP enviadas de vários modos e me disseram que era para transmitir de outro modo, por isso meu questionamento. Melhor se esclarecer do que fazer o que me passam.

Obrigado, e estarei retificando agora do modo correto.

At.
Paulo Henrique

Usuário 5 Estrelas Novas

profissãoAnalista
mensagens452
pontos3.069
membro desde19/06/2008
cidadeSorocaba - SP
Postada:Quarta-Feira, 24 de janeiro de 2018 às 17:42:33
regras gerais de gfip de cnpj e cei


primeiro caso

empreitada total( cnpj responsavel pela matricula cei dona da obra) cod 155-gps 2208,se houver pessoal administrativo tem que fazer 2 gfips uma 155 e outra 150, para a 150 alocar o pessoal adm no cnpj e a gps é cod 2100


segundo caso

empresa nao responsavel pela matricula cei(somente presta servicos na obra cei) gfip 150-gps 2100 somente as re da gfip é informada na cei mais a gps é apenas uma com codigo 2100 mesmo que tendo pessoal alocado no cnpj gera apenas uma gps separado é somente a re do sefip


grato
profissãoContador(a)
mensagens7.224
pontos47.000
membro desde07/11/2009
cidadeRio Grande - RS
Postada:Quarta-Feira, 24 de janeiro de 2018 às 18:11:07
Paulo Henrique,

Se a empresa prestar serviços apenas de empreitada total/obra própria, no mês, então emitirá uma única GFIP, código 155, com o pessoal administrativo alocado num tomador com o CNPJ.
Se houver empreitada parcial e total, aí o pessoal administrativo é lançado na GFIP 150.

f) Código 155 - Para recolhimento/declaração referente aos serviços prestados em obra de construção civil, seja obra própria ou executada por empreitada total, situação em que a empresa é responsável pela matrícula da obra junto ao INSS.
As empresas referidas acima devem gerar um único arquivo NRA.SFP, para o código 155, contendo as informações distintas por obra e para a administração, desde que o FPAS seja o mesmo, 507. Para tanto, deve ser informada a própria empresa como tomador, inserindo seu próprio CNPJ no campo Tomador/Obra.
g) Códigos 150 e 155 na mesma competência - Devem ser utilizados os códigos 150 e 155, na mesma competência, nos seguintes casos:
quando a empresa construtora tiver obras executadas por empreitada total (código 155) e parcial (código 150);
quando a empresa construtora ou dona da obra possuir alíquotas diferenciadas para as contribuições referentes ao pessoal vinculado às obras e para as contribuições referentes ao pessoal administrativo, e tiver o FPAS 507;
quando a empresa dona da obra, for optante pelo SIMPLES, e tiver o FPAS 507, caso em que a administração deve ser informada no código 150.
Havendo transmissão de GFIP/SEFIP com códigos 150 e 155, na mesma competência, o pessoal administrativo deve ser informado no arquivo com o código 150, obrigatoriamente.
Elizabeth Rocha Nogueira

Usuário 2 Estrelas Novas

profissãoAuxiliar Contabilidade
mensagens259
pontos1.774
membro desde20/09/2012
cidadeVarzea Grande - MT
Postada:Quarta-Feira, 4 de abril de 2018 às 09:55:33
bom dia
uma empresa construção civil que não tem funcionário e quer recolher previdência, usaria qual código.
Lizie Queiroz

Usuário Novo

profissãoEncarregado(a) Recursos Humanos
mensagens3
pontos131
membro desde25/01/2017
cidadeJaboticabal - SP
Postada:Quarta-Feira, 11 de abril de 2018 às 11:43:11
Alguem sabe uma maneira mais facil de retificar a SEFIP, quando ao invés do CEI foi colocado o CNPJ, normalmente vou em CADASTRO na SEFIP, cadastro a obra com o número de CEI e depois aloco todos os funcionários para o tomador correto.
Porém quando isso é feito os valores não vão, coloco os mesmos a mão.
Alguem conhece uma maneira mais fácil?
Grata.
Anderson Aredes

Usuário Ativo

profissãoTécnico Contabilidade
mensagens100
pontos891
membro desde17/09/2009
cidadeIpatinga - MG
Postada:Segunda-Feira, 11 de junho de 2018 às 15:42:57
Boa Tarde!

Solicito ajuda na seguinte questão:
Empresa do Simples Nacional que prestará serviços (obra parcial) com cessão de mão de obra para um tomador CNPJ não optante do simples nacional que é dono da obra e tem uma inscrição CEI para obra.
Pelo que entendi vou fazer uma GFIP 150;
Onde os funcionários do administrativo e desta obra CEI serão alocados respectivamente em seus tomadores específicos;
Pergunta:
E a GPS?
Será uma só GPS?
Tem alguma interferência o tomador não ser do simples nacional?
Pois a GPS da obra estou calculando como simples mesmo sendo de um CEI.
Ou será 2 GPS?
1 GPS cod 2003 parte administrativo optante do simples
e outra GPS cod 2208 da obra não optante do simples?
Desde já obrigado
Rafael

Usuário 3 Estrelas Douradas

profissão
mensagens2.172
pontos22.220
membro desde11/06/2014
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Segunda-Feira, 11 de junho de 2018 às 16:31:28
Anderson Aredes, Boa tarde!

Tenho um cliente que é Serralheria - Optante pelo simples nacional, porém possui CNAE para atividade no anexo III e anexo IV (obra).

Em um dado mês ele teve atividade no adm e parte de funcionários em uma obra.


Como eu sabia qual funcionário estava em cada local (adm e obra), facilitou, porém as atividades eram de FPAS distintos, sendo:

ADM - FPAS 515
OBRA - FPAS 507

com isso tive que fazer 2 folhas, 2 gps, 2 fgts, pois uma se unificasse a informação, iria sobrepor a 515.


Não sei se te ajuda, mas peço que assim que obtiver sua resposta, nos informe para explanar o conhecimento.



''Aproveite cada minuto, pois o tempo não volta. O que volta é a vontade de voltar no tempo...''
Rosimere Alves Silva

Usuário Novo

profissãoAnalista Recursos Humanos
mensagens9
pontos53
membro desde09/02/2018
cidadeAraras - SP
Postada:Segunda-Feira, 23 de julho de 2018 às 08:35:55
Paulo Henrique

Bom dia!

Pode me ajudar?
Estou totalmente perdida.
Somos uma indústria e foi criado um CEI para construção de um barracão, nessa obra fui informada que os funcionários do meu CNPJ são os mesmos que devem ser os prestadores de serviço.
O que devo fazer? Tenho que transmitir a SEFIP de CEI? Como fazer isso? Se já informei eles na SEFIP do meu CNPJ.

Você precisa ser cadastrado para responder mensagens

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

POSTS RELACIONADOS

conheça mais

Facebook


x

CADASTRE-SE
GRATUITAMENTE

e faça parte da maior
comunidade contabil
da internet brasileira

x

Faça parte da maior
comunidade da internet
brasileira
, e receba nosso
conteúdo gratuitamente

CADASTRE-SE GRÁTIS

ENVIAR

Ao se cadastrar, você aceita os termos de uso do portal Contábeis.

CADASTRE-SE COM AS REDES SOCIAIS

x

OLÁ ROGÉRIO

vocÊ sabia que você pode
enviar artigos pelo site ?

x

digite seu email ao lado
para receber a senha
em sua caixa de entrada.

RECUPERAR MINHA SENHA

ENVIAR
x

Parabéns!

Veja os próximos passos
para aproveitar tudo o que
preparamos para você.

x

Cadastro efetuado com sucesso !
Enviamos para seu e-mail os procedimentos para confirmação de seu cadastro.
Ele será concluído depois que você fizer a confirmação via e-mail.

Caso não tenha recebido:

* Aguarde mais alguns minutos.
* Verifique sua pasta de spam (ou lixo eletrônico).
* Solicite o reenvio da mensagem de confirmação clicando aqui.

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso.

Site desenvolvido por
Julio Guimarães | Rogério César