EXAME CFC

Se Preparando para a Prova do CFC 2018 #3 - Custos

Contábeis o portal da profissão contábil

17
Jun 2018
19:00

BUSCAR NO FÓRUM

buscar


Empregador Pode Reduzir Carga Horaria (Para Reduzir Salario)

13respostas
8.983acessos
  

Monica Vieira

Usuário Estrela Dourada

profissãoAdministrador(a)
mensagens1.352
pontos7.585
membro desde05/08/2016
cidadeAcrelandia - AC
Postada:Quinta-Feira, 2 de novembro de 2017 às 21:45:48
Colegas,

Sei que a lei menciona que deverá haver acordo coletivo com sindicato, mas agora com as mudanças como fica?
Pode o empregador reduzir a carga horária, para com isso conseguir reduzir o salário do funcionário?

Muito obrigada.
Carla Leme

Usuário Estrela de Prata

profissão
mensagens541
pontos3.996
membro desde12/12/2014
cidade
Postada:Sexta-Feira, 3 de novembro de 2017 às 08:56:55
Monica, bom dia!

Tive dois casos recentes, e nos dois casos foram as funcionárias que solicitaram a redução da jornada e concordaram com a redução do salario, antes eram mensalistas e passaram a ser horistas.
A primeira por querer passar mais tempo com a filha, havia conversado com o patrão, e avisar que pediria demissão, por se tratar de uma ótima funcionária o patrão perguntou o que poderia fazer para que ela não saísse da empresa, e ela então propôs trabalhar menos horas. Entrei em contato com o sindicato, e com o M.T.E e ambos disseram que se era de comum acordo, e desde que ela assinasse um aditivo contratual, não teria problemas.
O outro caso, a funcionária precisava fazer estagio para a faculdade, e também solicitou que por 6 meses, gostaria de ter a jornada reduzida, liguei novamente no sindicato da categoria ( outra categoria, empresas diferentes). E me deram a mesma orientação.

Então acredito que não será ilegal a pratica, desde que seja de comum acordo, e desde que tenha algo assinado pelo empregado.

Att.

Carla Leme
Analista de Departamento Pessoal
Bragança Paulista - SP
Estefania Drechsler

Usuário Estrela Vermelha

profissãoTécnico Contabilidade
mensagens4.441
pontos24.971
membro desde09/09/2015
cidadeErechim - RS
Postada:Sexta-Feira, 3 de novembro de 2017 às 17:50:23
Monica Vieira e Carla Leme

NENHUMA alteração contratual mesmo que concordância do empregado, pode gerar prejuízo para este, sob pena de nulidade.

Então NÃO pode alterar carga horária do mesmo por qualquer motivo, este motivo não deve gerar prejuízo.

As possibilidades são onde o empregado sai beneficiado, como por exemplo a faculdade que citou Carla, ele estaria tendo acesso ao diploma e podendo melhorar de cargo/emprego por esse motivo, ou quando o mesmo passa a trabalhar em outra empresa em meio turno e a soma dos salários vai ultrapassar o que ele ganha agora, ou benefícios maiores como planos de saúde, etc...

Fiz 2 vezes as alterações que passaram por fiscalização do MTE sem problemas, ambas por Faculdade, TODAS com solicitação do empregado a próprio punho, homologado pelo Sindicato com aditivo contratual e com confirmação de Matrícula.

Outros casos não recomendo, nem a da mãe para ficar com a filha, pois ela pode alegar depois que foi coagida a pedir tal alteração ( e acontece muito viu). E como a alteração foi prejudicial, pois seu salário foi reduzido, dependendo do Juiz pode ser anulado.
Monica Vieira

Usuário Estrela Dourada

profissãoAdministrador(a)
mensagens1.352
pontos7.585
membro desde05/08/2016
cidadeAcrelandia - AC
Postada:Domingo, 5 de novembro de 2017 às 22:02:39
OI Estefania, obrigada.

Mas no caso do próprio empregado que pediu para seu salário ser reduzido, para não ser mandado embora..como proceder diante disso??

Obrigada.
Estefania Drechsler

Usuário Estrela Vermelha

profissãoTécnico Contabilidade
mensagens4.441
pontos24.971
membro desde09/09/2015
cidadeErechim - RS
Postada:Segunda-Feira, 6 de novembro de 2017 às 08:15:33
Monica Vieira

Conforme citei acima NÃO é permitido.

Se a empresa passa por dificuldades deve negociar com o Sindicato uma clausula , ou um PPE ...
M. Manson

Usuário Estrela Dourada

profissãoAnalista Recursos Humanos
mensagens1.291
pontos7.235
membro desde21/01/2015
cidadeUberlandia - MG
Postada:Segunda-Feira, 6 de novembro de 2017 às 08:20:32
Bom dia

Mônica é difícil entender um funcionário, se daqui um tempo a empresa resolve mandar ela embora pode ter certeza que ela vai entrar na justiça. São situações muito complicadas, só pra vc ter um exemplo uma empresa que faço a folha mudou um funcionário de fixo para comissão, o sindicato exigiu que durante 6 meses se ele não conseguir comissão igual ou superior o salário que ele recebia antes, a empresa deveria complementar até atingir o valor. O bom é que ele sempre passou o valor do salário, mais deve tomar muito cuidado quando se mexe em salários.

Jorge Fernando
Analista de RH

"A integridade dispensa as regras"
Graciane Vitorino

Usuário 5 Estrelas Novas

profissãoAuxiliar Escritório
mensagens434
pontos3.042
membro desde03/02/2016
cidadeDuque de Caxias - RJ
Postada:Sexta-Feira, 2 de fevereiro de 2018 às 10:42:14
Amigos, estou passando pela mesma situação, e entrei em contato com o sindicato, o sindicato da categoria daqui me informou que pode ser feito a redução de carga horária, desde que seja feito uma rescisão pagando as verbas rescisórias e homologada no sindicato, não seria uma demissão, mas uma espécie de acerto de salário.

Atenciosamente.
Estefania Drechsler

Usuário Estrela Vermelha

profissãoTécnico Contabilidade
mensagens4.441
pontos24.971
membro desde09/09/2015
cidadeErechim - RS
Postada:Sexta-Feira, 2 de fevereiro de 2018 às 10:52:57
Graciane Alves


Eita que novidade é essa, Sindicato inventando....

Não é possível, de forma nenhuma o que o sindicato está querendo fazer é uma rescisão e contratação do funcionário com menor valor, vedado pela própria legislação.

M. Manson

Usuário Estrela Dourada

profissãoAnalista Recursos Humanos
mensagens1.291
pontos7.235
membro desde21/01/2015
cidadeUberlandia - MG
Postada:Sexta-Feira, 2 de fevereiro de 2018 às 11:04:19
Aqui o sindicato dos professores aceita esse tipo de redução com rescisão, só que funciona assim: A empresa faz uma rescisão pagando todos os direitos trabalhistas sobre as horas que ele vai deixar de receber e deve ser homologada no sindicato, parece muito estranho mais tem isso mesmo rsrsrs

Olha como esta na convenção coletiva

1° - A redução do número de aulas ou da carga-horária semanal do professor, por acordo das partes ou resultante da diminuição do número de turmas por queda ou ausência de matrícula, não motivadas pelo empregador, que deverá ser comunicada ao professor com antecedência de mínima de trinta dias, salvo nas resilições promovidas até o dia 30 de março, quando se tratar de regime anual de matrícula e até 30 de março, ou 30 de agosto, quando se tratar de regime semestral de matrícula, só terá validade se homologada pelo sindicato da categoria profissional ou pelas entidades ou órgãos competentes para homologar rescisões.

Jorge Fernando
Analista de RH

"A integridade dispensa as regras"
Estefania Drechsler

Usuário Estrela Vermelha

profissãoTécnico Contabilidade
mensagens4.441
pontos24.971
membro desde09/09/2015
cidadeErechim - RS
Postada:Sexta-Feira, 2 de fevereiro de 2018 às 11:18:43
M. Manson


Professor é uma coisa né, ele tem contrato por horas trabalhadas, as vezes eles possuem múltiplos contratos, regimes próprios, etc, etc, etc...
Graciane Vitorino

Usuário 5 Estrelas Novas

profissãoAuxiliar Escritório
mensagens434
pontos3.042
membro desde03/02/2016
cidadeDuque de Caxias - RJ
Postada:Segunda-Feira, 5 de fevereiro de 2018 às 08:22:32
Exatamente como consta no sindicato dos professores daqui.

Só que no meu caso o sindicato é dos auxiliares de administração escolar.

O caso foi até estranho, porque primeiro o empregador ligou pra esse sindicato, o sindicato disse que ele poderia reduzir a carga horária, porém deveria pagar o mesmo salário. Então o empregador pediu que eu ligasse como funcionária, pra ver o que eles diriam. Eles me deram uma resposta totalmente contrária, disseram que por se tratar da vontade de um empregado, eu poderia propor isso a empresa e então se a empresa aceitasse, poderia ser feito uma rescisão (eles chamam de quitação) pagando todos os valores devidos a funcionária e começando com a nova carga horária, mas sem que exista demissão, retirada de fgts, informações em gfip e etc... No caso eu ia gerar uma rescisão, homologar e não informar demissão, o contrato dela continuaria correndo.

No meu caso, a funcionária está retornando da licença maternidade e precisa de um tempo para cuidar da filha, então ela pediu que a empresa reduzisse a carga horária dela.

Atenciosamente.
Osvaldo Soares Coromberk

Usuário Novo

profissãoDiretor(a)
mensagens1
pontos6
membro desde15/02/2018
cidadePorto Alegre - RS
Postada:Quinta-Feira, 15 de fevereiro de 2018 às 13:36:15
Boa tarde,

No meu caso eu contratei um funcionário CLT para trabalhar em horário comercial de segunda à sexta.
Logo após eu assinar a carteira dele, ele me informou que queria ser liberado nas sextas pois foi convidado para dar aula na UFRGS.
Liberei ele, mas agora quero resolver esse assunto, pois o custo ficou muito alto para ele trabalhar 34 horas a menos.


Nesse caso se aplica fazer um acordo com redução de carga horária e salário, pois nesse caso ele não está sendo prejudicado pois ainda por cima ganha o salário da faculdade?

Ele está disposto se for o caso de assinar um acordo diminuindo a carga horária e salário.
Estefania Drechsler

Usuário Estrela Vermelha

profissãoTécnico Contabilidade
mensagens4.441
pontos24.971
membro desde09/09/2015
cidadeErechim - RS
Postada:Quinta-Feira, 15 de fevereiro de 2018 às 13:51:20
Osvaldo Soares Coromberk

Neste seu caso pode ser feito sim, sem problemas, na verdade já deveria ter sido feito quando ele começou a trabalhar em horário reduzido.

Peça auxílio do sindicato para homologarem o acordo.
Monica Vieira

Usuário Estrela Dourada

profissãoAdministrador(a)
mensagens1.352
pontos7.585
membro desde05/08/2016
cidadeAcrelandia - AC
Postada:Segunda-Feira, 12 de março de 2018 às 21:41:10
Pessoal, com a reforma, foi alterado algo?

Você precisa ser cadastrado para responder mensagens

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

POSTS RELACIONADOS

conheça mais

Facebook


x

CADASTRE-SE
GRATUITAMENTE

e faça parte da maior
comunidade contabil
da internet brasileira

x

Faça parte da maior
comunidade da internet
brasileira
, e receba nosso
conteúdo gratuitamente

CADASTRE-SE GRÁTIS

ENVIAR

Ao se cadastrar, você aceita os termos de uso do portal Contábeis.

CADASTRE-SE COM AS REDES SOCIAIS

x

OLÁ ROGÉRIO

vocÊ sabia que você pode
enviar artigos pelo site ?

x

digite seu email ao lado
para receber a senha
em sua caixa de entrada.

RECUPERAR MINHA SENHA

ENVIAR
x

Parabéns!

Veja os próximos passos
para aproveitar tudo o que
preparamos para você.

x

Cadastro efetuado com sucesso !
Enviamos para seu e-mail os procedimentos para confirmação de seu cadastro.
Ele será concluído depois que você fizer a confirmação via e-mail.

Caso não tenha recebido:

* Aguarde mais alguns minutos.
* Verifique sua pasta de spam (ou lixo eletrônico).
* Solicite o reenvio da mensagem de confirmação clicando aqui.

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso.

Site desenvolvido por
Julio Guimarães | Rogério César