Contábeis o portal da profissão contábil

18
Jan 2018
02:10

BUSCAR NO FÓRUM

buscar


Tabela INSS e IR 2018

24respostas
10.728acessos
  

Thallya

Usuário Novo

profissãoAuxiliar Depto. Pessoal
mensagens3
pontos36
membro desde03/01/2018
cidadeCapetinga - MG
Postada:Quinta-Feira, 4 de janeiro de 2018 às 10:18:45
Bom dia,
alguém pode me informar se já saiu alguma tabela de INSS e IR 2018?

1 pessoa aprovou esta mensagem.

Aline Shiguihara Hendges

Usuário Novo

profissãoAssistente Recursos Humanos
mensagens7
pontos188
membro desde09/09/2015
cidadeCampo Verde - MT
Postada:Quinta-Feira, 4 de janeiro de 2018 às 10:23:25
Aguardando isso tbm

1 pessoa aprovou esta mensagem.

Danilo Zanon dos Santos

Usuário Estrela Dourada

profissãoContador(a)
mensagens1.052
pontos12.588
membro desde19/05/2015
cidadeSao Bernardo do Campo - SP
Postada:Quinta-Feira, 4 de janeiro de 2018 às 10:43:37
Thallya, bom dia!

A de INSS deve sair no meio do mês, depois de divulgada a inflação oficial ou vão seguir o índice do salário mínimo.

Do IRRF nem espero correção nenhuma. E duvido que o governo libere. Afinal a última foi em Abril/2015.

Danilo Zanon dos Santos
Contador
Zanon Assessoria Contabil
Site: http://www.zanoncontabil.com.br
Facebook: http://www.facebook.com/zanoncontabil
Linkedin: https://www.linkedin.com/company/zanon-assessoria-contabil

1 pessoa aprovou esta mensagem.

Ricardo Almeida

Usuário Novo

profissãoAuxiliar Contabilidade
mensagens14
pontos123
membro desde15/02/2011
cidadeMontes Claros - MG
Postada:Quinta-Feira, 4 de janeiro de 2018 às 12:04:14
Pelo histórico de publicação dos últimos 5 anos, a tabela de INSS e salário família costumam ser divulgadas entre os dias 11 e 15 de janeiro, com vigência a partir de 01/01.

2 pessoas aprovaram esta mensagem.

Carlos Rodrigo Pinto

Usuário Frequente

profissãoAnalista Recursos Humanos
mensagens82
pontos1.101
membro desde31/07/2014
cidadeRio de Janeiro - RJ
Postada:Sexta-Feira, 5 de janeiro de 2018 às 11:16:02
Mensagem Editada por Carlos Rodrigo Pinto em 05/01/2018 11:16:27
Acompanhando!!!!


Infelizmente, também não tenho esperança de alterar a do IRRF.


Vergonha!!!!

At.

Carlos Rodrigo S. Pinto
e-mail - [email protected]

1 pessoa aprovou esta mensagem.

profissãoAuxiliar Contabilidade
mensagens6
pontos196
membro desde19/02/2013
cidadeJaboatao dos Guararapes - PE
Postada:Sexta-Feira, 5 de janeiro de 2018 às 11:22:52
Ainda não foi atualizado. Estou no aguardo dessas informações também.

1 pessoa aprovou esta mensagem.

profissãoAuxiliar Administrativo
mensagens23
pontos316
membro desde14/08/2013
cidadeSao Francisco do Sul - SC
Postada:Sexta-Feira, 5 de janeiro de 2018 às 16:13:35
Acredito que o IRRF não mude esse ano ainda;

Quanto ao INSS nada de sair a nova tabela... =/

1 pessoa aprovou esta mensagem.

Julio Cesar

Usuário 5 Estrelas Novas

profissãoAnalista Pessoal
mensagens429
pontos2.860
membro desde22/07/2013
cidadeBetim - MG
Postada:Segunda-Feira, 8 de janeiro de 2018 às 10:33:29
Estou no aguardo dessas informações também.

1 pessoa aprovou esta mensagem.

Elis Camatta Cecato

Usuário 5 Estrelas

profissãoAssistente Depto. Pessoal
mensagens151
pontos1.356
membro desde31/10/2012
cidadeMarilandia - ES
Postada:Segunda-Feira, 8 de janeiro de 2018 às 10:55:25
Bomdia,
também acredito que a tabela de IRRF continuará sem alterações .. do mais .. aguardando.

1 pessoa aprovou esta mensagem.

Marcio de Pontes Leite

Usuário Novo

profissãoEncarregado(a) Pessoal
mensagens3
pontos17
membro desde08/01/2018
cidadeCuiaba - MT
Postada:Segunda-Feira, 8 de janeiro de 2018 às 17:54:45
Boa tarde, você mora em Campo Verde, eu moro em Cuiabá.
Trabalhamos na mesma área.

Podemos trocar informações

Até mais....

1 pessoa aprovou esta mensagem.

Tatiane Cardoso

Usuário Novo

profissãoAssistente Depto. Pessoal
mensagens19
pontos235
membro desde14/08/2012
cidadeSao Jose do Rio Preto - SP
Postada:Quinta-Feira, 11 de janeiro de 2018 às 09:09:12
Acompanhando...

Tatiane Cardoso
Nara Azevedo

Usuário Novo

profissãoAssistente Depto. Pessoal
mensagens10
pontos77
membro desde02/05/2016
cidadePorto Alegre - RS
Postada:Quinta-Feira, 11 de janeiro de 2018 às 09:11:10
Bom dia pessoal

Consegui estas informações abaixo da NITHTREINAMENTOS:

Portaria do Ministério da Fazenda a ser publicada na edição desta quinta-feira (11) do "Diário Oficial da União"

⚠️ Contribuição ao INSS

➡️ de 8% para quem ganha até R$ 1.693,72
➡️ de 9% para quem ganha entre R$ 1.693,73 e R$ 2.822,90
➡️ de 11% para quem ganha entre R$ 2.822,91 e R$ 5.645,80.

Essas alíquotas são relativas aos salários pagos em janeiro e, portanto, deverão ser recolhidas apenas em fevereiro.

⚠️ Já a cota do salário-família passa a ser de R$ 45,00 para aqueles segurados cuja remuneração mensal não supere R$ 877,67; e de R$ 31,71 para os que possuem remuneração mensal acima de R$ 877,67 e igual ou inferior a R$ 1.319,18.

[Vamos aguardar publicação oficial]

1 pessoa aprovou esta mensagem.

Vinicius

Usuário 5 Estrelas de Prata

profissãoAuxiliar Contabilidade
mensagens923
pontos5.588
membro desde11/01/2013
cidadeUba - MG
Postada:Quinta-Feira, 11 de janeiro de 2018 às 09:40:42
Nara Azevedo, tem o número da portaria?
Thallya

Usuário Novo

profissãoAuxiliar Depto. Pessoal
mensagens3
pontos36
membro desde03/01/2018
cidadeCapetinga - MG
Elaine Oliver

Usuário Novo

profissãoCoordenador(a) Recursos Humanos
mensagens6
pontos40
membro desde04/02/2014
cidadeRio de Janeiro - RJ
Postada:Quinta-Feira, 11 de janeiro de 2018 às 10:02:55
Vi a notícia abaixo no G1.


Portaria reajusta em 2,07% benefício de aposentados que ganham mais que o mínimo; valor máximo vai a R$ 5.645,80
Reajuste tem como base a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) no ano anterior, anunciado nesta quarta-feira pelo IBGE.
Por G1, Brasília

10/01/2018 20h59 Atualizado há 12 horas

Portaria do Ministério da Fazenda a ser publicada na edição desta quinta-feira (11) do "Diário Oficial da União" fixa em 2,07% o reajuste de aposentados e pensionistas que ganham mais que um salário mínimo.

Com a publicação da portaria, o teto para quem se aposentou pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) passa de R$ 5.531,31 para R$ 5.645,80.

De acordo com lei federal, o índice de reajuste do benefício de aposentados e pensionistas que recebem valor superior ao do salário mínimo é o da variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) no ano anterior. Em 2017, o INPC ficou em 2,07%, conforme divulgou nesta quarta (10) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os benefícios que equivalem ao salário mínimo vão ter neste ano reajuste menor, de 1,81% - o mínimo passou de R$ 937 para R$ 954, de acordo com decreto do presidente Michel Temer publicado no final de 2017.

Isso ocorre porque o salário mínimo é corrigido com base em previsão do governo para o INPC. Nesta quarta, porém, o Ministério do Planejamento informou que a diferença entre a previsão (1,81%) e o INPC anunciado pelo IBGE (2,07%) será compensada quando do reajuste do mínimo em 2019.

Contribuição ao INSS
O reajuste também se reflete na cobrança da contribuição dos trabalhadores para o INSS. Para empregados domésticos e trabalhadores avulsos, a alíquota passa a ser:

de 8% para quem ganha até R$ 1.693,72
de 9% para quem ganha entre R$ 1.693,73 e R$ 2.822,90
de 11% para quem ganha entre R$ 2.822,91 e R$ 5.645,80.
Essas alíquotas são relativas aos salários pagos em janeiro e, portanto, deverão ser recolhidas apenas em fevereiro.


Já a cota do salário-família passa a ser de R$ 45,00 para aqueles segurados cuja remuneração mensal não supere R$ 877,67; e de R$ 31,71 para os que possuem remuneração mensal acima de R$ 877,67 e igual ou inferior a R$ 1.319,18.

2 pessoas aprovaram esta mensagem.

Amanda de Oliveira

Usuário Novo

profissãoAssistente Depto. Pessoal
mensagens6
pontos35
membro desde21/03/2016
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Segunda-Feira, 15 de janeiro de 2018 às 14:49:47
Boa Tarde!
:
Pessoal,a tabela do Sefip auxiliar de Inss nao saiu ainda né?

1 pessoa aprovou esta mensagem.

Marcio de Pontes Leite

Usuário Novo

profissãoEncarregado(a) Pessoal
mensagens3
pontos17
membro desde08/01/2018
cidadeCuiaba - MT
Postada:Segunda-Feira, 15 de janeiro de 2018 às 14:56:22
(Regra 14) Mensagem digitada em CAIXA ALTA (CAPS LOCK) ou totalmente formatada (negrito, itálico, etc). por Paulo R. Schafer em 17/01/2018 11:55:25
já saiu sim.

http://www.caixa.gov.br/site/paginas/downloads.aspx

esta nesse link acima.

1 pessoa aprovou esta mensagem.

Amanda de Oliveira

Usuário Novo

profissãoAssistente Depto. Pessoal
mensagens6
pontos35
membro desde21/03/2016
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Segunda-Feira, 15 de janeiro de 2018 às 15:13:20
Mensagem Editada por Amanda de Oliveira em 15/01/2018 15:16:04
Marcio,entrei nesse caminho e não achei,esta na parte de FGTS/Sefip?
E sefip peço para atualizar o auxiliar da que nao saiu tabela ainda..Os indices eu tenho..preciso do auxiliar de inss.
Marcio de Pontes Leite

Usuário Novo

profissãoEncarregado(a) Pessoal
mensagens3
pontos17
membro desde08/01/2018
cidadeCuiaba - MT
Postada:Segunda-Feira, 15 de janeiro de 2018 às 15:25:48
Isso mesmo, na letra "F"

FGTS – SEFIP/GRF - 217 arquivo(s)

Está assim.....

SE201801.zip
Índice para recolhimento em atraso do INSS a ser utilizado no SEFIP. Vigência 01/2018.

Publicado em 05 de janeiro de 2018 / Formato zip / 17 Kb / 1469 downloads
Amanda de Oliveira

Usuário Novo

profissãoAssistente Depto. Pessoal
mensagens6
pontos35
membro desde21/03/2016
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Segunda-Feira, 15 de janeiro de 2018 às 15:28:58
A sim ,Marcio a Selic e o Índice de fgts eu tenho,queria mesmo é a atualização da auxiliar de INSS onde fica la 01/2017..queria a de 01/2018 mas acho que não saiu ainda...
Elaine Oliver

Usuário Novo

profissãoCoordenador(a) Recursos Humanos
mensagens6
pontos40
membro desde04/02/2014
cidadeRio de Janeiro - RJ
Postada:Segunda-Feira, 15 de janeiro de 2018 às 15:38:04
Amanda,

Ainda não saiu mesmo, nem no DOU foi publicado ainda, pelo menos eu não encontrei, se alguém tiver compartilhe por favor.

1 pessoa aprovou esta mensagem.

Amanda de Oliveira

Usuário Novo

profissãoAssistente Depto. Pessoal
mensagens6
pontos35
membro desde21/03/2016
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Segunda-Feira, 15 de janeiro de 2018 às 15:55:37
Obrigada Elaine
Diego Leonardo Barbi

Usuário Novo

profissãoAgente Recursos Humanos
mensagens8
pontos50
membro desde12/07/2012
cidadeRio Claro - SP
Postada:Quarta-Feira, 17 de janeiro de 2018 às 09:51:09
Mensagem Editada por Diego Leonardo Barbi em 17/01/2018 09:52:59
Bom dia Pessoal!

Foi publicado hoje na diário oficial a Portaria MF 15/2018, que trata do reajuste da tabela de INSS.

Portaria MF Nº 15 DE 16/01/2018
Publicado no DO em 17 jan 2018

Dispõe sobre o reajuste dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social - INSS e dos demais valores constantes do Regulamento da Previdência Social - RPS.


O Ministro de Estado da Fazenda, no uso da atribuição que lhe confere o inciso II do parágrafo único do art. 87 da Constituição, e tendo em vista o disposto na Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro de 1998; na Emenda Constitucional nº 41, de 19 de dezembro de 2003; na Lei nº 8.212, de 24 de julho de 1991; no art. 41-A da Lei nº 8.213, de 24 de julho de 1991; na Lei nº 13.152, de 29 de julho de 2015; no Decreto nº 9.255, de 29 de dezembro de 2017; e no Regulamento da Previdência Social - RPS, aprovado pelo Decreto nº 3.048, de 6 de maio de 1999,

Resolve:

Art. 1º Os benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social - INSS serão reajustados, a partir de 1º de janeiro de 2018, em 2,07% (dois inteiros e sete décimos por cento).

§ 1º Os benefícios a que se refere o caput, com data de início a partir de 1º de janeiro de 2018, serão reajustados de acordo com os percentuais indicados no Anexo I desta Portaria.

§ 2º Para os benefícios majorados por força da elevação do salário mínimo para R$ 954,00 (novecentos e cinquenta e quatro reais), o referido aumento deverá ser descontado quando da aplicação do reajuste de que tratam o caput e o § 1º.

§ 3º Aplica-se o disposto neste artigo às pensões especiais pagas às vítimas da síndrome da talidomida, às pessoas atingidas pela hanseníase de que trata a Lei nº 11.520, de 18 de setembro de 2007, e ao auxílio especial mensal de que trata o inciso II do art. 37 da Lei nº 12.663, de 5 de junho de 2012.

Art. 2º A partir de 1º de janeiro de 2018, o salário de benefício e o salário de contribuição não poderão ser inferiores a R$ 954,00 (novecentos e cinquenta e quatro reais), nem superiores a R$ 5.645,80 (cinco mil seiscentos e quarenta e cinco reais e oitenta centavos).

Art. 3º A partir de 1º de janeiro de 2018:

I - não terão valores inferiores a R$ 954,00 (novecentos e cinquenta e quatro reais), os benefícios:

a) de prestação continuada pagos pelo INSS correspondentes a aposentadorias, auxílio-doença, auxílio-reclusão (valor global) e pensão por morte (valor global);

b) de aposentadorias dos aeronautas, concedidas com base na Lei nº 3.501, de 21 de dezembro de 1958; e

c) de pensão especial paga às vítimas da síndrome da talidomida;

II - os valores dos benefícios concedidos ao pescador, ao mestre de rede e ao patrão de pesca com as vantagens da Lei nº 1.756, de 5 de dezembro de 1952, deverão corresponder, respectivamente, a 1 (uma), 2 (duas) e 3 (três) vezes o valor de R$ 954,00 (novecentos e cinquenta e quatro reais), acrescidos de 20% (vinte por cento);

III - o benefício devido aos seringueiros e seus dependentes, concedido com base na Lei nº 7.986, de 28 de dezembro de 1989, terá valor igual a R$ 1.908,00 (um mil, novecentos e oito reais);

IV - é de R$ 954,00 (novecentos e cinquenta e quatro reais), o valor dos seguintes benefícios assistenciais pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social - INSS:

a) pensão especial paga aos dependentes das vítimas de hemodiálise da cidade de Caruaru no Estado de Pernambuco;

b) amparo social ao idoso e à pessoa com deficiência; e

c) renda mensal vitalícia.

Art. 4º O valor da cota do salário-família por filho ou equiparado de qualquer condição, até 14 (quatorze) anos de idade, ou inválido de qualquer idade, a partir de 1º de janeiro de 2018, é de:

I - R$ 45,00 (quarenta e cinco reais) para o segurado com remuneração mensal não superior a R$ 877,67 (oitocentos e setenta e sete reais e sessenta e sete centavos);

II - R$ 31,71 (trinta e um reais e setenta e um centavos) para o segurado com remuneração mensal superior a R$ 877,67 (oitocentos e setenta e sete reais e sessenta e sete centavos) e igual ou inferior a R$ 1.319,18 (um mil trezentos e dezenove reais e dezoito centavos).

§ 1º Para fins do disposto neste artigo, considera-se remuneração mensal do segurado o valor total do respectivo salário de contribuição, ainda que resultante da soma dos salários-de-contribuição correspondentes a atividades simultâneas.

§ 2º O direito à cota do salário-família é definido em razão da remuneração que seria devida ao empregado no mês, independentemente do número de dias efetivamente trabalhados.

§ 3º Todas as importâncias que integram o salário-decontribuição serão consideradas como parte integrante da remuneração do mês, exceto o décimo terceiro salário e o adicional de férias previsto no inciso XVII do art. 7º da Constituição, para efeito de definição do direito à cota do salário-família.

§ 4º A cota do salário-família é devida proporcionalmente aos dias trabalhados nos meses de admissão e demissão do empregado.

Art. 5º O auxílio-reclusão, a partir de 1º de janeiro de 2018, será devido aos dependentes do segurado cujo salário de contribuição seja igual ou inferior a R$ 1.319,18 (um mil trezentos e dezenove reais e dezoito centavos), independentemente da quantidade de contratos e de atividades exercidas.

§ 1º Se o segurado, embora mantendo essa qualidade, não estiver em atividade no mês da reclusão, ou nos meses anteriores, será considerado como remuneração o seu último salário de contribuição.

§ 2º Para fins do disposto no § 1º, o limite máximo do valor da remuneração para verificação do direito ao benefício será o vigente no mês a que corresponder o salário de contribuição considerado.

Art. 6º A partir de 1º de janeiro de 2018, será incorporada à renda mensal dos benefícios de prestação continuada pagos pelo INSS, com data de início no período de 1º janeiro de 2017 a 31 de dezembro de 2017, a diferença percentual entre a média dos salários de contribuição considerados no cálculo do salário de benefício e o limite máximo em vigor no período, exclusivamente nos casos em que a referida diferença resultar positiva, observado o disposto no § 1º do art. 1º e o limite de R$ 5.645,80 (cinco mil seiscentos e quarenta e cinco reais e oitenta centavos).

Art. 7º A contribuição dos segurados empregados, inclusive o doméstico e do trabalhador avulso, relativamente aos fatos geradores que ocorrerem a partir da competência janeiro de 2018, será calculada mediante a aplicação da correspondente alíquota, de forma não cumulativa, sobre o salário de contribuição mensal, de acordo com a tabela constante do Anexo II desta Portaria.

Art. 8º A partir de 1º de janeiro de 2018:

I - o valor a ser multiplicado pelo número total de pontos indicadores da natureza do grau de dependência resultante da deformidade física, para fins de definição da renda mensal inicial da pensão especial devida às vítimas da síndrome da talidomida, é de R$ 435,35 (quatrocentos e trinta e cinco reais e trinta e cinco centavos);

II - o valor da diária paga ao segurado ou dependente pelo deslocamento, por determinação do INSS, para submeter-se a exame médico-pericial ou processo de reabilitação profissional, em localidade diversa da de sua residência, é de R$ 94,34 (noventa e quatro reais e trinta e quatro centavos);

III - o valor da multa pelo descumprimento das obrigações, indicadas no:

a) caput do art. 287 do Regulamento da Previdência Social (RPS), varia de R$ 306,71 (trezentos e seis reais e setenta e um centavos) a R$ 30.672,81 (trinta mil seiscentos e setenta e dois reais e oitenta e um centavos);

b) inciso I do parágrafo único do art. 287 do RPS, é de R$ 68.161,77 (sessenta e oito mil cento e sessenta e um reais e setenta e sete centavos); e

c) inciso II do parágrafo único do art. 287 do RPS, é de R$ 340.808,90 (trezentos e quarenta mil oitocentos e oito reais e noventa centavos);

IV - o valor da multa pela infração a qualquer dispositivo do RPS, para a qual não haja penalidade expressamente cominada no art. 283 do RPS, varia, conforme a gravidade da infração, de R$ 2.331,32 (dois mil trezentos e trinta e um reais e trinta e dois centavos) a R$ 233.130,50 (duzentos e trinta e três mil cento e trinta reais e cinquenta centavos);

V - o valor da multa indicada no inciso II do art. 283 do RPS é de R$ 23.313,00 (vinte e três mil trezentos e treze reais);

VI - é exigida Certidão Negativa de Débito (CND) da empresa na alienação ou oneração, a qualquer título, de bem móvel incorporado ao seu ativo permanente de valor superior a R$ 58.282,04 (cinquenta e oito mil duzentos e oitenta e dois reais e quatro centavos); e

VII - o valor de que trata o § 3º do art. 337-A do Código Penal, aprovado pelo Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940, é de R$ 4.984,35 (quatro mil novecentos e oitenta e quatro reais e trinta e cinco centavos).

VIII - o valor da pensão especial concedida às pessoas atingidas pela hanseníase e que foram submetidas a isolamento e internação compulsórios em hospitais-colônia, assegurada pela Lei nº 11.520, de 18 de setembro de 2007, é de R$ 1.459,17 (um mil quatrocentos e cinquenta e nove reais e dezessete centavos).

Parágrafo único. O valor das demandas judiciais de que trata o art. 128 da Lei nº 8.213, de 24 de julho de 1991, é limitado em R$ 57.240,00 (cinquenta e sete mil e duzentos e quarenta reais), a partir de 1º de janeiro de 2018.

Art. 9º A partir de 1º de janeiro de 2018, o pagamento mensal de benefícios de valor superior a R$ 112.916,16 (cento e doze mil novecentos e dezesseis reais e dezesseis centavos) deverá ser autorizado expressamente pelo Gerente-Executivo do INSS, observada a análise da Divisão ou Serviço de Benefícios.

Parágrafo único. Os benefícios de valor inferior ao limite estipulado no caput, quando do reconhecimento do direito da concessão, revisão e manutenção de benefícios serão supervisionados pelas Agências da Previdência Social e Divisões ou Serviços de Benefícios, sob critérios aleatórios pré-estabelecidos pela Presidência do INSS.

Art. 10. A Secretaria da Receita Federal do Brasil, o INSS e a Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev) adotarão as providências necessárias ao cumprimento do disposto nesta Portaria.

Art. 11. Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

Art. 12. Fica revogada a Portaria MF nº 8, de 13 de janeiro de 2017.

HENRIQUE DE CAMPOS MEIRELLES

ANEXO I

FATOR DE REAJUSTE DOS BENEFÍCIOS CONCEDIDOS DE ACORDO COM AS RESPECTIVAS DATAS DE INÍCIO, APLICÁVEL A PARTIR DE JANEIRO DE 2018

DATA DE INÍCIO DO BENEFÍCIO REAJUSTE (%)
Até janeiro de 2017 2,07
em fevereiro de 2017 1,64
em março de 2017 1,40
em abril de 2017 1,07
em maio de 2017 0,99
em junho de 2017 0,63
em julho de 2017 0,93
em agosto de 2017 0,76
em setembro de 2017 0,79
em outubro de 2017 0,81
em novembro de 2017 0,44
em dezembro de 2017 0,26

ANEXO II

TABELA DE CONTRIBUIÇÃO DOS SEGURADOS EMPRE-GADO, EMPREGADO DOMÉSTICO E TRABALHADOR AVULSO, PARA PAGAMENTO DE REMUNERAÇÃO A PAR-TIR DE 1º DE JANEIRO DE 2018

SALÁRIO-DE-CONTRIBUIÇÃO (R$) ALÍQUOTA PARA FINS DE RECOLHI- MENTO AO INSS
até 1.693,72 8%
de 1.693,73 até 2.822,90 9%
de 2.822,91 até 5.645,80 11%


ASSINAR O LEGISWEB
Paulo

Usuário Novo

profissão
mensagens2
pontos13
membro desde15/01/2018
cidadeNiquelandia - GO
Postada:Quarta-Feira, 17 de janeiro de 2018 às 10:34:43
(Regra 14) Mensagem digitada em CAIXA ALTA (CAPS LOCK) ou totalmente formatada (negrito, itálico, etc). por Paulo R. Schafer em 17/01/2018 11:55:13
tabela de irrf2018 como sempre continua o mesmo nÃo É?
Alison L. Araujo

Usuário Estrela Nova

profissãoAnalista Pessoal
mensagens230
pontos1.664
membro desde03/11/2014
cidadeRecife - PE
Postada:Quarta-Feira, 17 de janeiro de 2018 às 10:44:39
Paulo, sim continua. Quanta defasagem, e os trabalhadoresrecolhendo mais do que deveria.

Você precisa ser cadastrado para responder mensagens

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

POSTS RELACIONADOS

Certificado Digital certificados digitais com preços promocionais para contadores

desconto de 15% em certificados digitais e pague no boleto ou parcele sem juros no cartão.

conheça mais

Facebook


x

CADASTRE-SE
GRATUITAMENTE

e faça parte da maior
comunidade contabil
da internet brasileira

x

Faça parte da maior
comunidade da internet
brasileira
, e receba nosso
conteúdo gratuitamente

CADASTRE-SE GRÁTIS

ENVIAR

Ao se cadastrar, você aceita os termos de uso do portal Contábeis.

CADASTRE-SE COM AS REDES SOCIAIS

x

OLÁ ROGÉRIO

vocÊ sabia que você pode
enviar artigos pelo site ?

x

digite seu email ao lado
para receber a senha
em sua caixa de entrada.

RECUPERAR MINHA SENHA

ENVIAR
x

Parabéns!

Veja os próximos passos
para aproveitar tudo o que
preparamos para você.

x

Cadastro efetuado com sucesso !
Enviamos para seu e-mail os procedimentos para confirmação de seu cadastro.
Ele será concluído depois que você fizer a confirmação via e-mail.

Caso não tenha recebido:

* Aguarde mais alguns minutos.
* Verifique sua pasta de spam (ou lixo eletrônico).
* Solicite o reenvio da mensagem de confirmação clicando aqui.

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso. Página carregada em 0.05 segundos.

Site desenvolvido por
Julio Guimarães | Rogério César