Contábeis o portal da profissão contábil

23
Jun 2018
07:26

BUSCAR NO FÓRUM

buscar


Alíquota de crédito de icms no novo simples nacional 2018

52respostas
19.938acessos
  

mostrando página 2 de 2
1 2
Rose

Usuário 4 Estrelas de Prata

profissãoAuxiliar Escrita Fiscal
mensagens890
pontos6.636
membro desde22/06/2004
cidadeHortolandia - SP
Postada:Sexta-Feira, 2 de março de 2018 às 12:45:36
Olá,

Sobre essa dúvida Cristiane, eu acabei de conferir um calculo PGDAS 01/2018 onde a empresa teve receitas Venda Industria, Revenda com e sem ST, no caso a alíquota de ICMS do anexo de vendas (3,91%) é diferente do de industria que deu 3,88%, fala sério essa Receita tah doidinha...até 12/2017 sempre era a mesma alíquota de ICMS nos 2 anexos...

"Sonhos não morrem, apenas adormecem na alma da gente."
Chico Xavier
Cristiane Cossenzo

Usuário Iniciante

profissão
mensagens34
pontos374
membro desde06/07/2012
cidade
Postada:Sexta-Feira, 2 de março de 2018 às 14:12:05
e dizem que este sistema tributário é SIMPLES... Aff

Cristiane Cossenzo
“Inspiração vem dos outros. Motivação vem de dentro de nós.”
Rose

Usuário 4 Estrelas de Prata

profissãoAuxiliar Escrita Fiscal
mensagens890
pontos6.636
membro desde22/06/2004
cidadeHortolandia - SP
Postada:Sexta-Feira, 2 de março de 2018 às 14:44:44
Pois é...fica bem complicado..na mesma nf ele vende produto q fabrica e revende um outro, vai colocar 2 alíquotas??

"Sonhos não morrem, apenas adormecem na alma da gente."
Chico Xavier
Sidney Costa

Usuário Frequente

profissãoAnalista Sistemas
mensagens86
pontos1.494
membro desde18/11/2011
cidadeRio de Janeiro - RJ
Postada:Sexta-Feira, 2 de março de 2018 às 17:46:00
O próprio demonstrativo do PGDAS vai apresentar o Valor do ICMS separado por Anexo.

Exemplo

Valor Receita do "Anexo I": R$ 65.325,00
Coluna "Valor do ICMS" do "Anexo I": R$ 2.578,55

Logo %ICMS = 2.578,55 / 65.325,00 = 0,0394726368159204 = 3,95 %

Esta alíquota vai utilizar nas vendas do Anexo I - Comércio (Itens com CFOP 5102, 6102... )

Para as vendas no Anexo II - Indústria (Itens com CFOP 5101, 5401, 6101, 6401...), deve fazer as contas com o resultado do Anexo II do demonstrativo PGDAS, pois não será a mesma.


Para o RJ que trabalha com %ICMS efetivo fixo por faixa, não precisa deste cálculo todo.
Juliana Silva

Usuário Novo

profissãoAnalista Fiscal
mensagens1
pontos6
membro desde07/03/2018
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Quarta-Feira, 7 de março de 2018 às 14:04:41
Boa Tarde

Gostaria de tirar uma dúvida sobre o tópico, uma empresa que seja Industria e Comercio, deverá então fazer o cálculo para permissão de crédito de cada tipo de operação?, ou seja quando vender produtos fabricados a alíquota será uma e quando vender mercadoria outra, correto?
Como ficaria o embasamento legal nos dados da nota, que hoje conforme orientação Art 2º-A da Resolução CGSN 10/2007 está da seguinte forma:
suficiência de espaço, no quadro Dados do Produto, a expressão: "PERMITE O APROVEITAMENTO DO CRÉDITO DE ICMS NO VALOR DE R$...; CORRESPONDENTE À ALÍQUOTA DE ...%, NOS TERMOS DO ART. 23 DA LC 123/2006".

Houve alguma mudança para esse texto? como informaria de maneira clara a permissão do crédito para um caso aonde na mesma nota fiscal fosse feita a venda de produção e de revenda gerando duas alíquotas?

Desde já agradeço.
Rose

Usuário 4 Estrelas de Prata

profissãoAuxiliar Escrita Fiscal
mensagens890
pontos6.636
membro desde22/06/2004
cidadeHortolandia - SP
Postada:Terça-Feira, 13 de março de 2018 às 15:00:40
Boa tarde,

Juliana conseguiu resposta sobre a dúvida acima??Também estou precisando passar pro cliente...


"Sonhos não morrem, apenas adormecem na alma da gente."
Chico Xavier
Rosana Braga

Usuário 4 Estrelas de Prata

profissãoAssessor(a) Contabilidade
mensagens861
pontos5.733
membro desde21/05/2010
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Quarta-Feira, 14 de março de 2018 às 09:31:12
Acompanhando.
Thallys

Usuário Ativo

profissãoContador(a)
mensagens131
pontos1.898
membro desde19/08/2010
cidadeRio de Janeiro - RJ
Postada:Quarta-Feira, 21 de março de 2018 às 11:44:46
Bom dia,

Considere-se uma indústria enquadrada no Simples Nacional, no estado do Rio de Janeiro, com faixa de receita bruta nos últimos 12 meses de 180mil a 360mil.

Desta forma, de acordo com a tabela do Simples Nacional para o estado do Rio de Janeiro, permitia-se crédito de 1,86%.

Porém, pesquisando, encontrei esse link Resolução SEFAZ 224 de 19/02/2018, onde mostra-se uma tabela que diz que o percentual para permissão de crédito do ICMS no estado do Rio de Janeiro é de 0,78% a partir de 19/02/2018.

Alguém sabe me dizer se está correto isso? Realmente caiu de 1,86% para 0,78% no Rio de Janeiro?

Adriele

Usuário Iniciante

profissãoAssistente Fiscal
mensagens43
pontos295
membro desde09/02/2018
cidadeBauru - SP
Postada:Quarta-Feira, 28 de março de 2018 às 09:53:22
Adilson, bom dia!

Muito obrigada por compartilhar a sua planilha, me ajudou a tirar todas as minhas dúvidas!
profissãoContador(a)
mensagens22
pontos295
membro desde11/08/2009
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Quarta-Feira, 28 de março de 2018 às 12:16:26
Ola! Boa tarde Pessoal!

Atendendo a pedidos desenvolvi uma planilha que calcula AUTOMATICAMENTE de forma bem SIMPLES, PRATICA E FACIL! A aliquota de credito do ICMS, assim como o imposto do Simples a pagar!

Maiores informaçoes no outro post PLANILHA SIMPLES NACIONAL 2018

Att

Daniel.


Adilson Gregório Ferreira

Usuário Iniciante

profissãoContador(a)
mensagens53
pontos469
membro desde24/11/2011
cidadePocos de Caldas - MG
Postada:Quarta-Feira, 28 de março de 2018 às 15:48:59
Obrigado, Adriele!

Muito bom saber que foi util.

um abraço!


Rose

Usuário 4 Estrelas de Prata

profissãoAuxiliar Escrita Fiscal
mensagens890
pontos6.636
membro desde22/06/2004
cidadeHortolandia - SP
Postada:Segunda-Feira, 2 de abril de 2018 às 14:40:08
Olá,
Alguém resolveu sobre essa questão das alíquotas do Icms permitindo crédito?Teremos que informar 2 mesmo?
Juliana Silva??
Na Resolução do CGSN 94/2011 artigo 58 fala sobre as alíquotas de permissão de crédito:

Art. 58 - A ME ou EPP optante pelo Simples Nacional que emitir nota fiscal com direito ao crédito estabelecido no Parágrafo 1º do art. 23 da Lei Complementar nº 123, de 2006, consignará no campo destinado às informações complementares ou, em sua falta, no corpo da nota fiscal, a expressão: "PERMITE O APROVEITAMENTO DO CRÉDITO DE ICMS NO VALOR DE R$...; CORRESPONDENTE À ALÍQUOTA DE ...%, NOS TERMOS DO ART. 23 DA LEI COMPLEMENTAR Nº 123, DE 2006". (Lei Complementar nº 123, de 2006, art. 23, Parágrafos 1º, 2º e 6º; art. 26, inciso I e Parágrafo 4º)

INFORME FISCODATA: Nova redação dada ao Parágrafo 1º do Art. 58, pelo Art. 1º da Resolução nº 135, de 22.08.2017 (DOU de 28.08.2017), vigência a partir de 28.08.2017, produzindo efeitos a partir de 01.01.2018. (Redação Anterior)
Parágrafo 1º - A alíquota aplicável ao cálculo do crédito a que se refere o caput, corresponderá ao percentual efetivo calculado com base na faixa de receita bruta no mercado interno a que a ME ou EPP estiver sujeita no mês anterior ao da operação, a partir das alíquotas nominais constantes dos Anexos I ou II desta Resolução, da seguinte forma: {[(RBT12 x alíquota nominal) - Parcela a Deduzir]/RBT12} x Percentual de Distribuição do ICMS. (Lei Complementar nº 123, de 2006, art. 23, Parágrafos 1º, 2º, 3º e 6º; art. 26, inciso I e Parágrafo 4º)

"Sonhos não morrem, apenas adormecem na alma da gente."
Chico Xavier
Sidney Costa

Usuário Frequente

profissãoAnalista Sistemas
mensagens86
pontos1.494
membro desde18/11/2011
cidadeRio de Janeiro - RJ
Postada:Segunda-Feira, 2 de abril de 2018 às 15:06:08
Isto mesmo, caso a empresa tenha comércio e indústria, são duas alíquotas, de acordo com CFOP de cada item.

Preencher os campos "pCredSN" e "vCredICMSSN" de cada item de acordo com o CFOP.

Apesar de não ser tão comum na mesma nota ter CFOP de Venda de Mercadoria própria e Revenda.
Rose

Usuário 4 Estrelas de Prata

profissãoAuxiliar Escrita Fiscal
mensagens890
pontos6.636
membro desde22/06/2004
cidadeHortolandia - SP
Postada:Terça-Feira, 3 de abril de 2018 às 08:43:23
Bom dia Sidney,
Esse cliente fabrica etiquetas impressas ou não, e revende os Ribbons (fita impressão), sempre tem várias notas com 2 tipos CFOP, porém o suporte do emissor de nf deles disse que não precisa usar 2 alíquotas, eu entendo que sim pois no próprio PGDAS sai diferente...passei a legislação acima pra eles, vamos ver o que retornam...obrigada.

"Sonhos não morrem, apenas adormecem na alma da gente."
Chico Xavier
Andre Camargo

Usuário Novo

profissãoAnalista Fiscal
mensagens2
pontos101
membro desde09/06/2017
cidadeCampinas - SP
Postada:Quarta-Feira, 4 de abril de 2018 às 14:36:38
Adilson Gregório Ferreira

poderia disponibilizar as planilhas para downlod, aqui no forum, pois nao consigo acessar seu linkdim
Rose

Usuário 4 Estrelas de Prata

profissãoAuxiliar Escrita Fiscal
mensagens890
pontos6.636
membro desde22/06/2004
cidadeHortolandia - SP
Postada:Segunda-Feira, 16 de abril de 2018 às 16:10:04
Pessoal, sobre esse assunto das alíquotas ainda, pelo PGDAS já sabemos que são diferentes conforme anexo...como informar na nota?Tem aquele texto obrigatório "Permite o aproveitamento de crédito alíquota tal..como vcs estão informando?Tiveram problemas com o programa de vcs?

"Sonhos não morrem, apenas adormecem na alma da gente."
Chico Xavier
profissãoContador(a)
mensagens22
pontos295
membro desde11/08/2009
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Quarta-Feira, 18 de abril de 2018 às 15:43:01
Ola Rose, boa tarde. Continua da mesma forma, mas agora a aliquota é variavel. Na minha planilha que desenvolvi ela calcula automaticamente o ICMS devido. conforme aliquota efetiva. (Se a empresa for comercio e industria, poderá ter 2 icms de creditos diferentes)

Segue link da planilha do simples 2018 que desenvolvi. Se houver interesse, favor entrar em contato.

http://www.contabeis.com.br/forum/topicos/283341/planilha-simples-nacional-2018/

Att

Daniel.
Gabriella Santos

Usuário Novo

profissãoAssistente Fiscal
mensagens4
pontos38
membro desde02/03/2018
cidadeCajamar - SP
Postada:Terça-Feira, 15 de maio de 2018 às 16:36:23
Boa tarde !
Aproveitando o assunto de ICMS, uma empresa de comércio RPA compra mercadoria para revenda, no caso revende para consumidor final com CFOP 5405 pois possui ST, na compra da mercadoria pode de creditar do ICMS destacado em nota ?
Alessandra Siqueira

Usuário Novo

profissãoAuxiliar Escritório
mensagens25
pontos190
membro desde17/11/2016
cidadeAmparo - SP
Postada:Terça-Feira, 29 de maio de 2018 às 14:18:18
Boa tarde a todos!

Estou um pouco confusa.

Para calcular as alíquotas efetivas, que deverão constar nas notas fiscais que serão emitidas em 06/2018, o RBT12 que eu considero é até 04/2018 ou 05/2018?

Agradeço desde já.


Att,
Alessandra.
Marcos Nunes

Usuário Estrela Dourada

profissãoConsultor(a)
mensagens1.464
pontos11.574
membro desde20/11/2014
cidadeAparecida de Goiania - GO
Postada:Terça-Feira, 29 de maio de 2018 às 14:39:56
Boa tarde,

Para permissão de crédito de ICMS ou para alíquota de retenção de ISS usa a RBT12 considerada os doze meses anteriores ao anterior da emissão.

Emissão em 06/2018, considera RBT12 de 04/2018 a 05/2017.

PERT: https://vimeo.com/240862915

https://www.facebook.com/objetivaedicoes/
E-mail e Skype: contabil.marcos@hotmail.com
Alessandra Siqueira

Usuário Novo

profissãoAuxiliar Escritório
mensagens25
pontos190
membro desde17/11/2016
cidadeAmparo - SP
Postada:Terça-Feira, 29 de maio de 2018 às 15:04:06
Obrigada pelo retorno.
Então considero 05/2017 a 04/2018 correto?
Por quê então, vejo comentários sobre ter que esperar virar o mês para informar logo a alíquota ao cliente, uma vez que a RBT12 já temos em mãos? O faturamento do mês não entra nesse cálculo?
Por ex: O faturamento de maio, não implica nessa alíquota que informarei para emissão em junho

Muito obrigada
Desculpe se as dúvidas são muito superficiais....
Rose

Usuário 4 Estrelas de Prata

profissãoAuxiliar Escrita Fiscal
mensagens890
pontos6.636
membro desde22/06/2004
cidadeHortolandia - SP
Postada:Quarta-Feira, 30 de maio de 2018 às 16:52:18
Eu somo maio...qdo vc fechar o mês 06 veja no extrato o valor que consta como acumulado rbt12 (será a soma até maio)

"Sonhos não morrem, apenas adormecem na alma da gente."
Chico Xavier
Marcos Nunes

Usuário Estrela Dourada

profissãoConsultor(a)
mensagens1.464
pontos11.574
membro desde20/11/2014
cidadeAparecida de Goiania - GO
Postada:Quarta-Feira, 30 de maio de 2018 às 16:52:57
Boa tarde,

exatamente pelo motivo de ser dificultoso esperar a RECEITA do mês anterior.

A legislação diz:

"informar alíquota sujeita no mês anterior". Qual a alíquota que será paga no mês anterior? = RBT12 dos 12 meses anteriores.
Então: Emissão 06/2018. Alíquota sujeita em 05/2018, que corresponde a RBT12 de 04/2018 a 05/2017.


PERT: https://vimeo.com/240862915

https://www.facebook.com/objetivaedicoes/
E-mail e Skype: contabil.marcos@hotmail.com

mostrando página 2 de 2
1 2

Você precisa ser cadastrado para responder mensagens

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

POSTS RELACIONADOS

conheça mais

Facebook


x

CADASTRE-SE
GRATUITAMENTE

e faça parte da maior
comunidade contabil
da internet brasileira

x

Faça parte da maior
comunidade da internet
brasileira
, e receba nosso
conteúdo gratuitamente

CADASTRE-SE GRÁTIS

ENVIAR

Ao se cadastrar, você aceita os termos de uso do portal Contábeis.

CADASTRE-SE COM AS REDES SOCIAIS

x

OLÁ ROGÉRIO

vocÊ sabia que você pode
enviar artigos pelo site ?

x

digite seu email ao lado
para receber a senha
em sua caixa de entrada.

RECUPERAR MINHA SENHA

ENVIAR
x

Parabéns!

Veja os próximos passos
para aproveitar tudo o que
preparamos para você.

x

Cadastro efetuado com sucesso !
Enviamos para seu e-mail os procedimentos para confirmação de seu cadastro.
Ele será concluído depois que você fizer a confirmação via e-mail.

Caso não tenha recebido:

* Aguarde mais alguns minutos.
* Verifique sua pasta de spam (ou lixo eletrônico).
* Solicite o reenvio da mensagem de confirmação clicando aqui.

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso.

Site desenvolvido por
Julio Guimarães | Rogério César