Contábeis o portal da profissão contábil

22
Jul 2014
08:21

BUSCAR NO FÓRUM

buscar


rescisão por Aposentadoria por invalidez

7respostas
20.303acessos
  

POSTS RELACIONADOS

Fabiola Ribeiro

Usuário Novo

profissãoAssistente Depto. Pessoal
mensagens1
pontos10
membro desde26/01/2010
cidadeVila Velha - ES
Postada:Terça-Feira, 23 de fevereiro de 2010 às 14:36:18
Mensagem Editada por Fabiola Ribeiro em 23/02/2010 14:59:18
Gostaria de saber se um funcionario que foi aposentado em 2004, agora depois de 05 anos pode ser feito a rescisão do contrato do mesmo?
O que deve constar na rescisão?
Ele tem direito aos 40º de FGTS?

Aguardo respostas, obrigada.
Fabiola
Daniela Manchein

Usuário 5 Estrelas

profissãoAnalista
mensagens168
pontos1.020
membro desde23/04/2009
cidadeBlumenau - SC
Postada:Sexta-Feira, 12 de março de 2010 às 15:54:42
Aposentadoria por Invalidez X Rescisão de Contrato de Trabalho
Qual a condição contratual de um funcionário que passou a receber o benefício de Aposentadoria por Invalidez? Quando isso acontece, a empresa pode rescindir o contrato de trabalho?

A prática mais adequada diz que NÃO. Com base legal nos artigos 475 e 476 da CLT, Instrução Normativa SRT Nº 3, de 21 de junho de 2002, o contrato passa a ter a condição de suspenso, não podendo ser rescindido; e, a Instrução Normativa INSS PRES 20/2007, atualizada até julho 2009 no seu Artº 98 define que a concessão da Aposentadoria por Invalidez está condicionada ao afastamento do empregado para todas atividades, devendo a DIB - Data Inicial do Benefício ser fixada, segundo a data do último afastamento quando a aposentadoria por invalidez decorrer de transformação daquele benefício conforme os termos do artº. 44 do RPS - Regulamento da Previdência Social, aprovado pelo Decreto nº 3048/1999.

Para esclarecer melhor esta situação, precisamos entender com clareza o que é a aposentadoria por invalidez: um benefício concedido aos trabalhadores que, por doença ou acidente, foram considerados pela perícia médica da Previdência Social incapacitados para exercer suas atividades ou outro tipo de serviço que lhes garanta o sustento.

Ao contrário da aposentadoria por tempo de trabalho ou idade, a aposentadoria por invalidez tem caráter transitório, condicionado a continuidade da existência do impedimento físico. Por isso, quem recebe aposentadoria por invalidez tem que passar por perícia médica de dois em dois anos, se não, o benefício é suspenso. Em caso de o segurado recuperar a capacidade para voltar ao trabalho, a aposentadoria deixa de ser paga.

Esta condição fica clara no art. 475 da CLT, que diz:
"O empregado que for aposentado por invalidez terá suspendido o seu contrato de trabalho durante o prazo fixado pelas leis de previdência social para a efetivação do benefício.
§ 1º - Recuperando o empregado a capacidade de trabalho e sendo a aposentadoria cancelada, ser-lhe-á assegurado o direito à função que ocupava ao tempo da aposentadoria, facultado, porém, ao empregador, o direito de indenizá-lo por rescisão do contrato de trabalho, nos termos dos arts. 477 e 478, salvo na hipótese de ser ele portador de estabilidade, quando a indenização deverá ser paga na forma do art. 497. (Redação dada pela Lei nº 4.824, de 5.11.1965)
§ 2º - Se o empregador houver admitido substituto para o aposentado, poderá rescindir, com este, o respectivo contrato de trabalho sem indenização, desde que tenha havido ciência inequívoca da interinidade ao ser celebrado o contrato".
A mesma situação contratual é assegurada para os casos de seguro-doença ou auxílio-enfermidade, onde o empregado é considerado em licença não remunerada, durante o prazo desse benefício (Art. 476 da CLT).

Isto se reforça na Instrução Normativa Nº 3 da Secretaria de Relações do Trabalho, que estabelece os procedimentos para assistência ao empregado na rescisão de contrato de trabalho, no âmbito do Ministério do Trabalho e Emprego.
Seu Capítulo VI - DOS IMPEDIMENTOS, determina a Suspensão Contratual como uma das circunstâncias impeditivas da rescisão contratual arbitrária ou sem justa causa (Art. 13, item VI).

O posicionamento da não rescisão do contrato na Aposentadoria por invalidez, também é sustentado pelo TST na seguinte súmula:
"SÚMULA 160 DO TST- Aposentadoria por invalidez (Res. 121/2003, DJ 19,20 e 21/11/2003)
Cancelada a aposentadoria por invalidez, mesmo após cinco anos, o trabalhador terá direito de retornar ao emprego, facultado, porém, ao empregador, indenizá-lo na forma da lei ex-prejulgado nº 37.
Histórico Redação Original - RA 102/1982, DJ 11.10.1982 e DJ 15.10.1982)."

Todas as referências analisadas nos remetem a uma única conclusão em relação ao empregado afastado por aposentadoria por invalidez: a manutenção do vínculo de emprego.

Importante: Cabe lembrar que esta regra se restringe aos contratos de trabalho por prazo indeterminado, não sendo aplicada aos contratos por prazo determinado como o temporário, o de experiência ou o contrato por SAFRA, cuja rescisão possui regras próprias.

abraço

Daniela Thewis Manchein
Analista de RH
Wellison C.

Usuário Iniciante

profissão
mensagens50
pontos309
membro desde20/02/2010
cidadeIbirite - MG
Postada:Quarta-Feira, 24 de março de 2010 às 07:55:36
Mensagem Editada por Wellison C. em 24/03/2010 08:05:57
A aposentadoria por invalidez extingue o contrato de trabalho?? Até então eu entendia que não.
Na RAIS consta os motivos de desligamento, entre eles a aposentadoria por invalidez:
F.1) Desligamento/vacância ou transferência/movimentação.
76. Aposentadoria por invalidez, exceto a decorrente de doença profissional ou acidente do trabalho.

Recebemos a comunicação de aposentadoria por invalidez de um funcionário em 2008, mas ainda não demos baixa em sua carteira e nem informamos em RAIS ou CAGED do ano. O que fazer? Ele ainda tem vínculo com a empresa ou não? E como informar esta situação na RAIS e no CAGED, e de quais anos?
Daniela Manchein

Usuário 5 Estrelas

profissãoAnalista
mensagens168
pontos1.020
membro desde23/04/2009
cidadeBlumenau - SC
Postada:Quarta-Feira, 24 de março de 2010 às 10:49:20
Olhando o manual da RAIS da a antender que aposentadoria por invalidez é um afastamento de deve ser informado como desligamento.

Continuando este mesmo item que você descreveu (F.1), tem a seguinte nota:

III - empregado afastado por motivo de aposentadoria por invalidez (códigos 73, 74 e 76),
em ano-base anterior, não deve ser informado na RAIS dos anos-base posteriores ao do afastamento.

Daniela Thewis Manchein
Analista de RH
Wellison C.

Usuário Iniciante

profissão
mensagens50
pontos309
membro desde20/02/2010
cidadeIbirite - MG
Postada:Quinta-Feira, 25 de março de 2010 às 07:49:14
E se o empregado não foi informado no ano base anterior, como fazer?
E no CAGED, é preciso informar esta aposentadoria por invalidez ou não?
Wilson Luís

Usuário Freqüente

profissãoTécnico Contabilidade
mensagens89
pontos703
membro desde31/12/1969
cidadeSanta Barbara Doeste - SP
Postada:Sexta-Feira, 28 de janeiro de 2011 às 14:53:48
WellWellison C. , tudo bem? Conseguiu sanar suas dúvidas? É q estou c/ o mesmo problema, se vc já tiver as informações e puder me fornecer eu agradeceria muito. Obrigado.
profissãoAssistente Contabilidade
mensagens22
pontos244
membro desde19/01/2011
cidadeBarra do Pirai - RJ
Postada:Segunda-Feira, 14 de fevereiro de 2011 às 15:08:32
(Regra 14) Mensagem digitada em CAIXA ALTA (CAPS LOCK) ou totalmente formatada (negrito, itálico, etc). por Eduardo de Limas em 28/12/2012 04:04:37
também gostaria de saber a respeito da rais!

tenhouma funcionária que aposentou por invalidez em 2009, mas não dei baixa na carteira e nem fiz rescisão.

devo informá-la na rais 2010, e como??

obrigada gente, fico no aguardo.
Carlos Roberto

Usuário Iniciante

profissãoEncarregado(a) Pessoal
mensagens39
pontos356
membro desde28/07/2009
cidadeLondrina - PR
Postada:Sábado, 6 de agosto de 2011 às 14:54:24
Boa tarde pessoal

Quando a empresa encerra suas atividades totalmente e há empregado afastado por auxilio doença, o que fazer? Pode ser feita a rescisão de contrato do mesmo? Como fica essa situação?

Antecipadamente, muito obrigado.

Você precisa ser cadastrado para responder mensagens

Quem participa

Facebook

Receba Novidades


POSTS RELACIONADOS

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

Quem participa

Facebook


Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários e visitantes deste site, tudo nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Página carregada em 0.54 segundos.

Site desenvolvido por
Julio Guimaraes | Rogério César