Contábeis o portal da profissão contábil

2
Ago 2014
03:29

BUSCAR NO FÓRUM

buscar


Real x Presumido - Aluguel de Imóveis Próprios

6respostas
2.555acessos
  

POSTS RELACIONADOS

Patricia Rezende

Usuário Novo

profissãoContador(a)
mensagens13
pontos109
membro desde22/11/2010
cidadeRibeirao Preto - SP
Postada:Segunda-Feira, 22 de novembro de 2010 às 09:06:29
Tópico Movido para esta sala por Ricardo C. Gimenez em 22/11/2010 09:45:24
Bom dia amigos,

Estou com uma empresa cujo CNAE é 6810-2/02 e já verifiquei que essa atividade está vedada ao Simples Nacional.

Optando pelo Lucro Presumido, e tendo uma receita inferior a 120.000,00 no ano teria as seguintes alíquotas?

Pis => 0,65%
Cofins => 3%
IRPJ => 16% 15% ou 2,40%
CSLL => 32% 9% ou 2,88%
Num total de 8,93%

E pelo Lucro Real, como seria?

Pis => 1,65%
Cofins => 7,6%
IRPJ => 15% s/ lucro
CSLL => 9% s/ lucro

Se existir alguma particularidade nesse tipo de atividade, gostaria muito de receber orientações.

Grata pela atenção de vocês,

Att.

Patrícia Rezende
Saulo Heusi

Usuário VIP

profissão
mensagens18.530
pontos157.797
membro desde24/07/2006
cidade
Postada:Segunda-Feira, 22 de novembro de 2010 às 12:56:58
Mensagem Editada por Saulo Heusi em 22/11/2010 12:58:33
Boa tarde Patricia,

A tributação pelo Lucro Real se dá nos percentuais indicados por você.

Não existe particularidade alguma para a atividade de locação de imóveis próprios, além do disposto em lei.

O IRPJ e a CSLL incidem sobre o lucro real propriamente dito, ou seja o contábil ajustado pelas adições, exclusões e compensações.

...
Patricia Rezende

Usuário Novo

profissãoContador(a)
mensagens13
pontos109
membro desde22/11/2010
cidadeRibeirao Preto - SP
Postada:Segunda-Feira, 22 de novembro de 2010 às 19:26:46
Obrigada Saulo,

E optando pelo Lucro Presumido, posso usar esses percentuais?

Saulo Heusi

Usuário VIP

profissão
mensagens18.530
pontos157.797
membro desde24/07/2006
cidade
Postada:Segunda-Feira, 22 de novembro de 2010 às 22:47:32
Boa noite Patricia,

Desde que o total de receita bruta anual não ultrapasse R$ 120.000,00 os impostos e contribuições incidentes serão aqueles também indicados por você, ou seja:

PIS = 0,65%
COFINS = 3%
IRPJ = 16% x 15% ou 2,40%
CSLL = 32% x 9% ou 2,88%

...
Patricia Rezende

Usuário Novo

profissãoContador(a)
mensagens13
pontos109
membro desde22/11/2010
cidadeRibeirao Preto - SP
Postada:Terça-Feira, 23 de novembro de 2010 às 08:16:12
Obrigada Saulo
Edson Maciel

Usuário Iniciante

profissãoAnalista Contabilidade
mensagens56
pontos784
membro desde15/01/2010
cidadeSao Luis - MA
Postada:Terça-Feira, 23 de novembro de 2010 às 23:40:30
caros colegar ...
Atividade de representações comercial com a receita inferior a 120.000,00 posso aplicar ?
PIS = 0,65%
COFINS = 3%
IRPJ = 16% x 15% ou 2,40%
CSLL = 32% x 9% ou 2,88%
Saulo Heusi

Usuário VIP

profissão
mensagens18.530
pontos157.797
membro desde24/07/2006
cidade
Postada:Quarta-Feira, 24 de novembro de 2010 às 07:14:40
Bom dia Edson,

Em face da natureza mercantil dos negócios praticados, afasta-se a Representação Comercial do conceito de sociedade civil de prestação de serviços relativos ao exercício de profissão legalmente regulamentada, cabendo, desta forma, para as empresas optantes pelo lucro presumido, a utilização do percentual de 16% para apuração da base de cálculo do imposto, quando a receita bruta anual não ultrapassar a cento e vinte mil reais. (Artigo 15 da Lei 9249/95, Solução de Consulta nº 22/2002.)

Vale dizer que os impostos e contribuições nos percentuais indicados por você incidentes sobre as receitas decorrente da exploração de atividade de representações comerciais estão corretos.

...


Você precisa ser cadastrado para responder mensagens

Quem participa

Facebook

Receba Novidades


POSTS RELACIONADOS

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

Quem participa

Facebook


Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários e visitantes deste site, tudo nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Página carregada em 0.2 segundos.

Site desenvolvido por
Julio Guimaraes | Rogério César