Contábeis o portal da profissão contábil

11
Dec 2016
05:55

BUSCAR NO FÓRUM

buscar


Auxilio Doença Empresário

7respostas
18.329acessos
  

Sandro Machado de Oliveira

Usuário 2 Estrelas Novas

profissãoTécnico Contabilidade
mensagens257
pontos2.033
membro desde04/05/2010
cidadePortao - RS
Postada:Quarta-Feira, 9 de março de 2011 às 09:34:40
bom dia,

em primeiro lugar quero pedir desculpas se já existe tópico relacionado a minha questão, pesquisei no site antes de postar, mas não encontrei nada que sanasse minha duvida.


Tenho um proprietário de empresa que se acidentou no trabalho, liguei para a central do INSS, para agendamento de perícia, onde o atendente me retornou que empresário que recebe pró-labore não tem direito ao Auxilio-doença, pois ele recolhe INSS para a empresa., depois de uma discução um tanto ríspida, o atendente continuou insistindo que o empresário não tem direito a receber tal auxilio, portanto não poderia marcar a perícia.

alguem sabe me dizer se procede o que o atendende me disse?

desde já agradeço.

att

Sandro

Não dê o peixe, e sim, ensine a pescar!
profissãoTécnico Contabilidade
mensagens7
pontos62
membro desde09/03/2011
cidadeDivinopolis - MG
Postada:Quarta-Feira, 9 de março de 2011 às 10:01:34
bom dia .

Não tem procedencia nenhuma o que o atendente lhe disse, uma vez que o proprietario de uma empresa contribui para previdencia.

Na sua região tem marcação de pericia via internet? é mais rapido e menos extressante.
Mônica Salles

Usuário Novo

profissãoChefe Pessoal
mensagens14
pontos180
membro desde26/11/2010
cidadeRio de Janeiro - RJ
Postada:Quarta-Feira, 9 de março de 2011 às 13:40:31
Boa tarde !!

Já tive uma situação parecida com esta, pois o sócio da empresa ficou doente. E esta informação que lhe foi passada pela atendente não procede.
Fiz o agendamento da perícia pela internet no site da PREVIDENCIA SOCIAL, o sócio foi atendido, e foi conceido benefício a ele normalmente.

Vale lembrar que durante o período do benefício, o mesmo ficou sem fazer retirada pro-labore, não declarei ele na SEFIP, nem fiz o recolhimento na GPS.

No ato da perícia, deverá ser levado: as guias da SEFIP, as guias de GPS, o contrato social e ou alteração contratual (onde consta este sócio) documentos do sócio (identidade, cpf, comp, residencia) os atestados médicos, laudos, exames e tudo mais que comprove a doença.

O mesmo acontece quando a sócia de uma empresa entra em licença maternidade, a mesma dá entrada na previdencia social e recebe o benefício de licença maternidade.
No caso de sócia, é preciso dar entrada diretamente na previdencia (da forma antiga). NÃO podendo ser abatida na guia GPS da empresa.

Espero ter ajudado.

Mônica Salles
Sandro Machado de Oliveira

Usuário 2 Estrelas Novas

profissãoTécnico Contabilidade
mensagens257
pontos2.033
membro desde04/05/2010
cidadePortao - RS
Postada:Quarta-Feira, 9 de março de 2011 às 14:02:00
Mônica Salles e Fábio Ferreira dos Santos,


muito obrigado pelas respostas, era o mesmo que pensava, porem precisava de uma confirmação de quem entende mais do assunto,

aqui ainda não temos agendamento via internet, então tenho esperança de ligar novamente e pegar alguem com mais "educação" por assim dizer, pois o que me atendeu não deixou nem explicar direito a situação.

agradeço a todos.

att

Sandro

Não dê o peixe, e sim, ensine a pescar!
Gerson Pias Cabral

Usuário Frequente

profissãoTécnico Contabilidade
mensagens71
pontos567
membro desde08/07/2010
cidadePorto Alegre - RS
Postada:Quarta-Feira, 8 de junho de 2011 às 16:47:47
Boa Tarde

Alguem sabe me dizer qual é a carencia para este tipo de auxilio,

Pois tenho uma caso parecido, o que li diz que para auxilio doença é necessario uma carencia de 12 meses, doença nao acidentarias, o que acontece que meu cliente, tem a empresa a 6 meses, tenho direito ou nao.
Desde de ja, agradeço
Luciane Chavão

Usuário Novo

profissãoContador(a)
mensagens24
pontos266
membro desde04/06/2011
cidadeSao Goncalo - RJ
Postada:Quarta-Feira, 8 de junho de 2011 às 22:03:49
Gerson existe a carência sim de 12 meses para auxilio doença. Somente para acidente é que não existe a carência.
Suely Massumoto

Usuário Iniciante

profissãoContador(a)
mensagens48
pontos429
membro desde19/06/2009
cidadeCampinas - SP
Postada:Terça-Feira, 24 de julho de 2012 às 11:03:38
O sócio da empresa solicitou auxilio doença em 16/05/2012. Em 20/06/2012 recebeu um comunicado do INSS confirmando que o auxilio foi concedido para o período de 07/05 a 30/08/2012. O problema é que já havia pago o pro-labore de maio e recolhido o INSS deste período. Como devo proceder neste caso? Ele deve reembolsar o pro-labore pago a maior e devo fazer compensação do INSS deste período indevido?
Desde já agradeço a orientação.

Atenciosamente,

Suely
Eduardo de Limas

Moderador

profissãoContador(a)
mensagens2.558
pontos49.089
membro desde15/02/2011
cidadeBrusque - SC
Postada:Terça-Feira, 24 de julho de 2012 às 11:06:42
Suely Massumoto Bom Dia;

Proceda a compensação do valor recolhido indevidamente atraves da sefip, nas competencias posteriores;

Abraços

Att

Você precisa ser cadastrado para responder mensagens

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

POSTS RELACIONADOS

Quem participa

Facebook


Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso. Página carregada em 0.11 segundos.

Site desenvolvido por
Julio Guimaraes | Rogério César