Contábeis o portal da profissão contábil

30
Out 2014
13:10

BUSCAR NO FÓRUM

buscar


Rescisão contratual X Rescisão complementar

13   respostas
2.170   acessos
  

POSTS RELACIONADOS

Flabio Lima

Usuário Novo

postada em: Quinta-Feira, 17 de novembro de 2011 às 12:21:24
Prezados bom dia,

Solicito aqui ajuda de vocês na busca de meus direitos e dúvidas a esclarecer.
Trabalhei em uma empresa e fui dispensado no dia 30/09, dispensa que foi notificada por um telegrama, no momento do recebimento dia 03/10 compareci a empresa para recebimento da rescisão contratual, porém a mesma estava totalmente incorreta(mais detalhes tópico abaixo)
http://www.contabeis.com.br/forum/topicos/61192/contrato-de-experiencia-registro-correto/

Enfim a rescisão veio zerada e eu não assinei a mesma, a empresa ficou de corrigir os valores que realmente estavam incorretos e desde então estou aguardando, ligo todos os dias e eles sempre arrumam uma desculpa e até o presente momento não recebi nada, segundo o RH da empresa eles vão emitir uma rescisão complementar para correção, por lei eles teriam que me pagar com prazo máximo de 10 dias corridos mas segundo eles como é uma rescisão complementar não existe prazo para pagamento, isso está correto? Como não assinei a rescisão que eles emitiram eles podem usar esse artificio? Estou com pretensões de acionar o sindicato e receber a rescisão lá, porém não sei como proceder, por favor me ajudem não sei mais o que fazer.
(Sou profissional da área de TI)

Agradeço desde já.

Abraço
Flabio Lima

Usuário Novo

postada em: Quinta-Feira, 17 de novembro de 2011 às 14:52:51
Alguém poderia me ajudar?
Alessandra

Usuário Novo

postada em: Quinta-Feira, 17 de novembro de 2011 às 15:42:11
boa tarde,

o contrato de experiência é no maximo de 90 dias, se você assinou um contrato de 30 dias e não foi prorrogado você você já se tornou funciónario da empresa, os dias são contados corridos então os 30 dias terminaria no dia 03/09, se realmente você não assinou nenhum contrato com prorrogando essa data você tem todos os direitos de um funcionário incluvise pagamento de aviso prévio.
Diegue Soares Almeida

Usuário 5 Estrelas

postada em: Quinta-Feira, 17 de novembro de 2011 às 16:52:40
Nesse caso o mais correto seria vc procurar o sindicato da sua categoria ou até mesmo o Ministério do Trabalho, pois só assim vc vai ter como acionar a empresa judicialmente a fim de receber seus vencimentos rescisório...

Diegue Soares Almeida
Acerte Contabilidade
contabil01@acertecontabilidade.com.br
27-33279617 / 99749306
Flabio Lima

Usuário Novo

postada em: Quinta-Feira, 17 de novembro de 2011 às 17:23:16
Muito obrigado pelas informações, liguei agora a tarde e informei a empresa que caso eles não resolvam minha situação vou procurar meus direitos e receber minha rescisão nos órgãos competentes, eles ficaram de realizar o pagamento amanhã, caso isso não se concretize vou procurar o ministério do trabalho.
Alessandra

Usuário Novo

postada em: Quinta-Feira, 17 de novembro de 2011 às 18:50:04
você tem direito a receber mais um salário pela atraso no pagamento, pq a empresa tem somente 10 dias para fazer o acerto, acaso isso não ocorra eles tem que te pagar uma multa no valor do seu salário.
postada em: Segunda-Feira, 21 de novembro de 2011 às 10:49:19
Quando um colaborador pede demissão e ele está em contrato de experiência o que ele perde na rescisão contratual?
Wilson Pelluzzo Junior

Usuário Novo

postada em: Segunda-Feira, 21 de novembro de 2011 às 12:02:22
Bem, uma firma me admitiu, para serviço de portaria, existe um prazo de 30 dias de experiência, trabalhei 20 dias nesta empresa só que depois dos 20 dias recebi o aviso que estava sendo demitido pois havia restrições em meu nome, até ai tudo bem, gostaria de saber qual omeu direito e que tenho de receber desta empresa, tipo:
13 se teria direito a aviso e outros coisas.
Marcio Wagner Pereira da Silva

Usuário 5 Estrelas Novas

postada em: Segunda-Feira, 21 de novembro de 2011 às 16:00:36


CARA AYESSA JAMILE.


Em contrato de experiencia, quando se rompi antes do fim de virgencia, a parte que rompe, tem que indenizar a outra em 50% de tudo que a outra teria a receber durante o periodo que ainda restava do contrato ok.
Marcio Wagner Pereira da Silva

Usuário 5 Estrelas Novas

postada em: Segunda-Feira, 21 de novembro de 2011 às 16:05:39


CARO WILSON PELLUZZO.


No seu caso, voce foi contratado por experiencia, com duração de 30 dias, ok, trabalhou 20 dias, e foi dispensado, ou seja, a parte contratante rompeu o contrato d eexperiencia.
Assim sendo voce tem direito ha.

20 dias trabalhados.
50% de 10 dias que ainda restavam para o fim do contrato ok.
1/12 avos de 13º
1/12 ferias
abono de 1/3 sobre as feras ok.
Voce tambem tem direito a FGTS, sobre esses 20 dias trabalhados ok.
Wilson Pelluzzo Junior

Usuário Novo

postada em: Segunda-Feira, 21 de novembro de 2011 às 16:59:27
Hum veja bem fizeram tudo errado, nem me registraram ainda, ja estou com exame admissional na mão, quem faz exame admissional e a empresa que trabalhei, esta empresa que registra e uma outra de segurança, ta tudo enrolado, tenho direito a aviso prévio tbm
Patricia Lavecchia

Usuário Iniciante

postada em: Segunda-Feira, 21 de novembro de 2011 às 17:19:38
Um funcionario quebrou o pé fora do horário de trabalho num jogo de futebol, ele está em periodo de experiencia o medico deu atestado de 15 dias, pode a empresa dispensa-lo ao final do contrato (90 dias) mesmo ele estando com atestado?

Data do contrato 01-09-11
data do acidente: 20-11-11 (atestado 15 dias)
vence contrato: 01-12-11

Ezequiel dos Santos Amaral

Usuário Estrela Nova

postada em: Segunda-Feira, 21 de novembro de 2011 às 22:08:10
Patricia, se o funcionário esta afastado e a empresa terá que pagar 15 dias sem ter o trabalho do mesmo, ao meu ver seria mais interessante dispensa-lo e indenizar os 50% dos dias restantes.

Quantos a dispensa-lo após o vencimento do contrato não tem problema alguma, veja o entendimento dos tribunais:


ACIDENTE DE TRABALHO - ESTABILIDADE

Fascículo nº 37/2008



"Estando o empregado submetido ao contrato de trabalho de experiência, e ocorrendo acidente de trabalho, não existe a garantia de estabilidade no emprego, prevista no art. 118 da Lei nº 8.213/91. Recurso conhecido e não provido." (TST - RR 93566/2003-900-04-00.0 - 2ª Turma - Rel. Min. José Simpliciano Fontes de F. Fernandes - DJU 16/03/2007)

"A tempo para tudo debaixo do Sol, tempo de Nascer e tempo de Morrer, tempo de espalhar pedras e tempo de juntar pedras, tempo de amar e tempo de Odiar. " Saber respeitar o tempo para o trabalho e familia faz muita difirença.
postada em: Sexta-Feira, 25 de novembro de 2011 às 12:55:03
A empresa em que trbalho é optante pelo simples nacional.
Gostaria de saber quais impostos estão dentro do DAS e como é calculado? É anual?

Você precisa ser cadastrado para responder mensagens

Quem participa

ACOMPANHE NOSSO PORTAL FACEBOOK

facebook.com/portalcontabeis

Receba Novidades


Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

POSTS RELACIONADOS

ACOMPANHE NOSSO PORTAL FACEBOOK

facebook.com/portalcontabeis

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários e visitantes deste site, tudo nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Página carregada em 0.51 segundos.

Site desenvolvido por
Julio Guimaraes | Rogério César