Contábeis o portal da profissão contábil

1
Set 2014
20:24

BUSCAR NO FÓRUM

buscar


Licença Maternidade

7   respostas
399   acessos
  

POSTS RELACIONADOS

Sirlene Garcia

Usuário 5 Estrelas

postada em: Sexta-Feira, 9 de dezembro de 2011 às 15:59:01
Boa tarde a todos!

Pesquisei no site e encontrei muitas respostas sobre esse assunto.
Ainda restou dúvidas. A empresa paga o salário normalmente ao funcionário e o INSS desconta o valor da GPS? No caso de empresa cadastrada no Simples Nacional o desconto é feito apenas do funcionário 8%, como ficaria o desconto nesse caso?

Grata

Sirlene
Luiz Euclides Oliveira Junior

Usuário 4 Estrelas Novas

postada em: Sexta-Feira, 9 de dezembro de 2011 às 16:16:08
Boa tarde Sileide

E como você falou só que é abatido do que a empresa paga ao INSS EX: INSS mensal da empresa ( funcionários + Patronal ) = 2000,00

Licença Maternidade R$ 800,00 , portanto a empresa pagará GPS de 1200,00
Sirlene Garcia

Usuário 5 Estrelas

postada em: Sexta-Feira, 9 de dezembro de 2011 às 16:29:25
No caso o empregador da referida funcionária, recolhe apenas R$ 54,00 mensais descontado do salário de R$ 670,00. Se multiplicarmos o salário de R$ 670,00 por 4 meses (120 dias de licença), teremos R$ 2680,00 se for abatido R$ 54,00 mensais, levará pelo menos 4 anos para o empregador receber o total dos valores pagos é isso mesmo?
Luiz Euclides Oliveira Junior

Usuário 4 Estrelas Novas

postada em: Sábado, 10 de dezembro de 2011 às 11:27:59
Serão descontados 670,00 mensais na GPS da empresa . Assim a empresa paga ao funcionário abatendo do que é pago ao INSS
Cris Cos

Usuário Iniciante

postada em: Sábado, 10 de dezembro de 2011 às 11:53:29
No caso da empresa do simples nacional é assim:

salario funcionarios: 2000,00
GPS: 160,00
PRO LAVORE: 1000
110,00
TOTAL DA GPS: 160 +110=270,00
NESSE PERIODO DE 4 MESES DE LICENÇA DESCONTA O INTEGRAL 270,00 REAIS, DEPOIS QUE ACABAR A LICENÇA É DESCONTO 30% SOMENTE DA GPS EX:
270,00 *30$ =81,00 ESSA É A COMPENSAÇAO
GPS COD 2003: 270-81= 189,00 ATE ZERAR.
DESCONTA NORMAL DA FUNCIONARIA OS 8% DE INSS, ONDE É COMPENSANDO QUANDO ELA TIVER DE LICENÇA.
CUIDADO COM O SALARIO FAMILIA. ..ELE TBM GERA COMPENSAÇAO.
Cris Cos

Usuário Iniciante

postada em: Sábado, 10 de dezembro de 2011 às 11:55:16
ESPERO TER AJUDADO SIRLENE...
Diony Cezar Justino da Silva

Usuário Estrela Nova

postada em: Sábado, 10 de dezembro de 2011 às 13:24:34
No seu caso Sirlene !

Você paga o salário normalmente, a título de Licença Maternidade. Se existir remuneração variável, deve ser feito uma média. Depois é só ir compensando seu saldo no INSS a apagar.

Obs.: se a empresa não for optante pelo simples nacional, o valor do INSS relativo aos "Terceiros", não pode ser compensado.
Sirlene Garcia

Usuário 5 Estrelas

postada em: Terça-Feira, 13 de dezembro de 2011 às 09:33:27
Obrigada a toddos pelas informações.

Ajudou muito Cristina Constansi. Sua explicação foi bem clara.
Pensei que no caso de empresas SIMPLES NACIONAL com recolhimento tão pequeno houvesse um sistema diferenciado, pois, o recolhimento mensal como mencionei acima é de apenas R$ 54,00, levará anos para o reembolso do valor total pago a funcionária durante esses quatro meses. Como a empresa só possui esta funcionária, terá que contratar outro funcionário para substituí-la durante a Licença Maternidade.
Então a empresa terá que pagar 02 funcionários. O faturamento da empresa é muito pequeno. Não existe outro sistema mesmo?

Você precisa ser cadastrado para responder mensagens

Quem participa

ACOMPANHE NOSSO PORTAL FACEBOOK

facebook.com/portalcontabeis

Receba Novidades


Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

POSTS RELACIONADOS

ACOMPANHE NOSSO PORTAL FACEBOOK

facebook.com/portalcontabeis

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários e visitantes deste site, tudo nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Página carregada em 0.14 segundos.

Site desenvolvido por
Julio Guimaraes | Rogério César