ASSISTA
AGORA

O Maior Evento de Contabilidade do País

Assista agora a palestra “Contabilidade on-line: Precificação e desafios” com Paulo Vaz

x

Contábeis o portal da profissão contábil

23
Jun 2017
09:00

Governo do Estado concede benefícios fiscais para indústria de cervejas artesanais

Lei-ES 10672/2017

data: 16/06/2017 - 75 acessos

LEI 10.672, DE 14-6-2017
(DO-ES DE 16-6-2017) 
 
BENEFÍCIO FISCAL - Concessão
 
Governo do Estado concede benefícios fiscais para indústria de cervejas artesanais
Esta alteração da Lei 10.568, de 26-7-2016, concede 
redução na base de cálculo e crédito presumido nas operações com 
cervejas artesanais, bem como fixa os prazos para aplicação dos referidos benefícios.

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Faço saber que a Assembleia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte Lei:
Art. 1º A Lei nº 10.568, de 26 de julho de 2016, que instituiu o programa de desenvolvimento e proteção à economia do Estado do Espírito Santo, fica acrescida da Seção XXII, com a seguinte redação:

“Seção XXII
Das Operações Realizadas pela Indústria de Cervejas Artesanais 

Art. 25-A. À indústria de cervejas artesanais, em relação às mercadorias produzidas neste
Estado, poderão ser concedidos os seguintes benefícios:
I - redução da base de cálculo do ICMS, nas operações internas, de forma que a carga tributária efetiva resulte no percentual de doze por cento, a partir da vigência desta Lei, até 31 de dezembro de 2017; e de dezessete por cento a partir de 1º de janeiro de 2018;
II - crédito presumido do ICMS nas operações interestaduais entre contribuintes, equivalente a dez inteiros e nove décimos por cento; e
III - crédito presumido do ICMS nas operações interestaduais destinadas a consumidor final, equivalente a:
a) dez inteiros e setenta e cinco centésimos por cento, no exercício de 2017; e
b) dez inteiros e nove décimos por cento, a partir do exercício de 2018.
§ 1º A utilização dos benefícios de que tratam os incisos II e III do caput fica condicionada ao estorno integral do crédito de ICMS relativo às aquisições de insumos e matéria-prima.
§ 2º Os benefícios previstos nos incisos I a III do caput somente se aplicam às mercadorias produzidas neste Estado.
§ 3º O benefício de que trata o inciso I:
I - deverá alcançar também a base de cálculo do regime de substituição tributária, desde que
seja utilizado o PCF publicado em decreto estadual;
II - não alcançará empresas optantes do Simples Nacional; e
III - não alcançará a alíquota adicional de dois por cento a que se refere o art. 20-A da Lei nº 7.000, de 27 de dezembro de 2001.
Art. 2º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

PAULO CESAR HARTUNG GOMES
Governador do Estado

Comentários
MATÉRIAS RELACIONADAS

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

Facebook

WebContábeis Conteúdo contábil atualizado e de qualidade em seu site.

Desconto de 10% na mensalidade dos planos básicos de conteúdo.

conheça mais

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso. Página carregada em 0.06 segundos.

Site desenvolvido por
Julio Guimaraes | Rogério César