Contábeis o portal da profissão contábil

20
Aug 2017
21:42
você está em:

Conteúdo » Notícias

Discussão sobre reforma da previdência 'esfriou', admite ministro

A concorrência é 'desleal' no Congresso, declarou ministro da Previdência. 'Vamos ficar no nosso lugar da fila esperando que essas coisas aconteçam

postado 06/08/2014 14:58:20 - 1.064 acessos

O ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves, admitiu nesta quarta-feira (30) que as discussões em torno do fator previdenciário, que aconteceram no primeiro semestre de 2012 e que poderiam culminar em uma nova reforma da previdência, "esfriaram".

Ele listou projetos que deverão ser avaliados com mais rapidez pelo Congresso Nacional, como a distribuição dos "royalties" do petróleo, a criação de novas regras para o Fundo de Participação dos Estados (FPE) e dos municípios (FPM), além da decisão sobre cassação de deputados envolvidos no esquema do mensalão.

"Vamos ficar no nosso lugar da fila esperando que essas coisas aconteçam (...) Para mim, a prioridade é a reforma da previdência. Acho que o país precisa dela, mas acho que estão gritando mais alto de que eu. Eu não estou gritando socorro, mas tem algumas pautas que estão gritando socorro. A concorrência é desleal", declarou o ministro Garibaldi Alves a jornalistas.

Ele informou que tem de respeitar a decisão do Congresso Nacional sobre a ordem da pauta de votações, mas acrescentou que vai continuar lutando para a realização da reforma da Previdência Social.

"Não tenho como impor essa pauta, mas vou continuar lutando. Se a presidenta [Dilma Rousseff] me der a oportunidade para dizer, eu direi. Mas compreendo que nem sempre se consegue as coisas facilmente (...) Mas não posso deixar de acreditar nisso [reforma da previdência]. Porque estou aqui então? Só para pagar os benefícios?", afirmou Garibaldi Alves.

Fator previdencário
O ministro avaliou que a discussão em torno fo fim do fator previdenciário era um "gancho" para discutir uma reforma da previdência Social. "O governo tem uma preocupação muito grande. F fim puro e simples do fator, o governo não pode aceitar. Não tem condições financeiras de aceitar", declarou.

Fórmula móvel
Garibaldi Alves se mostrou receptivo à proposta de uma "fórmula móvel" comentada pela ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvati, no ano passado, que seria aplicação da fórmula 85/95, na qual a aposentadoria seria concedida quando a soma da idade e do tempo de contribuição totalizasse 85 anos para mulheres ou 95 anos para homens, com alteração na medida em que aumentar a expectativa de vida dos brasileiros.

"O governo toparia alguma coisa em torno disso [85/95 com alterações de acordo com aumento da expectativa de vida]. Não é uma coisa pronta e acabada porque acabou não se chegando no final disso [discussões]", afirmou o ministro da Previdência Social.

Fonte: G1.com

Notícia enviada por

ACOMPANHE NOSSAS NOTÍCIAS

Comentários

MATÉRIAS RELACIONADAS

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

TOP ENVIO DE Notícias

Consulta de NFes direto da Sefaz Com download automático de XMLs de NFes e NFSes, DANFes e mais

20% de desconto nos primeiros 6 meses! Descontos especiais para escritórios contábeis.

conheça mais

Facebook


x

CADASTRE-SE
GRATUITAMENTE

e faça parte da maior
comunidade contabil
da internet brasileira

x

Faça parte da maior
comunidade da internet
brasileira
, e receba nosso
conteúdo gratuitamente

CADASTRE-SE GRÁTIS

ENVIAR

Ao se cadastrar, você aceita os termos de uso do portal Contábeis.

CADASTRE-SE COM AS REDES SOCIAIS

x

OLÁ ROGÉRIO

vocÊ sabia que você pode
enviar artigos pelo site ?

x

digite seu email ao lado
para receber a senha
em sua caixa de entrada.

RECUPERAR MINHA SENHA

ENVIAR
x

Parabéns!

Veja os próximos passos
para aproveitar tudo o que
preparamos para você.

x

Cadastro efetuado com sucesso !
Enviamos para seu e-mail os procedimentos para confirmação de seu cadastro.
Ele será concluído depois que você fizer a confirmação via e-mail.

Caso não tenha recebido:

* Aguarde mais alguns minutos.
* Verifique sua pasta de spam (ou lixo eletrônico).
* Solicite o reenvio da mensagem de confirmação clicando aqui.

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso. Página carregada em 0.06 segundos.

Site desenvolvido por
Julio Guimaraes | Rogério César