Contábeis o portal da profissão contábil

17
Oct 2017
18:26
você está em:

Conteúdo » Notícias

Paraíba lidera ranking de arrecadação de ICMS no Nordeste

Segundo levantamento do Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), do Banco do Nordeste, com base em dados do Banco Central e Ministério da Fazenda, a Paraíba é o estado maior arrecadador de ICMS do Nordeste até agora.

postado 31/07/2017 08:52:59 - 1.413 acessos

A Paraíba é o Estado da Região Nordeste que registrou o maior crescimento real (descontada a inflação do período) de arrecadação do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) , nos cinco primeiros meses deste ano. Segundo o levantamento do Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), do Banco do Nordeste, com base em dados do Banco Central e Ministério da Fazenda, foram arrecadados R$ 2,1 bilhões, o que representa 4,5% de aumento na arrecadação do tributo, superando inclusive o índice da média da Região, que foi de apenas  1,5%.

Conforme o estudo, dos nove Estados nordestinos, seis apresentaram aumento na arrecadação real. Além da Paraíba, o incremento também foi positivo em Alagoas (4%), Sergipe (3,1%), Bahia (2,8%), Piauí (2,5%) e Pernambuco (2,3%).

Para o secretário de Estado da Receita, Marconi Frazão, o desempenho da Paraíba ao fechar o primeiro semestre deste ano na arrecadação do ICMS foi ainda melhor, pois apresentou um incremento do principal tributo de receita própria do Estado (ICMS) de quase 5% real (4,97%). “Houve um acréscimo, em valores absolutos, de R$ 116,799 milhões a mais quando comparado ao primeiro semestre de 2016”, destacou. É bom lembrar que o Estado repassa, mensalmente, 25% do recolhimento do tributo estadual ainda com os 223 municípios do Estado, conforme a legislação em vigor.

Na Paraíba, os setores terciário (45,7%), petrolífero (23,7%) e secundário (13,8%) foram os que contribuíram com a maior participação na arrecadação de ICMS de janeiro a maio deste ano. 

Quase metade da arrecadação nordestina é representada, em média, pelo setor terciário: 44,5%. O setor terciário é formado pelo comércio atacadista e varejista; serviços de transporte; serviços de comunicação; energia elétrica e combustíveis. Nos cinco primeiros meses do ano, a arrecadação do setor cresceu 5,4%. Descontada a inflação, a arrecadação regional chegou à marca de R$ 29,5 bilhões, que corresponde a 1,5% de crescimento em relação ao mesmo período de 2016. O estudo projeta a retomada do progresso econômico, especialmente na Paraíba, Sergipe e Alagoas.

Por Lucas Amorim Nóbrega

Fonte: Secretaria de Receita da Paraíba

Notícia enviada por

ACOMPANHE NOSSAS NOTÍCIAS

Comentários

MATÉRIAS RELACIONADAS

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

TOP ENVIO DE Notícias

Consulta de NFes direto da Sefaz Com download automático de XMLs de NFes e NFSes, DANFes e mais

20% de desconto nos primeiros 6 meses! Descontos especiais para escritórios contábeis.

conheça mais

Facebook


x

CADASTRE-SE
GRATUITAMENTE

e faça parte da maior
comunidade contabil
da internet brasileira

x

Faça parte da maior
comunidade da internet
brasileira
, e receba nosso
conteúdo gratuitamente

CADASTRE-SE GRÁTIS

ENVIAR

Ao se cadastrar, você aceita os termos de uso do portal Contábeis.

CADASTRE-SE COM AS REDES SOCIAIS

x

OLÁ ROGÉRIO

vocÊ sabia que você pode
enviar artigos pelo site ?

x

digite seu email ao lado
para receber a senha
em sua caixa de entrada.

RECUPERAR MINHA SENHA

ENVIAR
x

Parabéns!

Veja os próximos passos
para aproveitar tudo o que
preparamos para você.

x

Cadastro efetuado com sucesso !
Enviamos para seu e-mail os procedimentos para confirmação de seu cadastro.
Ele será concluído depois que você fizer a confirmação via e-mail.

Caso não tenha recebido:

* Aguarde mais alguns minutos.
* Verifique sua pasta de spam (ou lixo eletrônico).
* Solicite o reenvio da mensagem de confirmação clicando aqui.

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso. Página carregada em 0.05 segundos.

Site desenvolvido por
Julio Guimaraes | Rogério César