Contábeis o portal da profissão contábil

24
Feb 2018
12:39

Economia

Indústria paulista fecha 35 mil vagas em 2017, menor patamar desde 2011

A indústria de São Paulo teve 35 mil postos de trabalho fechados em 2017, o melhor resultado desde 2011, quando registrou perda de apenas 1.500 empregos.

17/01/2018 16:14

537 acessos

A indústria de São Paulo teve 35 mil postos de trabalho fechados em 2017, o melhor resultado desde 2011, quando registrou perda de apenas 1.500 empregos. É o que aponta a Pesquisa de Nível de Emprego do Estado de São Paulo, realizada pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e pelo Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), divulga da hoje (17) em São Paulo.
 
A variação acumulada do ano foi de – 1.62%, sem ajuste sazonal. Já a variação apontada para o mês de dezembro de 2017, quando foram fechadas 33 mil vagas, foi de -1,53% em relação a novembro, também sem ajuste sazonal.
 
Entre 2014 e 2016, foram fechadas, em média, 173 mil vagas por ano, ante os 35 mil postos perdidos em 2017. Segundo a Fiesp, o desempenho foi puxado pela retomada da produção industrial, mas ainda é preciso ser visto com cautela.
 
“Temos que ser cautelosos, o país ainda precisa da aprovação das reformas que estão em andamento, mas esperamos uma modesta recuperação do emprego na indústria em 2018”, afirma o vice-presidente e diretor titular do Departamento de Competitividade e Tecnologia (Decomtec) da Fiesp, José Ricardo Roriz Coelho.
 
De acordo com Roriz Coelho, a expectativa é de geração de 20 mil postos de trabalho na manufatura no estado até o final deste ano. “Esperamos que a recuperação observada da economia em 2017 siga em 2018”, diz.
 
Setores
Na análise por setor, a pesquisa apontou que, das 22 áreas avaliadas, 17 tiveram resultado negativo em relação ao emprego neste ano, quatro tiveram desempenho positivo e uma ficou estável.
 
O setor de produtos de borracha e material plástico foi o que mais gerou empregos e fechou o ano passado com um saldo positivo de 4.152 vagas, seguido pelo de produtos químicos (281 vagas) e de metalurgia (273).
 
As áreas mais afetadas foram as de produtos de metal, com exceção de máquinas e equipamentos, com uma perda de 10.107 postos, produtos alimentícios (-4.550) e impressão e reprodução de gravações (-4.252).
 
Indicadores regionais
Das 36 regiões do estado consideradas na pesquisa, oito tiveram desempenho positivo em relação ao emprego e 28 ficaram negativas. Os destaques ficaram com Limeira, com uma alta de 7,51% no ano, Araraquara, com 3,09% de expansão e Mogi das Cruzes (1,93%). As piores performances ficaram com Botucatu, com uma perda de 15,72% de vagas, Araçatuba (-9,38%) e São João da Boa Vista (-8,29%).
 
Edição: Amanda Cieglinski
 
Por Ludmilla Souza – Repórter da Agência Brasil

Fonte: Agência Brasil

MATÉRIAS RELACIONADAS

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

x

CADASTRE-SE
GRATUITAMENTE

e faça parte da maior
comunidade contabil
da internet brasileira

x

Faça parte da maior
comunidade da internet
brasileira
, e receba nosso
conteúdo gratuitamente

CADASTRE-SE GRÁTIS

ENVIAR

Ao se cadastrar, você aceita os termos de uso do portal Contábeis.

CADASTRE-SE COM AS REDES SOCIAIS

x

OLÁ ROGÉRIO

vocÊ sabia que você pode
enviar artigos pelo site ?

x

digite seu email ao lado
para receber a senha
em sua caixa de entrada.

RECUPERAR MINHA SENHA

ENVIAR
x

Parabéns!

Veja os próximos passos
para aproveitar tudo o que
preparamos para você.

x

Cadastro efetuado com sucesso !
Enviamos para seu e-mail os procedimentos para confirmação de seu cadastro.
Ele será concluído depois que você fizer a confirmação via e-mail.

Caso não tenha recebido:

* Aguarde mais alguns minutos.
* Verifique sua pasta de spam (ou lixo eletrônico).
* Solicite o reenvio da mensagem de confirmação clicando aqui.

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso. Página carregada em 0.05 segundos.

Site desenvolvido por
Julio Guimarães | Rogério César