MOMENTO CONTÁBEIS

Tabela de IR sem reajuste | Revisão no EPC | Piso salarial da sua categoria

Contábeis o portal da profissão contábil

23
Sep 2018
11:43

Empresarial

Princípio da Entidade - Como separar as finanças da empresa das finanças pessoais?

O princípio da entidade diz respeito ao patrimônio que não se confundi com aqueles dos seus sócios ou proprietários. Algumas dicas são muito úteis para iniciar uma cultura financeira mais organizada e com separação entre vida pessoal e profissional.

03/11/2016 09:22

9.992 acessos

Introdutoriamente sabemos que o princípio da entidade diz respeito ao patrimônio que não se confundi com aqueles dos seus sócios ou proprietários, no caso de sociedade ou instituições.

Se a vida financeira da sua empresa e sua conta bancária pessoal estão em diálogo constante, é sinal de que algo vai mal em termos de administração empresarial. As finanças da empresa necessitam de autonomia para que um ambiente saudável se forme nas rotinas produtivas e o caixa possa fluir com naturalidade.

Algumas dicas são muito úteis para iniciar uma cultura financeira mais organizada e com separação entre vida pessoal e profissional. Vamos a elas!

1. Tenha contas bancárias separadas

A conta-corrente pessoal do gestor deve estar separada da conta de pessoa jurídica sobre a qual são feitos os movimentos mensais de pagamentos e entrada de recursos. Assim, garante-se um ambiente mais organizado para a atuação — nas duas esferas, inclusive. Por mais cuidados que se tenha, pode ser que o dinheiro da empresa acabe pagando a conta de luz particular.

Outra vantagem de uma conta de pessoa jurídica é que os bancos costumam oferecer condições especiais para parcelamento de dívidas, concessão de crédito e outras garantias bancárias que em uma conta-corrente comum não seriam possíveis.

2. Defina o pró-labore

Definir um valor fixo para o salário do dono do negócio e de seus colaboradores é essencial para colocar os gastos em ordem. Um bom planejamento nessas horas ajuda a não retirar mais dinheiro quando o caixa estiver positivo e nem adiar pagamentos quando a situação for precária.

Se os pagamentos oscilam conforme a maré dos negócios, é bem provável que em algum momento falte dinheiro em caixa — provavelmente na hora de maior necessidade. Por isso, o planejamento das finanças é tão urgente.

3. Acompanhe o fluxo de caixa

É fundamental que haja um acompanhamento detalhado de todos os movimentos de caixa em períodos como semanas e meses. Assim, evita-se que haja desperdício ou falte recursos para situações muito importantes. Todo o dinheiro que entra e sai do caixa deve estar planificado e sua conferência ser uma rotina.

A tentação de mexer no dinheiro da empresa para quitar a negatividade da conta pessoal pode ser grande, mas com organização financeira é possível evitar que esses arroubos aconteçam, comprometendo o futuro e a viabilidade dos negócios.

4. Conheça os prazos

Ter em mente os prazos que a empresa precisa cumprir, organizando os rendimentos para que consiga suprir todos os gastos, é uma grande ajuda na hora de evitar mais uma mistura entre contas física e jurídica. Honrar os prazos de pagamento evitará que se acione as contas pessoais e trará a segurança financeira desejada.

Uma boa maneira de manter os prazos em ordem é contar com serviços já disponíveis no mercado para gestão financeira na nuvem, o que traz clareza para as pendências internas e ajuda a encontrar melhores soluções nas situações de emergência.

5. Acumule reservas financeiras

Os momentos de crescimento de receita da empresa não devem ser usados para uma gastança ainda maior. É exatamente nessas horas que se deve poupar para que em situações difíceis haja dinheiro em caixa. Se a reserva conseguida for suficiente para bancar o negócio em um período significativo, melhor para a rentabilidade do seu negócio e para a saúde das finanças da empresa.

Qual a grande vantagem para você separar as finanças pessoais das referentes ao seu negócio? Deixe seu comentário e contribua com sua experiência.

Escrito por

Cassiano Gabriel de Oliveira Silva

Graduado em Contabilidade pelo Centro Universitário UNA, Contador registrado no CRC/MG , Graduado em Direito pelo centro universitário Newton Paiva, advogado registrado na OAB/MG é especialista em Pericias Judiciais membro da Associação dos Peritos Judiciais, Árbitros, Conciliadores e Mediadores de Minas Gerais (Aspejudi/MG) e do Conselho Nacional dos Peritos Contábeis (CNPC).

MATÉRIAS RELACIONADAS

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

x

CADASTRE-SE
GRATUITAMENTE

e faça parte da maior
comunidade contabil
da internet brasileira

x

Faça parte da maior
comunidade da internet
brasileira
, e receba nosso
conteúdo gratuitamente

CADASTRE-SE GRÁTIS

ENVIAR

Ao se cadastrar, você aceita os termos de uso do portal Contábeis.

CADASTRE-SE COM AS REDES SOCIAIS

x

OLÁ ROGÉRIO

vocÊ sabia que você pode
enviar artigos pelo site ?

x

digite seu email ao lado
para receber a senha
em sua caixa de entrada.

RECUPERAR MINHA SENHA

ENVIAR
x

Parabéns!

Veja os próximos passos
para aproveitar tudo o que
preparamos para você.

x

Cadastro efetuado com sucesso !
Enviamos para seu e-mail os procedimentos para confirmação de seu cadastro.
Ele será concluído depois que você fizer a confirmação via e-mail.

Caso não tenha recebido:

* Aguarde mais alguns minutos.
* Verifique sua pasta de spam (ou lixo eletrônico).
* Solicite o reenvio da mensagem de confirmação clicando aqui.

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso.

Site desenvolvido por
Julio Guimarães | Rogério César