MOMENTO CONTÁBEIS

Tabela de IR sem reajuste | Revisão no EPC | Piso salarial da sua categoria

Contábeis o portal da profissão contábil

23
Sep 2018
15:32
você está em:

FÓRUM CONTÁBEIS » Contabilidade

BUSCAR NO FÓRUM

buscar


Recebimento de doação para entidades sem fins lucrativos

1respostas
181acessos
  

Elaine Martins

Usuário Novo

profissãoAssistente Contabilidade
mensagens5
pontos34
membro desde19/07/2013
cidadeBelo Horizonte - MG
Postada:Quarta-Feira, 11 de julho de 2018 às 08:58:03
Prezados bom dia!

Uma entidade teve a iniciativa de abrir um museu e ela repassou uma quantia de R$ 20.000,00 como doação.

A pergunta é: ela pode apenas realizar um recibo para justificar essa saída como uma doação? Há outro meio para ela justificar a saida e o recebimento desse recurso?

Desde já agradeço .
Ezequiel Martinez dos Santos

Usuário Iniciante

profissãoAnalista Contabilidade
mensagens45
pontos548
membro desde28/02/2010
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Quinta-Feira, 12 de julho de 2018 às 17:27:23
Prezada Elaine, boa tarde!


Alguns pontos da sua dúvida precisariam ser esclarecidos para uma resposta mais objetiva. Vou tentar responder com algumas considerações.


Uma entidade teve a iniciativa de abrir um museu e ela repassou uma quantia de R$ 20.000,00 como doação.


1º Considerando que a Entidade que efetuou a Doação seja Sem Fins, você precisa verificar o Estatuto, para saber se dentre suas Finalidades/Objetivos está a Promoção da Cultura/Educação ou algo que justifique ela efetuar tal ação, pois de modo geral, uma Entidade Sem Fins precisa captar recursos. Agora se um dos objetivos da Entidade justifica ela efetuar a Doação, sem problemas.

2º Se a Doação foi efetuada a outra Entidade Sem Fins, que tenha por finalidade/objetivo algo ligado a Criação/Manutenção de um Museu também não há problemas, desde que o Doador não tenha exigido uma destinação específica para o recurso, um Recibo Simples serve como documento comprobatório.

* O que me gerou dúvida, segundo seu relato, é que você diz que: "...teve a iniciativa de abrir um museu e ela repassou uma quantia de R$ 20.000,00 como doação". Se a própria Entidade teve iniciativa, como ela pode realizar uma doação?? Repassou para quem?? Não seria um projeto próprio??



A pergunta é: ela pode apenas realizar um recibo para justificar essa saída como uma doação? Há outro meio para ela justificar a saida e o recebimento desse recurso?


Considerando os itens 1 e 2 acima, o RECIBO é válido como documento comprobatório da Doação. Agora, se é um projeto da própria Entidade, ela não precisa emitir Recibo contra ela mesma, seria mais um documento relatando a Transferência para determinada C/C, por motivo do Projeto X.
O lançamento poderia ser segregado dos grupos de contas contábeis normais da Entidade OU identificados através de Centro de Custos.


Atenciosamente,



EZEQUIEL MARTINEZ DOS SANTOS

Você precisa ser cadastrado para responder mensagens

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

POSTS RELACIONADOS

conheça mais

Facebook


x

CADASTRE-SE
GRATUITAMENTE

e faça parte da maior
comunidade contabil
da internet brasileira

x

Faça parte da maior
comunidade da internet
brasileira
, e receba nosso
conteúdo gratuitamente

CADASTRE-SE GRÁTIS

ENVIAR

Ao se cadastrar, você aceita os termos de uso do portal Contábeis.

CADASTRE-SE COM AS REDES SOCIAIS

x

OLÁ ROGÉRIO

vocÊ sabia que você pode
enviar artigos pelo site ?

x

digite seu email ao lado
para receber a senha
em sua caixa de entrada.

RECUPERAR MINHA SENHA

ENVIAR
x

Parabéns!

Veja os próximos passos
para aproveitar tudo o que
preparamos para você.

x

Cadastro efetuado com sucesso !
Enviamos para seu e-mail os procedimentos para confirmação de seu cadastro.
Ele será concluído depois que você fizer a confirmação via e-mail.

Caso não tenha recebido:

* Aguarde mais alguns minutos.
* Verifique sua pasta de spam (ou lixo eletrônico).
* Solicite o reenvio da mensagem de confirmação clicando aqui.

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso.

Site desenvolvido por
Julio Guimarães | Rogério César