ASSISTA AGORA

SEMANA MEI 2018: LIVE | Dúvidas do Microempreendedor Individual

Contábeis o portal da profissão contábil

28
May 2018
02:12

artigo

A Origem da IFRS

Em todo o mundo grande parte dos países já adota a IFRS, no Brasil a adoção é de 90% das normas. Geralmente as diferenças dos procedimentos locais para os internacionais são determinantes para que os países não adotem a IFRS por completo.

11/10/2013 13:32

8.985 acessos

Em 1973 organismos profissionais de contabilidade de 10 países, com o objetivo de formular e publicar de forma independente um novo padrão de normas contábeis, criaram o International Accounting Standards Committee (IASC). O IASC foi criado na forma de Fundação Independente Sem Fins Lucrativos com recursos próprios provenientes de contribuição de várias organizações internacionais. As normas publicadas por este órgão eram chamadas de International Accounting Standards (IAS) e apesar de terem sofrido várias alterações ao longo do tempo, diversas IAS ainda estão em vigência.

No dia 1 de abril de 2001 foi criado o International Accounting Standards Board (IASB) que assumiu as responsabilidades técnicas do IASC e transformou progressivamente as IAS em novos padrões internacionais. Atualmente, todos os pronunciamentos contábeis internacionais publicados pelo IASB são chamados de International Financial Reporting Standards (IFRS) . As IFRSs, que numa tradução aproximada significa Normas Internacionais de Relatório Financeiro, são conhecidas no meio contábil e financeiro brasileiro por Normas Internacionais de Contabilidade.

Em todo o mundo grande parte dos países já adota a IFRS, entretanto há vários graus de adoção. Fala-se que no Brasil a adoção é de 90% das normas internacionais, na China, por exemplo, esta adoção é bem menor. Geralmente as diferenças dos procedimentos locais para os internacionais são grandes e geram impacto fiscal e isso é um problema determinante para que os países não adotem a IFRS por completo.

No Brasil com a publicação da Lei 11.638/07 que realizou os primeiros ajustes necessários, alterando e revogando dispositivos da Lei 6.404/76 (Lei das S/A), deu-se início a implantação das normas internacionais. Por se tratarem de normas emitidas fora do ordenamento brasileiro e, portanto, para respeitar as relações do direito internacional e o direito interno, o Conselho Federal de Contabilidade através da Resolução nº 1.055/05 criou o Comitê de Pronunciamentos Contábeis como uma entidade autônoma com o objetivo de estudar, preparar e emitir Pronunciamentos Técnicos sobre procedimentos contábeis sempre convergindo a contabilidade brasileira às normas contábeis internacionais.

Na prática os pronunciamentos do Comitê têm a finalidade de validar os procedimentos internacionais no ordenamento jurídico brasileiro. Atualmente já são mais de 46 pronunciamentos do Comitê e mais 6 orientações que devem ser estudadas e respeitadas no exercício da função do contador em todas as empresas, sejam elas de grande, médio ou pequeno porte.

Escrito por

Amaro Neto

http://capitalconsultoria.wordpress.com

MATÉRIAS RELACIONADAS

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

x

CADASTRE-SE
GRATUITAMENTE

e faça parte da maior
comunidade contabil
da internet brasileira

x

Faça parte da maior
comunidade da internet
brasileira
, e receba nosso
conteúdo gratuitamente

CADASTRE-SE GRÁTIS

ENVIAR

Ao se cadastrar, você aceita os termos de uso do portal Contábeis.

CADASTRE-SE COM AS REDES SOCIAIS

x

OLÁ ROGÉRIO

vocÊ sabia que você pode
enviar artigos pelo site ?

x

digite seu email ao lado
para receber a senha
em sua caixa de entrada.

RECUPERAR MINHA SENHA

ENVIAR
x

Parabéns!

Veja os próximos passos
para aproveitar tudo o que
preparamos para você.

x

Cadastro efetuado com sucesso !
Enviamos para seu e-mail os procedimentos para confirmação de seu cadastro.
Ele será concluído depois que você fizer a confirmação via e-mail.

Caso não tenha recebido:

* Aguarde mais alguns minutos.
* Verifique sua pasta de spam (ou lixo eletrônico).
* Solicite o reenvio da mensagem de confirmação clicando aqui.

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso.

Site desenvolvido por
Julio Guimarães | Rogério César