PARTICIPE

O Maior Evento Online Contábil do País - Inscrições gratuitas

19 a 23 de junho de 2017

www.conbcon.com.br
x

Contábeis o portal da profissão contábil

25
May 2017
01:58
você está em:

Conteúdo » Artigos

Ampliação do limite de Faturamento do Simples – Bom para todos

Fortalecendo a empresa, vamos fortalecer o emprego e com isso, gerar uma maior riqueza ao país.

postado 02/09/2015 11:45:02 - 2.195 acessos

Recentemente a câmara dos Deputados aprovou o texto base do projeto da Lei Complementar 25/07, que aumenta o faturamento das microempresas, enquadradas no regime especial de tributação Simples Nacional, de R$ 360 mil para R$ 900 mil; para as empresas de pequeno porte, que era de R$ 360 mil até R$ 3,6 milhões, passará a ser de R$ 900 mil a R$ 14,4 milhões anuais. No caso do MEI (microempreendedor individual), o limite da receita bruta passa de R$ 60 mil para R$ 72 mil anuais.

Entretanto essa mudança será feita gradualmente, apenas em 2017 o limite do simples passará a ser de R$ 7,2 milhões, e daí em 2018 para R$ 14,4 milhões, como teto da receita bruta para as empresas optar pelo Simples Nacional (SuperSimples).

Porém essa mudança será feita gradualmente porque o governo federal usou o argumento da Receita Federal em que o projeto acarretará perda anual de R$ 11,4 bilhões para os governos federal, estaduais e municipais.

Isto é um grande equivoco. Muitas empresas “deixam de crescer” para não sair do Simples Nacional e migrarem ao Lucro Presumido, o que representaria um aumento em quase 150% de tributos a serem pagos. Com isso muitas empresas preferem parar onde estão, continuar com o faturamento limitado a um valor e deixam de contratar funcionários e oferecem planos de carreira.

Se o limite for aumentado, muitas empresas que estão deixando de crescer por causa do limite de faturamento, podem começar a crescer, e elas crescendo vão contratar mais funcionários, e com mais funcionários maior o consumo, o que é bom para economia do país, se tornando um circulo virtuoso econômico.

Fortalecendo a empresa, vamos fortalecer o emprego e com isso, gerar uma maior riqueza ao país.

As micro e pequenas empresas representam 99% das empresas do país e cerca de 27% do PIB, o que seria um grande erro afirmar que o crescimento delas seria uma renuncia fiscal ao país, pois quando se fortalece a micro e pequenas empresas vamos fortalecer a economia.

Artigo enviado por
Comentários

MATÉRIAS RELACIONADAS

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

TOP ENVIO DE Artigos

Consulta de NFes direto da Sefaz Com download automático de XMLs de NFes e NFSes, DANFes e mais

20% de desconto nos primeiros 6 meses! Descontos especiais para escritórios contábeis.

conheça mais

Facebook


Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso. Página carregada em -0.95 segundos.

Site desenvolvido por
Julio Guimaraes | Rogério César