Contábeis o portal da profissão contábil

16
Aug 2017
16:34
você está em:

Conteúdo » Artigos

Novo Refis é regulamentado e começa em julho

Foi publicado nesta semana a regulamentação do programa de liquidação e parcelamento de débitos tributários federais.

postado 23/06/2017 17:07:24 - 10.672 acessos

Conforme era esperado, foi publicado nesta semana a regulamentação do Novo Refis de débitos tributários federais.

Sera possível realizar com redução de multa e juros a adesão com a inclusão de débitos vencidos até o dia 30 de abril deste ano, para pessoas jurídicas e físicas a partir do dia 3 de julho de 2017. Conforme esperado, não será permitido a adesão e inclusão para débitos tributários referentes ao Simples Nacional.

O prazo para aderir ao Novo Refis irá até o final do mês de agosto e o requerimento de adesão surtirá efeitos apenas após a confirmação do pagamento do valor à vista ou da primeira parcela, o que deverá ocorrer até último dia 31 de agosto de 2017.

Quem já possui outros parcelamos, poderá migrar para o novo programa do Fisco, onde será possível parcelar os débitos em até 120 meses.

O valor mínimo de cada parcela será de R$ 200,00, quando pessoa física e, R$ 1.000,00, quando pessoa jurídica. A entrada poderá ser realizada em até 5 parcelas e terá como montante mínimo 20% do valor total devido. A partir da entrada, os débitos poderão ser:

a) liquidado por meio do pagamento integral com parcela única do valor devido no primeiro mês de 2018 com redução de 50% da multa e 90% dos juros;

b) parcelado em até 145 parcelas mensais com data de vencimento a partir do primeiro mês de 2018 com redução de 40% da multa e 80% dos juros;

c) parcelado em até 175 parcelas mensais com data de vencimento a partir do primeiro mês de 2018 com redução de 25% da multa e 50% dos juros, sendo o valor devido correspondente a 1% da receita bruta da empresa no mês anterior ao vencimento da parcela - não inferior a 1/175 do montante total devido;

Também há a opção de efetuar o parcelamento em até 120 vezes por meio do pagamento de 0,4% do faturamento bruto da empresa com previsão de crescimento para até 0,6%.

Vale dizer que não será permitido o parcelamento de impostos retidos na fonte.

Se a sua empresa possui débitos tributários, de qualquer montante certamente será um ótimo momento para obter as CNDs (Certidões Negativas de Débitos) e dar início a regularização da situação fiscal e tributária da sua empresa. As CNDs são obrigatórias, por exemplo, para participar de licitações concorrências públicas para fornecimento de produtos e prestação de serviços.

Nunca é demais lembrar que além das instituições públicas, muitas empresas privadas também exigem as CNDs como forma de validar o nome e a saúde financeira da empresa, por exemplo, para fechar um contrato das mais variadas naturezas.

Fique atento(a)!

Artigo enviado por
Comentários

MATÉRIAS RELACIONADAS

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

TOP ENVIO DE Artigos

WebContábeis Conteúdo contábil atualizado e de qualidade em seu site.

Desconto de 10% na mensalidade dos planos básicos de conteúdo.

conheça mais

Facebook


x

CADASTRE-SE
GRATUITAMENTE

e faça parte da maior
comunidade contabil
da internet brasileira

x

Faça parte da maior
comunidade da internet
brasileira
, e receba nosso
conteúdo gratuitamente

CADASTRE-SE GRÁTIS

ENVIAR

Ao se cadastrar, você aceita os termos de uso do portal Contábeis.

CADASTRE-SE COM AS REDES SOCIAIS

x

OLÁ ROGÉRIO

vocÊ sabia que você pode
enviar artigos pelo site ?

x

digite seu email ao lado
para receber a senha
em sua caixa de entrada.

RECUPERAR MINHA SENHA

ENVIAR
x

Parabéns!

Veja os próximos passos
para aproveitar tudo o que
preparamos para você.

x

Cadastro efetuado com sucesso !
Enviamos para seu e-mail os procedimentos para confirmação de seu cadastro.
Ele será concluído depois que você fizer a confirmação via e-mail.

Caso não tenha recebido:

* Aguarde mais alguns minutos.
* Verifique sua pasta de spam (ou lixo eletrônico).
* Solicite o reenvio da mensagem de confirmação clicando aqui.

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso. Página carregada em 0.06 segundos.

Site desenvolvido por
Julio Guimaraes | Rogério César