Contábeis o portal da profissão contábil

20
Abr 2014
20:28

BUSCAR NO FÓRUM

buscar


Transporte rodoviário de Carga

19respostas
16.482acessos
  

POSTS RELACIONADOS

Raquel Aparecida Silva

Usuário Novo

profissãoAssistente Contabilidade
mensagens3
pontos0
membro desde30/07/2008
cidadeCoronel Fabriciano - MG
Postada:Segunda-Feira, 4 de agosto de 2008 às 16:59:18
Estamos pegando uma escrita de uma Transportadora localizada no Estado de MG (CNAE 49.30-2-01 Transporte Rodoviário de Carga), esta transportadora foi migrado para o Simples Nacional.

Pergunto:

- para calculo do simples nacional em que anexo ela irá se enquadrar e ne qual tabela?

Desde já agradeço e aguardo retorno.

Abraços!!!!
Jurandyr Siriani Neto

Usuário 3 Estrelas Novas

profissãoAuxiliar Escrita Fiscal
mensagens338
pontos2.048
membro desde21/03/2007
cidadeBauru - SP
Postada:Quarta-Feira, 6 de agosto de 2008 às 08:18:33
Ele se enquadra no anexo III.

A tabela a ser utilizada é a tabela 1 da seção V(anexo III da Resolução CGSN No. 5), no caso de transporte intermunicipal/interestadual sem substituição tributária do ICMS. Caso haja substituição tributária nos transportes intermunicipais/interestaduais, então deve-se utilizar a tabela 2 da seção V.

Já no caso de transportes municipais sem retenção do ISS, vc deve utilizar a tabela 1 da seção III.(do anexo III). Caso haja retenção do ISS, se utiliza a tabela I da seção IV.
Raquel Aparecida Silva

Usuário Novo

profissãoAssistente Contabilidade
mensagens3
pontos0
membro desde30/07/2008
cidadeCoronel Fabriciano - MG
Postada:Quinta-Feira, 7 de agosto de 2008 às 09:36:49
Obrigada, pela informação Jurandyr.
Claudio

Usuário Novo

profissãoAssessor(a)
mensagens5
pontos38
membro desde19/03/2009
cidadeGuarulhos - SP
Postada:Quinta-Feira, 2 de abril de 2009 às 14:12:42
Boa tarde !

No caso , se uma tranportadora sub-contratada emitir um CTRC , o CFOP deverá ser 5.351 / 6.351 ?

- Prestação de serviço de transporte destinado à prestação de serviço de mesma natureza.

Fernando Soares

Usuário Novo

profissãoAssistente Contabilidade
mensagens3
pontos213
membro desde27/02/2009
cidadeSantos - SP
Postada:Terça-Feira, 20 de outubro de 2009 às 12:40:33
Estou iniciando a escrituração de uma nova empresa de Trasporte rodoviario de cargas (Lucro Presumido) , preciso de informações sobre o preenchimento do CTRC no que se refere a composição do frete e o ICMS; E também referente aos lançamentos de entrada de notas fiscais, créditos de ICMS.

Fernando Soares
Helida Maria de Avila Vilela

Usuário Iniciante

profissãoContador(a)
mensagens43
pontos559
membro desde04/12/2009
cidadeMorrinhos - GO
Postada:Segunda-Feira, 15 de fevereiro de 2010 às 10:43:22
Bom dia, a todos!
Estou abrindo uma empresa de comercio atacadista de leite cru e transportadora, sei que o cnae do comercio é 4631.1/00 agora estou com dúvidas quanto a transortadora , pois ele irá comprar do produtor rural, transportar e vender o leite direto para a industria, então gostaria de saber que cnae utilizar para o transporte ( atividade secundária) será que é 5131-4 ou não? Também quero saber quais são os impostos que irei recolher?
Se é tributada ou não, e como devo proceder. A empresa será de lucro presumido.
Helida Maria de Avila Vilela

Usuário Iniciante

profissãoContador(a)
mensagens43
pontos559
membro desde04/12/2009
cidadeMorrinhos - GO
Postada:Segunda-Feira, 15 de fevereiro de 2010 às 10:48:08
corrigindo, o cnae para transportadora posso usar o 4930.2-01
Jose Carlos de Oliveira

Usuário Novo

profissãoContador(a)
mensagens28
pontos322
membro desde23/03/2009
cidadeMogi das Cruzes - SP
Postada:Sexta-Feira, 28 de maio de 2010 às 09:39:51
Bom dia Helida, olha de inicio é bom voce verificar que a essa empresa poder está ou é concertesa obrigada a emissão de nota fisca eletronica, agora todas as empresas que estão com o cnae de atacadista são obrigadas a emissão de NF-e.
Jose Carlos de Oliveira

Usuário Novo

profissãoContador(a)
mensagens28
pontos322
membro desde23/03/2009
cidadeMogi das Cruzes - SP
Postada:Sexta-Feira, 28 de maio de 2010 às 09:44:24
Qanto a transportadora, voce deveria apenas adequar os veículos que transportam o leite de forma a cumprir as exigencias de vigilância sanitária, mesmo porque voce não é uma transportadora propriamente dito, é apenas uma emppresa que compra e revende o leite inatura, e este leite é transportado pelo veículo da propria empresa, portanto não acho necessidade de se criar mais um cnae de transportadora.
Sandro

Usuário Iniciante

profissãoContador(a)
mensagens32
pontos407
membro desde03/06/2010
cidadeCascavel - PR
Postada:Quinta-Feira, 3 de junho de 2010 às 07:09:31
bom dia, lendo acima gerou uma duvida, tenho um cl q era freteiro autonomo e agora abriu sua transportadora (simples Nac) em jan10, fatura media 8mil, fui orientado a utilizar a tabela 1 para arrecadação, este procedimento estah mesmo correto? nao seria prestacao de serviços? Para maiores esclarecimentos, ele faz entrega de mercadorias para uma distribuidora de alimentos.
profissãoContador(a)
mensagens17
pontos112
membro desde27/11/2009
cidadeMogimirim - SP
Postada:Quinta-Feira, 5 de agosto de 2010 às 14:11:37
Boa tarde, por favor, gostaria de saber quando uma transportadora (Simples Nacional) tem ou não substituição tributária! Urgente
Marcelo Gibelle Monje

Usuário Novo

profissãoTécnico Contabilidade
mensagens2
pontos0
membro desde02/08/2010
cidadeAraraquara - SP
Postada:Quinta-Feira, 5 de agosto de 2010 às 20:12:23
Mensagem Editada por Marcelo Gibelle Monje em 05/08/2010 20:18:18
(Regra 14) Mensagem digitada em CAIXA ALTA (CAPS LOCK) ou totalmente formatada (negrito, itálico, etc). por Rogério César em 26/06/2012 14:45:38
fabiana, boa noite!
o único art.que "tratava" da subst. trib. dentro do estado de sp relacionado a transporte "era" o art.317, que foi revogado!
agora transporte paga icms normalmente(não que antes não pagava, mas o tomador era o responsável pelo pagto diante da interpretação do art. sendo deste estado (sp), lucro presumido e real pode se creditar dos insumos(oleo diesel), logo obedece a conta gráfica, débito e crédito, tendo a obrigação do pagamento do mesmo(caso ocorra) ex. de não ocorrer é quando existe estoque de óleo diesel superior ao transporte!
não esquecendo de vossa pergunta, simples nacional esta na mesma situação, deverá ser informado "sem substituição tributária" ao caminhar para o preenchimento da guia. aproveitando a oportunidade, existe várias maneiras de se discutir o pagamento ou não do icms, por exemplo...uma indústria que contrata uma transportadora para transportar um produto cujo objetivo direto é a exportação, poderá ter o icms suspenso para a transportadora......entre outros jeitos.........(recomento uma consulta tributária antes de tomar esta decisão! um grande abraço!!!!!!!!!!!!!!!!!! lembrando que, minha visão nesta simples resposta é unicamente na posição de aluno, sempre algo a aprender!!!!!!!!!
Edna Ione Sampaio

Usuário Novo

profissãoAuxiliar Contabilidade
mensagens16
pontos137
membro desde05/05/2010
cidadeFrancisco Beltrao - PR
Postada:Terça-Feira, 17 de agosto de 2010 às 15:57:07
Boa Tarde...

A aliquota de ICMS informada no CTRF de uma empresa de transporte de carga do simples nacional pode ser considerada como crédito?
Ericke César Cruz

Usuário 3 Estrelas Novas

profissãoEncarregado(a) Custos
mensagens304
pontos3.682
membro desde26/08/2009
cidadeCampo Largo - PR
Postada:Terça-Feira, 17 de agosto de 2010 às 17:21:11
Boa tarde Edna!

Infelizmente não, pois o § 13, art. 23 do RICMS/PR (Decreto 1980/07), restringe a possibilidade de crédito apenas às aquisições de mercadorias, não estendendo a possibilidade do crédito nas aquisições de serviços de transporte, conforme segue:

§ 13. Os contribuintes não optantes do Simples Nacional terão direito a crédito correspondente ao ICMS incidente sobre as suas aquisições de mercadorias de microempresa ou empresa de pequeno porte optante do Simples Nacional, desde que destinadas à comercialização ou industrialização, observado, como limite, o ICMS efetivamente devido pelos optantes do Simples Nacional em relação a essas aquisições, e as disposições do art. 9º-A do Anexo VIII (art. 23, § 1º, da Lei Complementar n. 123/2006).

Att,
Ericke

Para informações sobre SPED e NF-e acesse http://www.spedbrasil.net/ e participe do forum.
Edna Ione Sampaio

Usuário Novo

profissãoAuxiliar Contabilidade
mensagens16
pontos137
membro desde05/05/2010
cidadeFrancisco Beltrao - PR
Postada:Quarta-Feira, 18 de agosto de 2010 às 08:51:33
Obrigada pela resposta...

Att.

Edna.
Marcos

Usuário Novo

profissão
mensagens22
pontos170
membro desde22/10/2010
cidadeCangucu - RS
Postada:Segunda-Feira, 3 de janeiro de 2011 às 16:33:52
Boa tarde.
Gostaria de saber qual o CFOP que devo de usar para uma firma com o ramo de atividade: Transporte Rodoviário de Cargas, tanto para entrada como para saída.
Grato desde já
Daniel de Paiva

Usuário Novo

profissãoEconomista
mensagens1
pontos-3
membro desde24/10/2011
cidadeUba - MG
Postada:Segunda-Feira, 24 de outubro de 2011 às 15:36:12
Olá, produzo carvão em Ubá-MG e gostaria de transportar para o Estado do Rio de Janeiro.
A nota fiscal eu tenho, mas gostaria de saber o que preciso para transportar no caminhão?
Alguma documentação especial, placa, extintor, o motorista precisa de carteira apropriada?

Tem alguma empresa de transportes que faz esse trabalho?

Desde já agradeço a atenção.
Ivo Ricardo Lozekam

Articulista

profissãoConsultor(a)
mensagens28
pontos699
membro desde04/04/2011
cidadePorto Alegre - RS
Postada:Sábado, 17 de dezembro de 2011 às 00:05:56
Caros Amigos,

Chamo a atenção para a carga tributária imposta pelo simples para as empresas de transporte rodoviario de cargas.


Tenho larga experiencia neste segmento, e as margens de lucro neste setor sao muito diminutas, aja visto as despesas com combustiveis, DEPRECIAÇÃO, e juros sobre financiamentos na compra de caminhões.

Aconselho fazer uma previa comparando se a melhor opcao nao seria o lucro real, a qual apesar de ser mais trabalhosa, gera uma sensivel economia ao empresario. Nada mais coerente que parte desta economia sirva para remunerar o aumento de trabalho e obrigacoes que o lucro real exige.

Ivo Ricardo Lozekam
Consultor de Empresas na Área Tributária
Office (51) 2117-1840
Mobile (51) 8112-1977
email ivoricardo@terra.com.br skype: lozekam1
http://www.lozekam.com.br
Brener Lamas de Souza

Usuário Freqüente

profissãoContador(a)
mensagens92
pontos1.024
membro desde11/07/2011
cidadeCoronel Fabriciano - MG
Postada:Terça-Feira, 28 de agosto de 2012 às 15:04:22
so irei destacar iss quando o serviço prestado for no próprio municipio da transportadora?

fora isso serviço intermunicipal e interestadual será destacado ICMS?
Ellem Oliveira

Usuário Novo

profissãoAnalista Fiscal
mensagens1
pontos26
membro desde26/08/2011
cidadeBelo Horizonte - MG
Postada:Terça-Feira, 28 de agosto de 2012 às 16:38:14
Boa tarde!
Tenho um cliente que presta serviços de terraplanagem, carregamento, locação de máquinas e outros serviços relacionados a engenharia e construção civil, agora ele transporta resíduo de cerveja de uma fábrica para uma fazenda, pois o proprietário da mesma mistura esse resíduo junto a ração do gado.Ela não possui cnae de transportadora de cargas, pergunto-lhes: Ela deve cadastrar-se como transportadora ( adquirir o cnae respectivo) e emitir CT-E? Sabem me informar onde encontro a base legal de tudo isso?

Desde já agradeço!
Att,
Ellem Oliveira

Você precisa ser cadastrado para responder mensagens

Quem participa

Facebook

Receba Novidades


POSTS RELACIONADOS

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

Quem participa

Facebook


Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários e visitantes deste site, tudo nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Página carregada em 0.58 segundos.

Site desenvolvido por
Julio Guimaraes | Rogério César