Contábeis o portal da profissão contábil

23
Abr 2014
13:13

BUSCAR NO FÓRUM

buscar


Escrituração Nota Entrada e Saida

35respostas
15.671acessos
  

mostrando página 1 de 2
1 2

POSTS RELACIONADOS

Augusto Coelho da Silva

Usuário Novo

profissãoAnalista Fiscal
mensagens28
pontos311
membro desde16/05/2009
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Sexta-Feira, 16 de outubro de 2009 às 12:55:07
Pessoal, boa tarde.

Estou com dúvidas quanto a Escrituração Fiscal de uma empresa.
A empresa é Simples Nacional e faz compra de mercadorias para revenda. Ainda nao foi instalado o cupom fiscal, portanto ele emite somente a nota fiscal para consumidor.

Minha dúvida é a seguinte. Na escrita eu faço a entrada dessas mercadorias já na saida como eu lanço?
Até o momento nao fiz nenhum lançamento, mas ai fica estranho, pois só tenho as entradas e nao tenho a saída.

Se alguém puder ajudar eu agradeço.

Obrigado.
Luziane Assunção

Usuário Novo

profissãoGerente Contabilidade
mensagens20
pontos163
membro desde23/01/2008
cidadeValenca - BA
Postada:Sexta-Feira, 16 de outubro de 2009 às 13:26:54
Augusto eu tbm fiz essa pergunta,e resposta da minha pergunta no link de Contabilidade geral,ente lá e veja se a resposta é suficiente pra vc.

Boa sorte.

Qualquer coisa faça de nova a pergunta ,até você tiver satisfeito da resposta.
Augusto Coelho da Silva

Usuário Novo

profissãoAnalista Fiscal
mensagens28
pontos311
membro desde16/05/2009
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Sábado, 17 de outubro de 2009 às 19:05:22
Boa noite Luziane.
Você tem o tópico desse assunto?

Obrigado.
Edimar Zambianco

Usuário 5 Estrelas Novas

profissãoConsultor(a)
mensagens467
pontos2.476
membro desde31/08/2009
cidadeLaranjal Paulista - SP
Postada:Segunda-Feira, 19 de outubro de 2009 às 08:27:51
Bom dia Augusto tudo bem com você?
Você deve sim fazer todas as entradas da empresa.
AVISO : Se a empresa esta tendo saida de produtos /serviços, você obrigatoriamente tem que infoamar a entrada.
De inicio você deve criar um estoque para justificar todas as saidas.
AVISO: o emissor de cupom fiscal deve ser instalado se a receita mensal da empresa ultrapassar os 120 mil reais.

Augusto. por favor entre em contato qualquer dúvida!

abraço

velimpeza@hotmail.com
15 81015365
Augusto Coelho da Silva

Usuário Novo

profissãoAnalista Fiscal
mensagens28
pontos311
membro desde16/05/2009
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Quarta-Feira, 21 de outubro de 2009 às 12:44:57
Boa tarde Edimar.

Obrigado pela resposta e entendi o que você falou.

O que quis dizer é o seguinte:

Eu lanço as notas de entrada como material para revenda na escrita fiscal. Minha dúvida é quanto a saida, por exemplo, o meu cliente emite somente nota consumidor pois ainda nao está obrigado a emissão do ECF. Só que nao emite para todas as notas. Minha dúvida é quanto a saida desses produtos que dei entrada como revenda entendeu?
Pois a Nota de consumidor nao é escriturada no livro fiscal, correto?
profissãoAnalista Fiscal
mensagens15
pontos93
membro desde08/10/2009
cidadeAmericana - SP
Postada:Quarta-Feira, 21 de outubro de 2009 às 14:14:04
Boa tarde Augusto, vamos ver se posso te ajudar.

Costumo efetuar o lançamento normal das nfs de saída modelo 2 (Série D ??) no livro registro de saída (valor contábil-outras, cfop 5102), apesar de não ter obrigatoriedade, pois é mais fácil pra gerar os devidos impostos, transmitir o arquivo da nf paulista, entre outros. Temos isso como padrão no nosso escritório.

Não sei se te ajudei.

Abraço

Rosa Mônica
msn: rm_shalves@hotmail.com
Edimar Zambianco

Usuário 5 Estrelas Novas

profissãoConsultor(a)
mensagens467
pontos2.476
membro desde31/08/2009
cidadeLaranjal Paulista - SP
Postada:Quinta-Feira, 22 de outubro de 2009 às 08:25:04
Bom dia Gustavo!

Eu nao entendi quando vc disse que seu cliente só emite nota de consumidor e as mesmas nao podem ser escrituradas!
por favor, explique ok?

Pelo meu entendimento, mesmo que você mesme de a entrada com a nota da sua empresa, pq o cliente nao emite nota fiscal, a saida desssa mercadoria será normal, pois a entrada esta comprovada!

qqer duvida, só perguntar, um abraço

velimpeza@hotmail.com
15 81015365
Augusto Coelho da Silva

Usuário Novo

profissãoAnalista Fiscal
mensagens28
pontos311
membro desde16/05/2009
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Quinta-Feira, 22 de outubro de 2009 às 12:44:33
Edimar, acho que me expressei mal.

Por exemplo. Fiz compra de mercadoria. Registro como a entrada dessa mercadoria com o cfop 1.102 (compra para comercialização).

Já na saída, eu vendo para os consumidores. Deveria emitir cupom fiscal ou nota fiiscal modelo 2 Série D. No caso, meu cliente nao emite para todas as saídas a nota fiscal. Como ficaria nesse caso?

Por exemplo, se vem uma fiscalização, o fiscal nao pode argumentar que eu tenho entradas dessas mercadorias e nao tenho a saida, uma vez que tenho que comercializar?

E se emito a série modelo 2, eu escrituro no meu livro de saída? Já li que nao tem que escriturar esse tipo de nota mas como nossa colega Rosa disse ela faz a escrituração.

Eu quero ver sua resposta Edimar mas acho que fiz confusão. Acabei de consultar no site da IOB, é que como eu faço o livro registro de entradas, lá nao pode lançar cupom fiscal, nota consumidor. Já na saída pode né?

Desculpe se confundi.
Edimar Zambianco

Usuário 5 Estrelas Novas

profissãoConsultor(a)
mensagens467
pontos2.476
membro desde31/08/2009
cidadeLaranjal Paulista - SP
Postada:Quinta-Feira, 22 de outubro de 2009 às 13:21:21
Boa tarde!

VocÊ esta correto, se possue entrada o seu cliente tem que ter saida disso, o fisco pode questionar, ainda mais se o mesmo nao tiver estoque dessas entradas.

Você comprando , pode vender sim ao consumidor com nota fiscal modelo d-2 , d-1 , .. se vocÊ nao tem emissor de ecf pode utilizar o talãozinho sem problemas.

Depois vc irá registrá-los no livro de saida da empresa, normal!

nao esqueça de informar o redf dessas notas ok

abraço

velimpeza@hotmail.com
15 81015365
Augusto Coelho da Silva

Usuário Novo

profissãoAnalista Fiscal
mensagens28
pontos311
membro desde16/05/2009
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Segunda-Feira, 26 de outubro de 2009 às 20:16:03
Edimar obrigado pela resposta e obrigado aos outros colegas.

Realmente acabei confundindo as coisas. Li em algum outro tópico que empresas do simples nao precisam fazer a escrituração do livro de saida, mas creio que irei fazer para ficar uma coisa mais "coerente".

abraços.
Janaína Santana

Usuário Novo

profissãoCoordenador(a) Fiscal
mensagens8
pontos43
membro desde06/03/2009
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Sexta-Feira, 30 de outubro de 2009 às 15:21:50
Boa Tarde!!!

Estou fazendo a escrituração de uma empresa optante do Simples, porém, estou fazendo a escrituração em livro manual, pq meu sistema perdeu todos os dados dos ultimos anos e o livro de 2004 em diante sumiram, então estou fazendo novamente. E como a empresa só tem autorização para escrituração eletronica a partir de 2008, de 2004 a 2007 tenho q fazer manual.
A dúvida é a seguinte: no sistema (ao menos no q eu uso) as entradas são lançadas no valor contábil e turbo 3 (outras), e as saídas em valor contábil e turbo 1 (simples nacional) , onde ele cai em base de calculo, só. No livro manual, como devo proceder????? Com as entradas lanço em valor contábil e outras como no sistema eletronico????? E as saídas?????
Até cheguei a fazer livros manuais, mas sinceramente não me recordo como eram feitos, faz tanto tempo. E a empresa sempre foi simples, era Simples Federal e agora Nacional.
Me ajudem por favor.
Claudio Brandão

Usuário Novo

profissãoEncarregado(a) Fiscal
mensagens24
pontos246
membro desde16/04/2009
cidadeAracaju - SE
Postada:Segunda-Feira, 2 de novembro de 2009 às 02:22:26
Ola Pessoal preciso de Ajuda!!
É o seguinte tenho um cliente que é Prestador de Serviço e também possui Inscrição Estadual.
Ele esta precisando sair aqui do Estado para prestar serviço em outro Estado, e precisar levar a mercadoria para utilizar na prestação de serviço.
Eu gostaria de saber qual o CFOP que o mesmo deve usar na NF para a companhar a mercadoria e o que sobrar retornar.

Grato
Edimar Zambianco

Usuário 5 Estrelas Novas

profissãoConsultor(a)
mensagens467
pontos2.476
membro desde31/08/2009
cidadeLaranjal Paulista - SP
Postada:Terça-Feira, 3 de novembro de 2009 às 11:06:22
Bom dia Janaina!

Utilizando o sistema eletronico ou não a escrituração da simples nacional ... saida e entrada, deverá seguir o padrão valor contábil e outras!

Salvo algumas excessões onde deve fazer constar no caso de entradas o valor do icms ret. por s.t. , etc
mais , via de regra, vc vai seguir o padrão do seu sistema!

abraço

velimpeza@hotmail.com
15 81015365
Paula Marcia

Usuário Novo

profissãoSuporte Técnico
mensagens2
pontos14
membro desde30/08/2010
cidadeUberlandia - MG
Postada:Segunda-Feira, 30 de agosto de 2010 às 14:12:59
Quando existe nota fiscal Serie D emitida para CNPJ esta deve ou não ser lançada no sistema de informação da empresa?!!! Este lançamento pode ser feito como material de consumo? Se não qual seria a maneira correta?!!!
Marcia

Usuário Freqüente

profissãoContador(a)
mensagens98
pontos660
membro desde12/04/2010
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Quarta-Feira, 1 de setembro de 2010 às 15:35:35
Boa tarde!
Faço a escrituração fiscal de uma empresa ainda manuscrita, gostaria de começar a fazer pelo sistema mecanizado(eletronico).Preciso pedir autorização em algum orgão competente, ou posso começar a lançar as notas no livro do meu sistema?Por exemplo: lançei manualmente as notas de entradas até Julho /2010 e agora gostaria de passar a fazer no computador.A Empresa é simples nacional. Só faço a escrituração manual das entradas as saídas eu lanço no PC para enviar os arquivos do nfpaulista.Muito Obrigada a todos!
Abçs
Márcia
Renato

Usuário Ativo

profissãoTécnico Contabilidade
mensagens127
pontos889
membro desde27/03/2009
cidadeGuarulhos - SP
Postada:Sexta-Feira, 15 de outubro de 2010 às 14:16:41
Boa tarde,

tambem tenho a mesma dúvida da Marcia, alguem saberia informar se é necessário autorização para fazer a escrituração em sistema eletrônico ?

Obrigado

Edimar Zambianco

Usuário 5 Estrelas Novas

profissãoConsultor(a)
mensagens467
pontos2.476
membro desde31/08/2009
cidadeLaranjal Paulista - SP
Postada:Segunda-Feira, 18 de outubro de 2010 às 21:46:21
Boa noite,
Vocês precisam se atentar da forma em que o livro registro de entrada e saida será feito.
Se o sistema interno (eletronico) emitir um relatório que conste os livros, sem problema algum.

Porque uma coisa é lançar as notas no sistema
A outra é quanto ao registro no livro fiscal da empresa

Qualquer dúvida me escrevam
Obrigado

velimpeza@hotmail.com
15 81015365
Marcia

Usuário Freqüente

profissãoContador(a)
mensagens98
pontos660
membro desde12/04/2010
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Terça-Feira, 19 de outubro de 2010 às 09:08:26
Bom Dia Edimar!!

Sim , meu sistema vai imprimir os livros para serem registrados posteriormente.!

Então a minha dúvida seria mesmo, quanto se devo informar/e ou pedir autorização no posto fiscal eletronico para começar e imprimir os livros pelo meu sistema eletronico.

Muito obrigada pela sua atenção!
Abçs
Edimar Zambianco

Usuário 5 Estrelas Novas

profissãoConsultor(a)
mensagens467
pontos2.476
membro desde31/08/2009
cidadeLaranjal Paulista - SP
Postada:Terça-Feira, 19 de outubro de 2010 às 21:55:34
Boa noite Marcia.
Não precisa não.

De modo geral as empresa posuem o livro de registro m-6 .
Voce pode fazer uma resalva nesse livro com as datas corretas do inicio e termino do manual e inicio do automático , e lavrar um termo bem simple para que fique registrado,

Abraço

velimpeza@hotmail.com
15 81015365
Julio Cesar R. de Camargo

Usuário Iniciante

profissãoContador(a)
mensagens52
pontos411
membro desde30/04/2008
cidadeNatercia - MG
Postada:Quarta-Feira, 20 de outubro de 2010 às 10:04:09
Bom dia!

Uma entidade beneficente não é obrigada a entregar o SPED, pois não é optante pelo lucro real, mas precisa fazer escrituração fiscal por realizar bazares beneficentes.
Será que poderia adotar livros fiscais escritos a mão, sem entrega do Sintegra?

Obrigado.
Marcia

Usuário Freqüente

profissãoContador(a)
mensagens98
pontos660
membro desde12/04/2010
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Quarta-Feira, 20 de outubro de 2010 às 10:18:20
Bom Dia a todos!!

Obrigada Edimar pela sua atenção a minha pergunta!!Me ajudou mto!

Abços
Edimar Zambianco

Usuário 5 Estrelas Novas

profissãoConsultor(a)
mensagens467
pontos2.476
membro desde31/08/2009
cidadeLaranjal Paulista - SP
Postada:Quarta-Feira, 20 de outubro de 2010 às 21:51:26
Boa noiite Julio

O sintegra em via de fato serve mais para operações entre os estados.
Mais em todo caso vc pode sim adotar escrituração a mão.

um abraço

velimpeza@hotmail.com
15 81015365
Carla Pitomba

Usuário Novo

profissãoAssistente Tributário
mensagens5
pontos66
membro desde15/10/2010
cidadeVitoria - ES
Postada:Quinta-Feira, 21 de outubro de 2010 às 11:01:20
Bom dia,

Temos um cliente que no mês de setembro não mandou a NF de entrada para contabilidade ficou pendente pois estava aguardando posição do fornecedor em funcão do preço acima do pedido de compra, porém esta NF foi enviada no arquivo sintegra do mês 09/2010. O que posso fazer com esta NF? já que ela foi no sintegra do mês de setembro e o credito de ICMS também não foi aproveitado.

Obrigado!
Julio Cesar R. de Camargo

Usuário Iniciante

profissãoContador(a)
mensagens52
pontos411
membro desde30/04/2008
cidadeNatercia - MG
Postada:Quinta-Feira, 21 de outubro de 2010 às 11:25:00
Bom dia!

Obrigado Edimar pelo esclarecimento!

Abraços
Edimar Zambianco

Usuário 5 Estrelas Novas

profissãoConsultor(a)
mensagens467
pontos2.476
membro desde31/08/2009
cidadeLaranjal Paulista - SP
Postada:Quinta-Feira, 21 de outubro de 2010 às 21:20:14
Boa noite Carla,
O escritório é obrigado a escriturar essa nota em atraso
e se tiver que retificar algum imposto ou gia é melhor!

abraço

velimpeza@hotmail.com
15 81015365
Carla Pitomba

Usuário Novo

profissãoAssistente Tributário
mensagens5
pontos66
membro desde15/10/2010
cidadeVitoria - ES
Postada:Sexta-Feira, 22 de outubro de 2010 às 08:12:25
Bom dia,

Obrigado pela ajuda Edimar.

Abraço
Lilian Silva

Usuário Novo

profissãoAuxiliar Escrita Fiscal
mensagens20
pontos169
membro desde18/07/2009
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Sexta-Feira, 13 de maio de 2011 às 09:29:23
Bom dia,

Temos uma empresa lucro real que tem notas de meses anteriores que não foram escrituradas, alguém tem uma legislação que autoriza essa escrituração e aproveitamento do crédito de Pis e Cofins.

Obrigada
Thamara Freitas

Usuário Novo

profissãoAuxiliar Escritório
mensagens7
pontos297
membro desde14/03/2011
cidadeCampinas - SP
Postada:Sexta-Feira, 13 de maio de 2011 às 15:38:25
Boa tarde

faço escrituração fiscal de um cliente que faz parte do Simples Nacional.
estou com uma nota de entrada desse cliente com dois codigos, 5102 e 5405.
(na mesma nota)
como faço essa escrituração?

valor total dos produtos:18.815,72
base de calculo icms:15.961,35
valor do icms: 2.873,04
valor do frete: 75,02
desconto:1,22
outras despesas acessorias:1,48
valor total da nota: 18.891,00

Desde já agradeço


Adalberto José Pereira Junior

Consultor Especial

profissãoContador(a)
mensagens2.317
pontos26.860
membro desde27/01/2010
cidadeSerrana - SP
Postada:Sábado, 14 de maio de 2011 às 10:09:10
Thamara,

Você deve fazer dois lançamentos, um para cada tipo de operação.

Art. 214

§ 3º - Os registros serão feitos documento por documento, desdobrados em tantas linhas quantas forem as alíquotas do imposto e as naturezas das operações ou prestações, segundo o Código Fiscal de Operações e Prestações, nas colunas próprias, ...

Fonte: Art. § 3º, do Art. 214, do RICMS/2000

Att.
Adalberto

Adalberto José Pereira Junior
Consultoria/Assessoria Tributária
adalbertojr.consultor@gmail.com
(16) 99263-0266
Thamara Freitas

Usuário Novo

profissãoAuxiliar Escritório
mensagens7
pontos297
membro desde14/03/2011
cidadeCampinas - SP
Postada:Segunda-Feira, 16 de maio de 2011 às 10:02:02
Bom dia

Obrigada pela ajuda Adalberto


mostrando página 1 de 2
1 2

Você precisa ser cadastrado para responder mensagens

Quem participa

Facebook

Receba Novidades


POSTS RELACIONADOS

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

Quem participa

Facebook


Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários e visitantes deste site, tudo nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Página carregada em 1.16 segundos.

Site desenvolvido por
Julio Guimaraes | Rogério César