Momento Contábeis

Prazo para a entrega do SPED/ECF | Fiscalização do eSocial | Resultado do primeiro exame do CFC 2018

Contábeis o portal da profissão contábil

22
Jul 2018
13:35
você está em:

FÓRUM CONTÁBEIS » Contabilidade

BUSCAR NO FÓRUM

buscar


Sonegação Fiscal - Procedimentos Contábeis

2respostas
239acessos
  

Marcel Oliveira

Usuário Novo

profissãoContador(a)
mensagens2
pontos61
membro desde09/07/2015
cidadePetropolis - RJ
Postada:Quinta-Feira, 12 de julho de 2018 às 18:43:19
Boa noite!

Preciso da ajuda dos colegas para proceder corretamente com os referidos lançamentos contábeis.
Meu cliente sofreu uma fiscalização pela Receita Federal a qual, constatou sonegação de Receitas em alguns anos.
Como exemplo, para ilustrar minha dúvida, segue abaixo:

Ano 2013 - Receita omitida 30.000,00 - Imposto sonegado e corrigido: 18.000,00
Ano 2014 - Receita omitida 20.000,00 - Imposto sonegado e corrigido: 7.000,00
Totais: Receita 50.000,00 e Imposto sonegado 25.000,00

Lancei os 25.000,00 no Exigível a Longo Prazo. (cliente está fazendo um parcelamento a perder de vista..)
Seria correto lançar os 50.000,00 em Ajuste de Exercícios Anteriores?
E com isso muito provavelmente, aumentará o Lucro de 2018 e consequentemente a distribuição de lucros aos sócios, no próximo ano. Está correto?
Muito obrigado,
Marcel Oliveira
profissãoContador(a)
mensagens100
pontos603
membro desde20/03/2018
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Segunda-Feira, 16 de julho de 2018 às 17:25:22
Marcel,

Se você fizer o registro do R$ 50.000,00 em ajuste de anos anteriores terá de criar um Ativo. Que ativo será esse? Se você responder que é "Caixa" vc terá um problema, pois a contabilidade estará mostrando um saldo sem correspondência com os recursos (o dinheiro). Então, você terá que ajustar a conta "Caixa" e para isso terá de determinar onde esse dinheiro foi parar e fazer e fazer o registro dos fatos na mesma conta de Ajustes de Exercícios anteriores. Pense nisso.
profissãoContador(a)
mensagens4.429
pontos33.389
membro desde21/02/2010
cidadeBelo Horizonte - MG
Postada:Segunda-Feira, 16 de julho de 2018 às 22:57:08
Bom dia Marcel.

O sr não precisa colocar a Receita informada como sonegada e sim a multa aplicada, salvo se por exemplo: seu cliente falou com o sr que apurou ganhou 10.000,00, mas ai ele não lhe passou todos os extratos e justo neles estão esta diferença.

Como mencionado por nosso amigo Edmar, neste caso seria criado um novo ativo (uma nova conta bancária por exemplo).

Poderia ser ate caixa, mas neste caso deveria - comprovar a real existência deste dinheiro.

att

Contador CRC MG 106412/O - Perito Contábil CNPC 087 - Avaliador Imobiliário CNAI 23358
Pericias financeiras; apuração de haveres e avaliação de empresas;
Especialista em 3º Setor e em fusões, cisões e incorporações;
http://www.prosperarecontabil.com.br


Você precisa ser cadastrado para responder mensagens

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

POSTS RELACIONADOS

conheça mais

Facebook


x

CADASTRE-SE
GRATUITAMENTE

e faça parte da maior
comunidade contabil
da internet brasileira

x

Faça parte da maior
comunidade da internet
brasileira
, e receba nosso
conteúdo gratuitamente

CADASTRE-SE GRÁTIS

ENVIAR

Ao se cadastrar, você aceita os termos de uso do portal Contábeis.

CADASTRE-SE COM AS REDES SOCIAIS

x

OLÁ ROGÉRIO

vocÊ sabia que você pode
enviar artigos pelo site ?

x

digite seu email ao lado
para receber a senha
em sua caixa de entrada.

RECUPERAR MINHA SENHA

ENVIAR
x

Parabéns!

Veja os próximos passos
para aproveitar tudo o que
preparamos para você.

x

Cadastro efetuado com sucesso !
Enviamos para seu e-mail os procedimentos para confirmação de seu cadastro.
Ele será concluído depois que você fizer a confirmação via e-mail.

Caso não tenha recebido:

* Aguarde mais alguns minutos.
* Verifique sua pasta de spam (ou lixo eletrônico).
* Solicite o reenvio da mensagem de confirmação clicando aqui.

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso.

Site desenvolvido por
Julio Guimarães | Rogério César