Contábeis o portal da profissão contábil

27
Ago 2014
20:09

BUSCAR NO FÓRUM

buscar


Impostos

10respostas
18.836acessos
  

POSTS RELACIONADOS

Wagner Augusto de Godoy

Usuário Iniciante

profissãoContador(a)
mensagens43
pontos501
membro desde15/09/2006
cidadeRio das Pedras - SP
Postada:Terça-Feira, 15 de maio de 2007 às 13:48:03
boa tarde

gostaria de saber como faço para descobrir a porcentagem dos impostos de uma empresa ***nao optante pelo simples***

(pis, cofins. csll, irpj)
Paulo da Costa Machado

Usuário Estrela Dourada

profissãoContador(a)
mensagens1.402
pontos8.515
membro desde09/08/2006
cidadeRio de Janeiro - RJ
Postada:Terça-Feira, 15 de maio de 2007 às 14:00:48
Olá, Wagner: Pis 0,65 s/ faturamento, Cofins 3% s/ faturamento, IRPJ (Lucro Presumido) é 15% de 8% do faturamento, CSLL 12% da receita bruta nas atividades comerciais, industriais, serviços hospitalares e de transporte;

32% para:

a) prestação de serviços em geral, exceto a de serviços hospitalares e transporte;

b) intermediação de negócios;

c) administração, locação ou cessão de bens imóveis, móveis e direitos de qualquer natureza.

Quando o jogo termina o peão e o rei vão prá mesma caixa.
Wagner Augusto de Godoy

Usuário Iniciante

profissãoContador(a)
mensagens43
pontos501
membro desde15/09/2006
cidadeRio das Pedras - SP
Postada:Quarta-Feira, 16 de maio de 2007 às 14:41:01
boa tarde

gostaria de saber tambem se alicota do csll é 12% direto do faturamento bruto de uma empresa atividades comerciais.



att
Paulo da Costa Machado

Usuário Estrela Dourada

profissãoContador(a)
mensagens1.402
pontos8.515
membro desde09/08/2006
cidadeRio de Janeiro - RJ
Postada:Quarta-Feira, 16 de maio de 2007 às 14:58:02
Olá Wagner: Os impostos sobre as vendas são os seguintes:

- Federais: IR - PIS - COFINS - CSLL - IPI (Indústria);
- Estadual: ICMS;
- Municipal: ISS.

Esses impostos são calculados da seguinte forma:

- Lucro Presumido (para empresas comerciais e industriais): IR = 1,2%; - PIS = 0,65% - COFINS = 3% - CSLL = 1,08% sobre o valor das vendas.

Se a empresa estiver no regime do Simples, esses impostos são recolhidos mediante uma tabela que vai de 3% a 8,6%.

- ICMS = de 0% a 25% sobre o valor da venda, menos o valor do crédito de ICMS sobre a compra.

Se a empresa estiver no simples paulista, pagará 0% ou 2,15% ou 3,10% sobre o valor da venda.

PS: No Lucro Presumido a alíquota da CSLL é 12% de 9% do faturamento, o que vem a ser 1,08% do faturamento.

Quando o jogo termina o peão e o rei vão prá mesma caixa.
Pedro Ferrari

Usuário Ativo

profissãoAuxiliar Contabilidade
mensagens133
pontos722
membro desde07/05/2007
cidadeSao Caetano do Sul - SP
Postada:Quinta-Feira, 17 de maio de 2007 às 09:15:14
Wagner , so uma simplificada ((LP - tabela ))

Imposto Alíquota
PIS 0,65% sobre o faturamento
COFINS 3% sobre o faturamento
ISS 5% sobre o faturamento (1)
Imposto de Renda (IRPJ) 4,8% sobre o faturamento (2)
Contribuição Social (CSLL) 2,88% sobre o faturamento (3)
CPMF Máxima 0,38% sobre o faturamento (4)
Total 16,71% sobre o faturamento

(1) Depende da cidade. Tomamos como base o ISS usado na maioria das cidades brasileiras.

(2) Para o Imposto de Renda e a Contribuição Social, há basicamente duas modalidades de recolhimento: Lucro Real e Lucro Presumido. No Lucro Real paga-se 15% sobre o lucro (e não sobre o faturamento) até um lucro de R$ 20.000. Se a empresa tiver um lucro acima de R$ 20.000, paga-se 15% sobre R$ 20.000 e 25% sobre o lucro acima de R$ 20.000. Já no Lucro Presumido, paga-se 4,8% sobre o faturamento. Optamos por supor uma empresa usando o regime de Lucro Presumido por alguns motivos, o principal é que em empresas de serviço de informática normalmente paga-se menos imposto usando este regime tributário, além de facilitar a nossa compreensão da matéria, visto que teríamos de arbitrar um lucro para o cálculo do imposto de renda o regime de Lucro Real. Este regime só vale à pena se o lucro da empresa é baixo.


(3) Idem. No regime de Lucro Real a alíquota é de 9% sobre o lucro (e não sobre o faturamento). Já no regime de Lucro Presumido a alíquota é de 2,88% sobre o faturamento.

(4) Embora a CPMF incida sobre saques na C/C de bancos, devemos inclui-la aqui. Veja que colocamos "máxima". Se todo o faturamento da empresa for depositado no banco, então pagaremos a CPMF sobre todo o faturamento, já que mais cedo ou mais tarde o dinheiro sairá da C/C para efetuar pagamentos. Se parte do faturamento for recebido em dinheiro vivo e este for usado no pagamento de contas, salários, etc sem passar por uma C/C, então pagaremos menos CPMF. Por outro lado, se a empresa fizer empréstimos bancários, estes estarão sujeitos a CMPF, ou seja, a empresa pagará mais do que 0,38% sobre o faturamento.
Wagner Augusto de Godoy

Usuário Iniciante

profissãoContador(a)
mensagens43
pontos501
membro desde15/09/2006
cidadeRio das Pedras - SP
Postada:Sexta-Feira, 18 de maio de 2007 às 07:53:41
bom dia


surgiu uma duvida

IR é 4,8

15% de 8% ou seja 1,2

sobre a prestacao de servicos


att
Pedro Ferrari

Usuário Ativo

profissãoAuxiliar Contabilidade
mensagens133
pontos722
membro desde07/05/2007
cidadeSao Caetano do Sul - SP
Postada:Sexta-Feira, 18 de maio de 2007 às 12:45:59
Wagner ,

4,8% s/faturamento ( lucro presumido ).
Maria Joana Ferreira

Usuário Novo

profissão
mensagens23
pontos321
membro desde30/06/2010
cidadeCuiaba - MT
Postada:Segunda-Feira, 1 de novembro de 2010 às 11:03:08
Bom dia, gostaria que me instruissem nesta duvida:
estou pegando uma empresa prestadora de serviço de agencia de publicidade e propaganda, o cliente esta querendo fechar a mesma pois o imposto é muito alto, esta enquadrada no lucro presumido, e seu faturamento é baixo (nao chequei a ver seu faturamento). Posso estar abrindo uma outra empresa (simples), com andamento de fechamento dessa prestadora? com os mesmos socios? aguardo resposta.

Joana
Saulo Heusi

Usuário VIP

profissão
mensagens18.616
pontos159.651
membro desde24/07/2006
cidade
Postada:Segunda-Feira, 1 de novembro de 2010 às 13:16:10
Boa tarde Maria,

As atividades discriminadas na CNAE 7311-4/00 Agência de Publicidade e Propaganda, consta entre as elencadas no Anexo I do Resolução CGSN 6/2007 como atividade impeditiva a opção pelo Simples Nacional.

Vale dizer que a tributação pela sistemática do Lucro Presumido é a única alternativa que lhe resta, haja vista que tributá-la pelo Lucro Real pode se tornar ainda mais oneroso.

...
Camila

Usuário Novo

profissãoContador(a)
mensagens17
pontos111
membro desde06/05/2010
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Terça-Feira, 22 de fevereiro de 2011 às 16:17:36
Tenho dúvida em relação aos produtos que são alíquota zero na posição 1901.20.00, se é só a pré-mistura para fabricação de pão do tipo comum ou se todas as mercadorias classificadas na posição 1901.20.00. E prosseguindo a pergunta, gostaria de saber se a alíquota interna de 12% mencionada no artigo 54 inciso III do RICMS, aplica-se, no caso da mistura, somente àquela para fabricação do pão tipo comum, ou qualquer produto classificado na posição 1901.20.00??? No geral... o EX da TIPI acaba gerando dúvidas.
Obrigada,
Camila

profissãoAnalista Sistemas
mensagens5
pontos135
membro desde28/08/2012
cidadeBrasilia - DF
Postada:Quinta-Feira, 6 de setembro de 2012 às 13:49:48
Senhores boa tarde.
Empresa individual de informatica. Trata-se de contratação no regime de PJ, o que dá para fazer para pagar menos imposto no simples, qual e a melhor CNAE para esta? O serviço e prestado dentro da empresa, mas pode ser discriminado qualquer coisa na nota, preciso saber o que dá para fazer pelo cliente.

Cláudio Polónia

Você precisa ser cadastrado para responder mensagens

Quem participa

Facebook

Receba Novidades


Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

POSTS RELACIONADOS

Quem participa

Facebook


Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários e visitantes deste site, tudo nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Página carregada em 0.55 segundos.

Site desenvolvido por
Julio Guimaraes | Rogério César