MOMENTO CONTÁBEIS

Distribuição dos lucros do FGTS | Redução de alíquotas para industrias PME | Envelhecimento populacional | CONBCON 2018

Contábeis o portal da profissão contábil

20
Aug 2018
20:53

Estado dispõe sobre a suspensão de restrições cadastrais

Portaria SEFAZ-MA 140/2018

data: 10/05/2018 - 338 acessos

PORTARIA 140 SEFAZ, DE 24-4-2018
(DO-MA DE 30-4-2018)

CADASTRO - Restrição

Estado dispõe sobre a suspensão de restrições cadastrais
Esta Portaria dispõe sobre a suspensão provisória das restrições cadastrais e fiscais relativas aos créditos tributários decorrentes dos incentivos e dos benefícios fiscais ou financeiro-fiscais, relacionados ao ICMS, incluídos no Anexo da Portaria 103 SEFAZ/2018, que serão objeto de remissão na forma prevista na Lei Complementar 160/17 e no Convênio ICMS 190/17.


O SECRETÁRIO DE ESTADO DA FAZENDA, no uso de suas atribuições legais, e na forma prevista na Lei Complementar 160/17 e no Convênio ICMS 190/17, e,
Considerando o disposto no inciso I do artigo 1º da Lei Complementar 160/17 e na cláusula primeira do Convênio ICMS 190/17, que dispõem sobre a remissão dos créditos tributários decorrentes dos benefícios fiscais instituídos em desacordo com o disposto na alínea "g" do inciso XII do § 2o do art. 155 da CF, bem como o disposto no Anexo da Portaria 103/18-GABIN, que contém a relação dos atos normativos cujos créditos tributários serão remitidos.
RESOLVE
Art. 1º As restrições cadastrais e fiscais relativas aos créditos tributários decorrentes dos benefícios fiscais incluídos no Anexo da Portaria 103/18 - GABIN, ficarão suspensas provisoriamente até a aplicação final da remissão de que trata a Lei Complementar 160/17 e o Convênio ICMS 190/17.
Parágrafo único. Os créditos tributários que não forem objeto da remissão de que trata o caput deste artigo não terão as suas restrições cadastrais e fiscais suspensas.
Art. 2º O disposto nesta Portaria se estende também às restrições cadastrais e fiscais relativas aos créditos tributários decorrentes de atos que não se encontrem mais em vigor.
Art. 3º A suspensão alcança as restrições cadastrais e fiscais de créditos tributários:
I - decorrentes de decisões administrativas transitadas em julgado;
II - inscritos em dívida ativa;
III - incluídos como "dívida pendente" na conta corrente do sujeito passivo;
IV - de imposto declarado e não pago;
V - nas hipóteses previstas no Convênio ICMS 190/17, quando for o caso.
Art. 4º A suspensão das restrições cadastrais e fiscais ficará condicionada:
I - a pedido do sujeito passivo demonstrando que a restrição está relacionada a crédito tributário alcançado pela remissão de que trata a Lei Complementar 160/17 e o Convênio ICMS 190/17;
II - a que o crédito tributário seja relativo a ato normativo relacionado no Anexo da Portaria 103/18-GABIN
Art. 4º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.
MAGNO VASCONCELOS PEREIRA
Secretário de Estado da Fazenda, Em Exercício
Comentários
MATÉRIAS RELACIONADAS

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

Facebook

conheça mais

x

CADASTRE-SE
GRATUITAMENTE

e faça parte da maior
comunidade contabil
da internet brasileira

x

Faça parte da maior
comunidade da internet
brasileira
, e receba nosso
conteúdo gratuitamente

CADASTRE-SE GRÁTIS

ENVIAR

Ao se cadastrar, você aceita os termos de uso do portal Contábeis.

CADASTRE-SE COM AS REDES SOCIAIS

x

OLÁ ROGÉRIO

vocÊ sabia que você pode
enviar artigos pelo site ?

x

digite seu email ao lado
para receber a senha
em sua caixa de entrada.

RECUPERAR MINHA SENHA

ENVIAR
x

Parabéns!

Veja os próximos passos
para aproveitar tudo o que
preparamos para você.

x

Cadastro efetuado com sucesso !
Enviamos para seu e-mail os procedimentos para confirmação de seu cadastro.
Ele será concluído depois que você fizer a confirmação via e-mail.

Caso não tenha recebido:

* Aguarde mais alguns minutos.
* Verifique sua pasta de spam (ou lixo eletrônico).
* Solicite o reenvio da mensagem de confirmação clicando aqui.

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso.

Site desenvolvido por
Julio Guimarães | Rogério César