Contábeis o portal da profissão contábil

30
Jul 2016
21:35

Login

entrar lembrar
Cadastre-se Grátis
você está em:

Informações » Notícias

Prejuízos disfarçados de lucros: como saber se sua empresa está no caminho certo?

O ano de 2015, com certeza, foi um ano que muitos brasileiros desejam esquecer.

postado 15/02/2016 17:06:51 - 1.491 acessos

Com uma época marcada por escândalos políticos e pela maior recessão econômica desde a década de 80, de um período para cá, outro problema voltou a assombrar os brasileiros: a inflação.

A alta dos preços não prejudica apenas o poder de compra do consumidor, mas também os lucros das empresas, pois os sindicatos exigem reposição inflacionária para os funcionários, os fornecedores também repassam os reajustes inflacionários para o empresário, e, muitas vezes, a pequena e a média empresa não conseguem repassar esses custos para os clientes finais.

Diante desse cenário, precisamos analisar se realmente nossa empresa obteve um lucro real, crescimento acima da inflação no ano de 2015, ou, simplesmente, um prejuízo disfarçado de lucro.

Saber se o empreendimento agregou valor econômico no decorrer do ano é vital para o sucesso da empresa. Muitos negócios começam a enfrentar dificuldades financeiras e não conseguem enxergar que esses problemas foram desencadeados por anos sem ter um crescimento acima da inflação.

Saiba como calcular

Para efetuarmos esse cálculo, é bem simples. Basta seguir a equação abaixo:

 

inflacao-1

 

Agora, que já conhecemos a fórmula, vamos ver como fica esse cálculo com valores:

inflacao-2

 

 No exemplo acima, a empresa obteve uma rentabilidade sobre o ativo de 20%. Descontando a inflação do período, a organização obteve um retorno acima da inflação de 9,50%.

Com essa taxa de rentabilidade, a empresa terá recursos de sobra para suportar os repasses inflacionários dos sindicatos e fornecedores e, ainda, terá dinheiro para investir na expansão do negócio.

Nesse cálculo, analisamos a rentabilidade sobre o Ativo total da empresa, pois o ativo é a soma de todos os bens e direitos da empresa, sendo assim, todo dinheiro investido em seu negócio está alocado no Ativo. Seja em carros, construções, aplicações financeiras e entre outros.

É importante que as empresas sempre busquem manter uma taxa retorno acima da inflação, pois, caso isso não ocorra, em médio prazo, os danos ao patrimônio da empresa podem ser irreversíveis.

Como conseguir essas informações?

Conseguir os dados para efetuar esse cálculo é bem simples.

Basta entrar em contato com o contador da sua empresa, ou com o escritório de contabilidade que lhe presta serviços, e pedir para que eles lhe enviem dois relatórios contábeis chamados de Balanço Patrimonial e Demonstração de Resultado do Exercício, referentes ao ano de 2015.

Agora, para saber qual a inflação de 2015, é necessário entrar em sites, como o do Banco Central, do governo federal, onde esses dados são divulgados.

O índice inflacionário utilizado no nosso exemplo foi o IPCA (Índice nacional de preços ao consumidos amplo). 

Esse índice calcula a inflação das famílias que ganham de 1 a 40 salários mínimos e vivem em áreas urbanas. Mas, é claro, que, se esse índice não estiver adequado para a realidade de sua empresa, você pode utilizar o que melhor se adequar.

Para saber o índice do IPCA clique aqui.

Fonte: Netspeed

Notícia enviada por

ACOMPANHE NOSSAS NOTÍCIAS

Comentários

MATÉRIAS RELACIONADAS

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

TOP ENVIO DE Notícias

Facebook


Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso. Página carregada em 0.05 segundos.

Site desenvolvido por
Julio Guimaraes | Rogério César