Contábeis o portal da profissão contábil

19
Nov 2017
17:53
você está em:

Conteúdo » Notícias

XML da NFe: infográfico mostra como é sua anatomia de informações

O arquivo XML contém todas as informações que precisam estar na NFe, pois ele será entregue em obrigações como SPED (Sistema Público de Escrituração Digital), entre outras, para o Governo.

postado 04/09/2017 09:43:22 - 2.567 acessos

A Nota Fiscal eletrônica (NFe) já é emitida e armazenada eletronicamente, em arquivo XML, desde 2005. O arquivo XML contém todas as informações que precisam estar na NFe, pois ele será entregue em obrigações como SPED (Sistema Público de Escrituração Digital), entre outras, para o Governo.

A Arquivei é uma startup que surgiu a partir da necessidade de consultar, armazenar e gerir documentos fiscais. A partir da plataforma é possível ter todas as notas fiscais emitidas contra o CNPJ da empresa diretamente da Secretaria da Fazenda e prefeituras, tanto em arquivo XML, quanto em DANFe (Documento Auxiliar da Nota Fiscal eletrônica).

É importante frisar que, o DANFe, que normalmente vem impresso para o destinatário ou em formato PDF via e-mail, não tem validade jurídica, ou seja, apesar de ser um resumo fácil de visualizar não precisa ser armazenado, serve apenas para acompanhar o momento do frete da mercadoria.

Observando a importância do XML para as administrações tributárias, muitas empresas também já começaram a investir em maneiras de extrair relatórios a partir dos dados ricos que estão presentes nesse documento. São informações como a base de cálculo, valores dos produtos, fretes, seguros, PIS, IPI e Cofins, além de datas de emissão, saída/entrada e valor total, que possibilitam análises complexas para o empreendedor.

Identificar padrões do mercado do cliente é uma possibilidade a partir do momento em que se tem todos os XMLs em mãos. Tipos de produtos ou serviços mais vendidos em um determinado período (sazonalidade) e em determinados locais (localização geográfica), ajudam a tomar decisões importantes, como definir um melhor planejamento estratégico e indicar investimentos que dão lucros, por exemplo.

Porém, ainda existem empresas e escritórios contábeis que apresentam resistência para investir em plataformas que automatizam processos, além da grande procura por softwares gratuitos com soluções incompletas. Por esse motivo desenvolvemos o Infográfico com a Anatomia do XML, que mostra a intenção de cada campo, como CNAE, CRT, cEANTrib, qCOM, entre outras siglas, de um arquivo XML real.

Com o infográfico é possível mostrar como uma ferramenta que analisa esse tipo de arquivo em lote pode ser útil, ainda mais em épocas de crise, onde qualquer análise para redução de custos e renegociação de contratos pode ser um diferencial no balanço final. Para uma grande empresa já se torna impossível analisar nota por nota manualmente.