x
CONTEÚDO artigos

Contabilidade, a medicina empresarial!

A importância da contabilidade na saúde das empresas assim como a importância da medicina na saúde das pessoas físicas.

28/01/2013 18:14:14

3,7 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Para muitas pessoas, a Contabilidade é apenas uma despesa no centro de custos das empresas, ou um escritório para cumprir as obrigações acessórias e manter as escriturações dos fatos contábeis e fiscais, para outros o contador é apenas o guarda livros. Vejo a contabilidade da mesma forma que vejo a medicina cuidando de pessoas físicas, só que cuidamos de Pessoas Jurídicas, com grandes responsabilidades e capacidade para aumentar e valorizar os ativos destas.

Quando uma pessoa tem algum problema de saúde, ou apenas quer fazer um check up para identificar ou avaliar as condições físicas, procuram especialistas médico para examinar e diagnosticar as condições da saúde, assim também as empresas quando querem avaliar e diagnosticar seus negócios procuram um especialista como: Controllers, Contadores, Auditores, Peritos, Gestores, entre outros.

Cuidamos de empresas, organismo composto por sistemas. Segundo Lodi, in Catelli na Teoria dos Sistemas: [...] elabora princípios gerais, sejam físicos, biológicos ou sociológicos, e modelos gerais para qualquer das ciências envolvidas. [...] Ela também veio preencher o vazio entre elas, pois há sistemas que não podem ser entendidos pela investigação separada e disciplinar de cada uma de suas partes. Só o todo possibilita explicação. Por isso se diz também que a teoria dos Sistemas é uma ciência da Totalidade. (CATELLI [1])

Esse conceito vem ganhando força, pois cada vez mais as empresas são analisadas como sistemas, compostas por subsistemas, ao mesmo tempo que fazem parte de um sistema maior, a sociedade.

Desde que o frade franciscano Frá Luca Paciolo lançou seu tratado de escrituração de contas no final do século XV, os estudos e tratamento da contabilidade evoluíram muito. Hoje em dia com a otimização dos sistemas e das informações, temos mais rapidez e precisão nas informações prestadas aos clientes e ao fisco, seja por meio de demonstrações como o Balanço Patrimonial, uma DRE, DFC, DVA, DLPA, DMPL, Analise Vertical e Horizontal, entre outras ferramentas que temos disponíveis como instrumentos de trabalho, afim de demonstrar aos nossos clientes a posição da saúde dos negócios das empresas, auxiliando com informações nas tomadas de decisões, prestação de declarações, e avaliando o patrimônio empresarial.

A adoção desde 2007, da Lei 11.638 que modificou a Lei 6.404/76, introduziu alterações nas normas societárias, tornando se compatível as normas internacionais de contabilidade, conhecidas como IFRS - International Financial Reporting Standards, nosso mercado tem se equiparado aos países europeus e aos EUA, afim de, atender as necessidades do mercados de capitais e facilitar o entendimento quando compararmos com as demonstrações de outros países.

Com a evolução das empresas, dos contextos econômicos a contabilidade têm se colocado de frente as tendências, afim de auxiliar as empresas no desenvolvimento empreendedor e financeiro dos empresários, temos buscado auxiliar nossos clientes nas tomadas de decisões, cumprir as exigências impostas pelas leis em vigor, evitar fraudes e sanções por meio do fisco, de modo que evitem vícios e erros adotados por gestores e empresários.

[1] CATELLI, Armando. Controladoria:uma abordagemda gestão econômica-Gecon. 2ª ed. São Paulo: Atlas, 2001, P. 36.

Eder R. De Aquino.
CONTAFE

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.