x
CONTEÚDO artigos

Taxonomia XBRL e seus efeitos contábeis

XBLR já não é algo assim tão convencional, embora estejamos nos adaptando com novas siglas, a exemplo de XML que já esta implícita em nossa vida profissional no dia-a-dia em razão do SPED, não será diferente termos que compreender a Taxonomia XBRL.

29/01/2013 23:10:43

4,5 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

XBLR já não é algo assim tão convencional, embora estejamos nos adaptando com novas siglas, a exemplo de XML que já esta implícita em nossa vida profissional no dia-a-dia em razão do SPED, não será diferente termos que compreender  a Taxonomia XBRL

Trata-se de um método de arranjar, de categorizar, classificar algo, utilizado inicialmente para questões biológicas, mas se aplica a métodos de arranjos não biológicos, totalmente diferente da classificação de plantas por exemplo, e é desta forma que o XML, XBRL esta sendo tratado, motivo pelo qual esta aberta pelo CFC, a Audiência Pública a minuta da Taxonomia do XBRL.

Já era o tempo em que atrás de viseiras e uma escrivania, nos escondíamos a escriturar a contabilidade, perpassa uma nova fase e a  tecnologia XBRL transforma as informações contábeis que estão disponibilizadas em outro formato, como papel, em arquivos eletrônicos, tudo convergindo para uma harmonização no sentido de vermos tudo que diz respeito as demonstrações econômico-financeiras em um padrão único.

Em 1999 Charles  Hoffmann (contador) , iniciou as pesquisas sobre XBRL nos EUA, e em 42 países a implantação XBRL levou cerca de 6  a 8 anos, no Brasil esta a frente desta implantação desde 2001 o Laboratorio Tecsi-Fea-USP, sob o comando do Ilustre Doutor Edson Luiz Riccio.

O que parece uma sigla atípica, passará a ser convencional para nós profissionais da contabilidade, assim como SPED e IFRS outrora não nos era de fácil assimilação, e agora faz parte do nosso dia a dia literalmente, até porque não é possível desempenharmos nossas funções se dominar SPED e IFRS.

Por todo o exposto, se faz necessário este novo profissional da área contábil transgredir a forma antiga de atuar em nosso ofício de forma positiva, passando efetivamente a sermos vistos de forma diferenciada, pelos empresários e pela sociedade, afinal ninguém fala melhor a língua do mundo dos negócios senão nós Contadores.

Por fim, me alegra toda esta complexidade que de forma antagônica passa a ser interessante, pois elitiza a nossa profissão, e acaba por fazer reserva de mercado somente para àqueles que efetivamente dominam a área e que adicionam ao seu cabedal de conhecimentos mais informações que combinadas, nos tornam profissionais ímpares.

Maiores informações sobre o XBRL, poderão ser obtidas no site do CFC, bem como em norma editada por este egrégio órgão, máximo de nossa classe explicitado na Portaria numero 38/10.

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.