x
CONTEÚDO artigos

Contábil

Demonstrações de Resultado ou Desempenhos segundo a NBC TG 1000 (R1)

Neste artigo vamos ver de forma conceitual o que determinam as NBC para Pequenas e Médias empresas quanto a Demonstrações de Resultado.

26/10/2017 09:17:10

7,1 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Demonstrações de Resultado ou Desempenhos  segundo a NBC TG 1000 (R1)

Embora a práxis contábil fale apenas em Resultado, a NBC TG 1.000 (R1) trata como sinônimos a expressão Resultado e Desempenho, classificando o termo como a relação entre as receitas e despesas da entidade ao longo de um determinado período, que pode coincidir ou não com o exercício civil ou comercial.

A norma supracitada determina que o desempenho da entidade seja apresentado em duas demonstrações distintas, sendo ambas, portanto, obrigatórias inclusive às Micro e Pequenas Empresas optantes pelo Simples Nacional: Demonstração de Resultado [do exercício ou outro período] e Demonstração do Resultado Abrangente. Ambas as demonstrações podem ser utilizadas para avaliar desempenho de uma determinada entidade e ou como base para análises mais detalhadas, como o ROI ou o Resultado por ações.

Enquanto que no Balanço Patrimonial as contas são dividas, conforme a sua natureza, entre Ativo e Passivo, nas Demonstrações de Resultado elas se dividem em Receitas e Despesas.

As Receitas são aumentos de benefícios econômicos gerados pela entrada ou aumento de ativos, ou pela saída ou diminuição de passivos, causando variação positiva no Patrimônio Líquido (PL) da entidade, exceto nos casos de aporte ou aumento de capital promovido pelos sócios ou condições semelhantes.

Vale ressaltar que a definição de Receita expressa pela NBC TG 1000 (R1) compreende os conceitos de Receita propriamente dita, isto é, o aumento do Patrimônio Líquido resultado do exercício das atividades regulares da empresa, tais como vendas, receitas com serviços, juros, aluguéis, royalties, entre outros; e de Ganho, que é qualquer aumento no Patrimônio Líquido não oriundo do exercício das atividades regulares da empresa, geralmente é evidenciado nas Demonstrações de Resultado de forma destacada para garantir a tomada de decisões de maneira mais adequada.

Já as Despesas, em sentido oposto, são diminuições de benefícios econômicos causados pela saída ou redução de ativos, ou pelo aumento de passivos, causando variação negativa no Patrimônio Líquido da entidade, exceto os casos de distribuição de lucros aos titulares da entidade e ou condições semelhantes.

A definição de Despesa expressa pela NBC TG 1000 (R1) compreende, analogamente, os conceitos de Despesa [propriamente dita], isto é, a redução do Patrimônio Líquido resultado do exercício das atividades regulares da empresa, tais como salários, depreciação, Tributos, entre outros, geralmente tem como contrapartida o desembolso financeiro de caixa ou equivalentes de caixas, mas também pode se dar com a redução de outros ativos; e de Perda, que são reduções no Patrimônio Líquido que podem ou não se originar do exercício das atividades regulares da empresa, geralmente também não apresentadas nas Demonstrações de forma destacada para garantir a tomada de decisões de maneira mais adequada. 

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.