x

Empresarial

Planejar e Orçar 2019 - Mãos a obra!

O planejamento é ponto sensível pois deve estar alinhado com as propostas da empresa relacionadas a investimento, rentabilidade, mercado, prospecções seja de novos produtos ou novos clientes.

15/10/2018 08:15:31

1,5 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Planejar e Orçar 2019  - Mãos a obra!

Para muitas empresas estamos no momento de confeccionar ou revisar os planos para 2019.  Temos o planejamento e o orçamento para serem avaliados, criticados, ajustados, e deixados prontos para a implementação.

O planejamento é ponto sensível pois deve estar alinhado com as propostas da empresa relacionadas a investimento, rentabilidade, mercado, prospecções seja de novos produtos ou novos clientes. Não podemos deixar de considerar que ele deve refletir o momento econômico e político que o país vive. Não se trata de uma seção de adivinhação, mas de colocar no papel perspectivas reais que podem se tornar realidade de acordo com o que acompanhamos.  Esse é o motivo pelo qual não podemos pensar em planejamento de forma imutável, sem alternativas de ajustes, sem planos de ações para rapidamente alterar fator projetado de forma a mantermos o resultado dentro do possível para aquela determinada mudança.

O orçamento e a atividade de se colocar números nesse plano, é a valorização de todas essas propostas, também considerando os impactos de possíveis mudanças.

De forma otimista devemos realizar as duas atividades com foco em perspectivas boas, em melhores momentos, em um ano promissor. Isso desencadeia pensamentos positivos relacionados a desenvolver as estratégias que iremos utilizar para atender o mercado.  Investimento em tecnologia, investimento em capacitação, investimento em melhorias logísticas, e outras propostas de melhorias.  Essas estratégias devem sempre fazer parte do dia a dia do empresário e do investidor.

Independente do momento para planejar ou orçar, a estratégia do negócio é fator integrante do dia a dia. Como melhorar o desempenho da empresa, como atender de forma mais rápida o cliente, como cativar o cliente, como trazer mais qualidade ao produto, como manter o time motivado. Tudo isso não pode ser pensado somente nos meses que antecedem ao final do exercício, o foco nesses pontos é diário. Agora, levar essa estratégia toda para o negócio, analisar o impacto da mesma, ter um plano de ação para que ela se inicie e termine com resultados positivos, ter recursos para fazer isso acontecer sem frustrar expectativas é função do planejamento e do orçamento.

Podemos ter estratégias dessas que não podem esperar muito tempo para implementação, o tempo pode ser um fator essencial para essa prática, para o resultado, e fortalecimento do negócio. Se a empresa tem essa dinâmica de apresentar estratégias rápidas e constantes, e isso é uma característica de alguns mercados nos quais as empresas precisam disso para sobreviver, aí está mais um componente do planejamento e do orçamento. O que fazer quando surge uma ideia boa, rentável e com necessidade de implementação rápida. O planejamento e o orçamento devem contemplar também essa variável e ter para ela uma resposta.

Assim, estamos no momento de planejar e orçar 2019. Não vamos esquecer das variáveis que estão aí na nossa porta. Devemos ter alternativas para elas caso ocorram e caso não ocorram, e essas alternativas devem manter a rentabilidade do negócio dentro do possível. Boa sorte!

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.

Ajude a divulgar o nosso Congresso de Contabilidade.

Inscreva-se e compartilhe

Salve a imagem e compartilhe em suas redes sociais.

Ajude a divulgar o nosso Congresso de Contabilidade.

Inscreva-se e compartilhe

Salve a imagem e compartilhe em suas redes sociais.