x

Análise Financeira por meio de índices e demonstrativos contábeis

A Análise Financeira de uma empresa visa o melhor acompanhamento de sua capacidade de pagamentos e recebimentos. Através da interpretação comparativa das demonstrações

26/08/2011 15:04:56

9.735 acessos

A Análise Financeira de uma empresa visa o melhor acompanhamento de sua capacidade de pagamentos e recebimentos. Através da interpretação comparativa das demonstrações contábeis e índices financeiros extraem-se várias informações úteis para a tomada de decisões sobre seus investimentos e financiamentos.

Com base na perspectiva financeira da empresa, suas ações estratégicas baseadas em maior produtividade e crescimento trarão à mesma competitividade de mercado.
Mas a perspectiva financeira da empresa deve estar associada aos fatores econômicos, pois não faz sentido prever o futuro e sucesso de uma empresa desconsiderando as questões de economia de mercado. As questões microeconômicas compreendem a posição de mercado da empresa perante o seu setor. E as questões macroeconômicas compreendem a influência e o comportamento econômico como um todo com suas taxas de inflação, cambiais e juros entre outros cenários econômicos. Porém, neste artigo tratarei somente da análise financeira da empresa.

De acordo com Treuherz em seu livro “Análise Financeira por objetivos”, para iniciar uma análise financeira é preciso definir os objetivos da empresa relacionados à maximização de lucros, à situação financeira equilibrada com baixa inadimplência de clientes e ao atendimento a sociedade. Com isso é possível determinar as ações estratégicas a serem tomadas na análise criteriosa dos diversos cenários.
Com os objetivos e estratégias definidos é preciso avaliar o desempenho da empresa (análise econômica), ou seja, avaliar sua lucratividade e capacidade de gerar lucro por meio de quocientes econômicos e análise comparativa dos itens da DRE (Demonstração de Resultado do Exercício). Os principais quocientes econômicos são: Rentabilidade, Lucratividade e Taxa Interna de retorno.

Com isso partimos para a análise da situação financeira uma vez que a capacidade de gerar lucro (alavancagem operacional) influenciam o fluxo financeiro. Os principais quocientes financeiros são: Capital Circulante Líquido, Liquidez corrente, seca e geral e Endividamento a curto e longo prazo.
A análise dos demonstrativos contábeis também é válida para a tomada de decisões financeiras. Do Balanço é possível avaliar a situação financeira patrimonial como suas disponibilidades imediatas. Na DRE é possível identificar qual foi o maior impacto entre o custo e despesa em relação ao lucro da atividade (EBIT) ou lucro operacional liquido (LOL) buscando redução dos mesmos para obter um maior retorno. A DOAR (Demonstração das origens e aplicações de recursos) ou DFC (Demonstração do Fluxo de Caixa), conforme substituição da lei 11.638, serve para identificar a obtenção dos recursos (capital próprio ou capital de terceiros) e respectivos investimentos ou aplicações desses recursos em atividades operacionais, de investimentos e financiamentos. A DMPL (Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido) serve para verificar a aplicação do capital e lucros, como por exemplo, pagamento de dividendos e reinvestimentos.

Com a prática contábil é possível ainda criar relações entre os demonstrativos contábeis, pois facilita na conclusão da análise com base nos dados neles apresentados. Basta tomarmos como base a relação entre os demonstrativos DRE – BP – DFC e associarmos o fato contábil de uma venda a vista. Este fato gerará uma reserva de lucro na DRE que por sua vez será apresentada no BP no passivo não circulante mais especificamente no patrimônio liquido. A alteração no saldo de caixa é demonstrada também na DFC.

É notório que antes de tomar qualquer decisão financeira com base nos objetivos e expectativas da empresa é preciso levar em consideração uma análise profunda de seu desempenho por meio dos quocientes econômicos e quocientes financeiros além de analisar os demonstrativos contábeis que quando comparados retrospectivamente fornecem base concreta para a tomada de decisões. E essas quando tomadas de forma correta acabarão por contribuir para a geração de lucro e conseqüentemente maior retorno sobre o investimento de sua empresa levando-a ao equilíbrio financeiro.

Cíntia Dantas
Analista Contábil

MATÉRIAS RELACIONADAS
RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.