x

Empresarial

Controladoria X Gestão de riscos empresarial.

O impacto da controladoria na gestão empresarial.

29/07/2019 16:08:14

4.125 acessos

Controladoria X Gestão de riscos empresarial.

A controladoria tem um papel relevante na gestão empresarial, busca a utilização de princípios que comtemplem as rotinas das empresas.  O setor de controladoria é responsável em captar e verificar as informações dos departamentos, com ênfase no setor de contabilidade, e torna-los em pontos cruciais, que serão analisados pelos gestores em busca de uma melhor tomada da decisão. A Controladoria tem a missão de aperfeiçoar os resultados econômicos por meio da definição de um modelo de informações capaz de fornecer condições para o desenvolvimento da empresa (FIETZ; COSTA; BEUREN, 2007). Segundo Oliveira (1998, p.19), um setor de controladoria bem organizado é capaz de melhorar o desempenho dos gestores e da eficácia e eficiência das unidades através de atividades como o monitoramento dos controles gerenciais e apontamento de possíveis deficiências em setores específicos.

A controladoria tem um papel fundamento no controle organizacional, pois através dos relatórios gerados no processo de gestão empresarial podem gerar embasamento favorável e consequentemente a garantia de uma decisão sem impactos de riscos.  Borinelli (2006) apud Bruni e Gomes (2010, p.16) define a Controladoria como: “um conjunto de conhecimentos que se constituem em bases teóricas e conceituais de ordem operacional, econômica, financeira e patrimonial, relativas ao controle dos processos de gestão organizacional”.

A concorrência e a competividade empresarial estão cada vez mais crescente, os gestores necessitam estar em sintonia constante com os públicos interno e externo. A busca por métodos eficientes se tornam cada vez mais indispensável, visto que, o cenário empresarial precisa de informações seguras, que visem a melhoria e continuidade da organização. A controladoria vem ganhando espaço dentro das organizações devido à alta necessidade de controle que os gestores necessitam para competir no mercado, já que este está em constante mudança. Schier (2011, p.44).

Segundo Ferreira (1999, p. 1772) risco vem do baixo-latim risicu, riscu, possivelmente do latim resecare, “cortar”, ou do espanhol risco, “penhasco alto e escarpado” e significa: “1. Perigo ou possibilidade de perigo. 2. Situação em que há probabilidades mais ou menos previsíveis de perda ou ganho como, por exemplo, num jogo de azar, ou numa decisão de investimento. 3. Em contratos de seguros, evento que acarreta o pagamento da indenização... 4. Jurídico. Possibilidade de perda ou de responsabilidade pelo dano...”

Os riscos fazem parte constantemente das rotinas dos gestores. Não correr riscos no âmbito empresarial é inevitável, porem permite que o risco afete o resultado é opcional.  Para uma tomar de decisão coerente, os gestores precisam organizar, planejar e avaliar os impactos dos riscos na organização.

Os negócios empresarias necessitam de gestores que assumam riscos nas tomadas de decisões, porem faz necessário um melhor acompanhamento e controle.  A competividade não permite falhas; os riscos precisam serem controlados e evitados.

MATÉRIAS RELACIONADAS
RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.