x

Tributário

O papel da gestão ante o óbice tributário

As empresas que realizam a gestão dos seus tributos, além de garantirem a saúde financeira do seu negócio, e terem mais competitividade, terão maior qualidade das informações apuradas e transmitidas ao fisco.

23/08/2019 09:34:30

2.603 acessos

O papel da gestão ante o óbice tributário

Estamos em um dos países em que a variedade de tributos é assustadoramente gigantesca e, por conta deste fato, nos destacamos também entre os que possuem uma das cargas tributárias mais altas do mundo, o que infelizmente não implica que a aplicação desses recursos, que abarrotam o cofres públicos, tenham a sua devida destinação, assunto esse que podemos deixar para uma outra ocasião. O assunto em pauta é, o quanto essa gama confusa de siglas, alíquotas e obrigações acessórias, que se associam ao sistema tributário brasileiro, tem influenciado de forma contundente a saúde financeira das empresas do nosso país. A legislação complexa, com pouca clareza e objetividade e em algumas situações até ininteligíveis, tem feito com que muitos empresários se equivoquem em relação a apuração dos tributos, seja na formação das bases de cálculo,  seja na aplicabilidade da lei em determinadas operações, situações em que podem ocorrer o recolhimento a maior ou a menor de determinado tributo, pagamentos indevidos sobre produtos que possuem isenção, imunidade ou base de cálculo reduzida, ou casos em que os impostos incidentes sobre determinada mercadoria ou serviço  que já foram recolhidos anteriormente na “cadeia tributária”, são recolhidos novamente.

 E todo esse cenário reflete, não só na vida do consumidor final, por conta dos altos preços que pagam na aquisição de mercadorias e serviços, mas também, como citado, na vida do empresário, pois ao agregar ao custo do seu produto/serviço o peso dessa carga tributária, para que possam concorrer e se estabelecer no mercado, na maioria das vezes são obrigados a diminuir a sua margem de lucro, o que mais cedo ou mais tarde irá influenciar em suas finanças.

É aí que entra o papel importante daquele que tem ajudado as empresas a caminhar dentro desse imenso labirinto, que é o Gestor Tributário, pois em conjunto com outros departamentos da empresa esse profissional irá traçar o perfil tributário do negócio desenvolvido, irá controlar e gerir todos os processos financeiros, entradas e saídas de produtos, e a partir daí com a exatidão na interpretação da legislação para tal ramo de atividade, realizará uma boa gestão, assegurando o recolhimento correto dos tributos, e ainda, em muitas situações a redução da carga tributária. Em resumo, as empresas que realizam a gestão dos seus tributos, além de garantirem a saúde financeira do seu negócio, e terem mais competitividade, possuirão também uma maior qualidade das informações apuradas e transmitidas ao fisco, correndo assim menos risco de autuações fiscais.

MATÉRIAS RELACIONADAS
RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.