x

Trabalhista

Como se destacar em uma entrevista e conquistar a sonhada vaga de emprego?

A preparação para entrevistas de emprego equivalem a 90% do sucesso do resultado.

13/11/2019 10:23:47

1.981 acessos

Como se destacar em uma entrevista e conquistar a sonhada vaga de emprego?

Para se destacar em uma entrevista de emprego a receita é simples: PREPARAÇÃO. A primeira impressão do recrutador acontece nos primeiros 90 segundos. Por isso, tudo conta: como você entra na empresa, como fala com a recepcionista, suas primeiras falas ao responder “foi fácil chegar até aqui?”, seu aperto de mão, a escolha da roupa etc. Essa percepção do recrutador é subjetiva. Aqui acredito que seja importante ser coerente e ter uma atitude mental positiva.

Quando você realmente quer uma vaga, estar e se sentir pronto é a chave. Um exemplo disso é uma situação que vivi em 2008, fui selecionada para fazer uma entrevista de emprego na empresa dos meus sonhos, uma vaga de Trainee Internacional em uma empresa suíça para atuar na área de cafés na América Latina (na época eu morava na França).

Eu li 3 livros: um sobre a história do café, outro sobre a história contemporânea da América Latina, e por fim um sobre a cultura dessa organização escrito por um antigo presidente da multinacional. Eu entrei no site da empresa, li os últimos 3 relatórios financeiros, que me ajudaram a ter uma estratégia macro e estrutura dos negócios da empresa. Busquei a história das TOP20 marcas e li tudo na internet sobre notícias globais daquela organização. Em paralelo, preparei pelo menos 20 perguntas para as entrevistas nas quatro línguas que falo. Com isso, constituí dois documentos: um para as entrevistas e outro sobre dados da empresa.

O retorno de toda essa dedicação? Recebi o feedback de que nunca haviam visto tal preparo para uma entrevista. Fiquei muito feliz e desde então adotei essa receita. A preparação é a chave da confiança e auxilia na gestão do estresse. Ela não elimina o medo de errar, mas afasta o medo de fracassar. A preparação equivale a 90% do sucesso do resultado, o resto é a entrega. Abaixo seguem algumas dicas:

Estude a empresa e a vaga

O mínimo que um candidato pode fazer é estudar o site corporativo e pesquisar sobre valores, carreira, dados financeiros e estratégicos da empresa. O objetivo aqui é descobrir o máximo possível sobre como é a empresa. Já entrevistei vários candidatos que não conheciam nem as marcas da empresa e a sensação que tive foi de descaso e arrogância. Se a pessoa não faz isso para seu próprio interesse, quando entrar na empresa irá repetir esse comportamento.

Use seus relacionamentos para obter um panorama atual

Pergunte para as pessoas que você conhece que já trabalharam ou trabalham na empresa, como é a cultura da organização, se as pessoas gostam dos seus chefes, como o erro é tratado. Faça perguntas relevantes e escute ativamente sem dar a sua opinião. Se encontrar alguém que teve contato com a vaga em questão, melhor ainda para validar a situação da área, da equipe e o desafio em si.

Se prepare para a entrevista

A pergunta mais frequente em uma entrevista é “me fale de você”. Essa frase é o fio condutor da entrevista. O recrutador pode te deixar acabar ou ir te interrompendo e conduzindo a entrevista a partir da sua fala. Sua resposta deve ser estruturada e sucinta. Treino os executivos a não passarem de dois a três minutos.

Gosto de utilizar a metodologia de acrônimo STAR para estruturar todas as respostas: Situação, Tarefa, Ação e Resultado. Tarefa é o seu objetivo e Ação é como você fez para chegar nesse objetivo. Prepare cinco cases de sua carreira que poderão encaixar nas perguntas mais frequentes: “me conte um caso onde você precisou convencer os outros”, “me conte uma situação de conflito e como você fez para sair dela” ou “me conte seu maior orgulho profissional”.

Pense na linguagem corporal

Você já deve ter ouvido falar que 55% da sua mensagem é transmitida por sua postura corporal. Apenas 7% da mensagem é feita por meio da fala. A diferença está no tom de voz e utilização da linguagem. Durante a entrevista, perceba sua movimentação, se está com os braços cruzados, como está sentado na cadeira, se está fazendo contato visual com o recrutador. Esses detalhes são importantes para que você transmita sua mensagem com coerência.

Abrace os desafios inesperados

É comum o entrevistador fazer uma pergunta fora da caixa com o intuito de desafiar. Isso ocorre apenas se é uma característica da empresa ou da vaga (exemplo de vendas). A situação mais inédita que um executivo me contou foi quando ele teve que responder a seguinte pergunta: “qual a massa salarial do futebol no Brasil?”. Outro exemplo, como meu currículo indica que falo inglês, foi quando o entrevistador me fez uma pergunta em inglês no meio da entrevista em português. Não existe aqui resposta certa ou errada. Os recrutadores buscam avaliar a sua capacidade de se adaptar e refletir em uma situação de pressão. Se prepare para isso.

Você também está entrevistando a empresa

Lembre-se que esse momento é a sua oportunidade de entrevistar a empresa. Durante uma entrevista, você também está dando um passo importante em sua carreira e deve checar o que lhe atrai naquela vaga ou se empresa corresponde ao que você pensa sobre ela. Você também está escolhendo a empresa. É uma seleção dos dois lados. Prepare perguntas relevantes sobre a vaga, sobre a estratégia da empresa, cheque informações que serão relevantes para a sua escolha. Lembre-se de refletir sobre as perguntas e fugir do óbvio.

Faça um ensaio dramático

O ensaio é a cereja do bolo da preparação e funciona como o treino no esporte, é um indicador da sua performance. Na entrevista é igual, você poderá se testar e se colocar em condição real. O ideal é que peça a ajuda de um amigo ou se tiver um coach que lhe auxilie nessa etapa, procure fazer um ensaio.

Garanta seu pós-venda

Muitos candidatos ficam ansiosos aguardando o contato da empresa. Isso é muito natural e compreensível. Para minimizar esse sentimento de espera, procure sair da entrevista com os próximos passos definidos. Por exemplo, a executiva de RH se compromete em lhe dar uma resposta na semana que vem. Caso ela não entre em contato, após o prazo estipulado, você pode cobrar uma resposta (e deve!). Lembre que esse contato é mais uma oportunidade de reiterar seu interesse. Não desperdice o contato apenas cobrando um acompanhamento e nem escreva várias vezes transparecendo uma ansiedade. É como o início de um relacionamento: demonstrar segurança e autocontrole.

*Artigo por Luciana Carreteiro é coach executiva especialista em desenvolvimento de alta performance para liderança e fundadora da Kyma Coaching, empresa que apoia executivos e times a potencializarem suas competências.

MATÉRIAS RELACIONADAS
RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.